Cientistas descobrem como desapareceu o primeiro Império Mesopotâmico

O Império Acádio, primeiro Estado mesopotâmico semita, desintegrou-se bruscamente e desapareceu há 4.200 anos. A culpa foi das secas e de uma tempestade de areia, que privaram a cidade de todas as reservas de água.

As civilizações surgem e desaparecem por diversas razões, mas as causas do desaparecimento do Império Acádio parecem controversas. A coincidência de tempo de grandes transformações com civilizações do Egito e do Vale do Indo, que são da mesma época, têm levado os historiadores a proporem a causa climática.

Sedimentos do mar Vermelho e do golfo de Omã, entre outros, foram usados anteriormente para sugerir que a Ásia ocidental foi alvo de, pelo menos, um grande período de seca nessa época, mas os dados eram imprecisos para garantir a causa do colapso acadiano.



A Suméria, o Antigo Egito e a civilização do Vale do Indo são as três civilizações mais antigas do planeta. Em meados do terceiro milénio antes de Cristo, o rei Sargão, o Grande, conquistou todas as cidades-estado, unindo-as no Império Acádio com leis, regras comerciais e outros traços da civilização moderna. Apesar de ser considerada uma das potências mais fortes da época, desapareceu 200 anos depois de ser criada.

Os motivos do seu desaparecimento permaneceram um mistério para muitos historiadores que procuraram respostas para esta questão. Desde a insatisfação da população com as autoridades e a luta contra Sargão e os seus descendentes até à invasão de nómadas que teriam devastado o país, não faltam teorias para explicar o desaparecimento.

Recentemente, uma equipa de investigadores começou a estudar a questão e sugeriu uma catástrofe climática como causa do colapso. Escavações na Síria mostram que o Oriente Médio, em 2200 a.C., enfrentou um período de seca fortíssimo que destruiu todas as grandes cidades da região.

Stacy Carolin e a sua equipa encontraram as primeiras provas sólidas desta teoria, examinando estalactites, que se formaram durante últimos cinco mil anos numa gruta no norte do Iraque. O artigo científico foi recentemente publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences.

Estas formações rochosas consistem em “anéis anuais” cuja espessura, composição química e isótopo refletem a quantidade de água na gruta em tempos diferentes de formação. Assim, estas formações podem ser usadas como uma “crónica” climática que mostra as mudanças de temperatura e do nível de precipitações atmosféricas durante os tempos.

A gruta visitada pelos cientistas estava perto das regiões do norte do Império Acádio e tinha aproximadamente o mesmo nível de precipitações da Suméria, o que permitiu reconstruir o clima da época do colapso.

Os cientistas descobriram que a primeira superpotência da Mesopotâmia foi destruída por razões climáticas. Há 4,26 mil anos, o crescimento de estalactites diminuiu bruscamente, ou seja, houve uma diminuição brusca de precipitações atmosféricas. A seca durou mais de três séculos, o que coincide com o tempo do renascimento da Mesopotâmia e com o aparecimento da Babilónia.

Além disso, os investigadores registaram um crescimento de magnésio e cálcio nos “anéis anuais”, o que bate certo com o início de tempestades de areia. Os cataclismos deveriam ter acelerado o colapso da Acádia, privando os agricultores de cultivar, mesmo havendo muita água.

Contudo, esta não foi a primeira vez que as secas e as tempestades de areia sacudiram a Mesopotâmia. Há 4,5 mil anos, os abalos não foram tão prologados, mas podem ter sido fundamentais para o enfraquecimento das cidades-estado.

PARTILHAR

RESPONDER

O misterioso escurecimento da Betelgeuse foi oficialmente desvendado

A causa da misteriosa perda de brilho da estrela foi causada por uma nuvem gigante de poeira, expelida pela própria supergigante vermelha. O "Grande Escurecimento da Betelgeuse", como passou a ser conhecido, foi um fenómeno que …

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …