Cientistas descobrem como desapareceu o primeiro Império Mesopotâmico

O Império Acádio, primeiro Estado mesopotâmico semita, desintegrou-se bruscamente e desapareceu há 4.200 anos. A culpa foi das secas e de uma tempestade de areia, que privaram a cidade de todas as reservas de água.

As civilizações surgem e desaparecem por diversas razões, mas as causas do desaparecimento do Império Acádio parecem controversas. A coincidência de tempo de grandes transformações com civilizações do Egito e do Vale do Indo, que são da mesma época, têm levado os historiadores a proporem a causa climática.

Sedimentos do mar Vermelho e do golfo de Omã, entre outros, foram usados anteriormente para sugerir que a Ásia ocidental foi alvo de, pelo menos, um grande período de seca nessa época, mas os dados eram imprecisos para garantir a causa do colapso acadiano.

A Suméria, o Antigo Egito e a civilização do Vale do Indo são as três civilizações mais antigas do planeta. Em meados do terceiro milénio antes de Cristo, o rei Sargão, o Grande, conquistou todas as cidades-estado, unindo-as no Império Acádio com leis, regras comerciais e outros traços da civilização moderna. Apesar de ser considerada uma das potências mais fortes da época, desapareceu 200 anos depois de ser criada.

Os motivos do seu desaparecimento permaneceram um mistério para muitos historiadores que procuraram respostas para esta questão. Desde a insatisfação da população com as autoridades e a luta contra Sargão e os seus descendentes até à invasão de nómadas que teriam devastado o país, não faltam teorias para explicar o desaparecimento.

Recentemente, uma equipa de investigadores começou a estudar a questão e sugeriu uma catástrofe climática como causa do colapso. Escavações na Síria mostram que o Oriente Médio, em 2200 a.C., enfrentou um período de seca fortíssimo que destruiu todas as grandes cidades da região.

Stacy Carolin e a sua equipa encontraram as primeiras provas sólidas desta teoria, examinando estalactites, que se formaram durante últimos cinco mil anos numa gruta no norte do Iraque. O artigo científico foi recentemente publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences.

Estas formações rochosas consistem em “anéis anuais” cuja espessura, composição química e isótopo refletem a quantidade de água na gruta em tempos diferentes de formação. Assim, estas formações podem ser usadas como uma “crónica” climática que mostra as mudanças de temperatura e do nível de precipitações atmosféricas durante os tempos.

A gruta visitada pelos cientistas estava perto das regiões do norte do Império Acádio e tinha aproximadamente o mesmo nível de precipitações da Suméria, o que permitiu reconstruir o clima da época do colapso.

Os cientistas descobriram que a primeira superpotência da Mesopotâmia foi destruída por razões climáticas. Há 4,26 mil anos, o crescimento de estalactites diminuiu bruscamente, ou seja, houve uma diminuição brusca de precipitações atmosféricas. A seca durou mais de três séculos, o que coincide com o tempo do renascimento da Mesopotâmia e com o aparecimento da Babilónia.

Além disso, os investigadores registaram um crescimento de magnésio e cálcio nos “anéis anuais”, o que bate certo com o início de tempestades de areia. Os cataclismos deveriam ter acelerado o colapso da Acádia, privando os agricultores de cultivar, mesmo havendo muita água.

Contudo, esta não foi a primeira vez que as secas e as tempestades de areia sacudiram a Mesopotâmia. Há 4,5 mil anos, os abalos não foram tão prologados, mas podem ter sido fundamentais para o enfraquecimento das cidades-estado.

ZAP ZAP // Sputnik News

PARTILHAR

RESPONDER

Eis o primeiro enxame de (pequenos) buracos negros num aglomerado globular

Uma equipa de cientistas, que esperava encontrar um buraco negro de massa intermédia no coração do aglomerado globular NGC 6397, encontrou, em vez disso, evidências de uma concentração de buracos negros mais pequenos. Por vezes, na ciência, …

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …

Cientistas criam "televisão" ultravioleta para animais (que nos vai ajudar a entendê-los melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, desenvolveu uma "televisão" ultravioleta para ajudar os especialistas a entender melhor a forma como os animais veem o mundo. Os monitores de televisões ou computadores têm …

Watakano, a “ilha da prostituição” que teve o seu auge nos anos 80, está agora vazia

Conhecida como “ilha da prostituição”, Watakano já foi considera um pequeno paraíso sexual. No seu auge, do final dos anos 70 a meados dos anos 80, homens faziam um curta viagem de barco até ao …

Deputado norte-americano quer banir GTA 5 e outros jogos violentos. Tudo para diminuir roubos de carros

O deputado norte-americano Marcus Evans quer proibir a venda de videojogos violentos que promovam atividades criminosas, como o GTA 5, face ao aumento dos roubos de automóveis em Chicago e um pouco por todo o …

Estudante projetou um casaco que se transforma num saco-cama para os sem-abrigo. E deu-lhes um emprego

Nos Estados Unidos, há pelo menos 567.715 pessoas que vivem nas ruas. Embora há quem vire as costas a essas estas, também há quem esteja disposto a fazer tudo para ajudar os necessitados e tirá-los …

Um livro e uma reclusa-mediterrânica. Aranhas venenosas obrigam a encerramento temporário de biblioteca nos EUA

Aranhas venenosas da espécie reclusa-mediterrânica apareceram na cave de uma biblioteca na Universidade do Michigan, nos Estados Unidos. Os funcionários de uma biblioteca da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, foram obrigados a encerrar temporariamente o …

Bolsonaro diz que máscaras causam "efeitos colaterais"

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que as máscaras causam "efeitos colaterais" e citou um alegado estudo alemão, sem acrescentar mais detalhes. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, causou polémica esta quinta-feira ao dizer que as …

Pilotos aprovam acordo de emergência na TAP

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou esta sexta-feira o acordo de emergência na TAP, adiantaram vários pilotos à Lusa. O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou o acordo de emergência na …