Comer mesmo antes de ir para a cama aumenta risco de cancro

Os famosos snacks noturnos ou os jantares tardios podem aumentar o risco de cancro, de acordo com um novo estudo que mostra os danos causados pela interrupção do relógio interno do nosso corpo.

Cientistas espanhóis descobriram que pessoas que comem regularmente depois das 21h00, ou menos de duas horas antes de irem para a cama, têm 25% mais riscos de vir a ter cancro da mama ou da próstata, avança o Independent.

A equipa de investigadores, do Barcelona Institute for Global Health (ISGlobal), considera que o resultado destes jantares tardios força o metabolismo do nosso corpo a acelerar, quando devia estar a fazer exatamente o contrário para podermos ir dormir descansados.

Esta teoria segue vários outros estudos importantes que analisaram os danos causados pelo trabalho por turnos, uma rotina frequente em profissões como, por exemplo, os enfermeiros, e a ligação dessas ocupações com o risco particularmente alto de ter cancro da próstata ou de mama.

Estes tipos de cancro estão intimamente ligados com sinais hormonais e são frequentemente tratados com testosterona ou terapias de bloqueio de estrogénio. As hormonas são mensageiros químicos que nos podem deixar sonolentos, com fome e stressados e, portanto, estão muito relacionados com os ritmos circadianos do corpo – o relógio interno que é definido pelo ciclo dia-noite.

“O nosso estudo concluiu que aderir aos padrões alimentares diurnos está associado a um menor risco de cancro”, explica Manolis Kogevinas, autor principal do estudo publicado, esta terça-feira, na revista científica International Journal of Cancer.

“Estas conclusões mostram-nos a importância de avaliar os ritmos circadianos em estudos sobre dietas alimentares e risco de cancro”, acrescenta o investigador, citado pelo jornal.

A equipa analisou 1.800 pacientes espanhóis com cancro da mama e da próstata, bem como mais de 2.000 pessoas que não eram afetadas pela doença, bem como os seus padrões de alimentação e sono e todas as medidas para se manterem saudáveis.

Os investigadores perceberam que os pacientes com cancro eram aqueles que mais comiam os famosos snacks noturnos, mesmo depois de ter em conta outros hábitos de saúde e padrões alimentares ou de sono.

Atualmente, as diretrizes internacionais sobre a prevenção do cancro não mencionam o potencial impacto do horário das refeições, embora a Organização Mundial de Saúde (OMS) liste o trabalho por turnos como um fator de risco.

Estudos anteriores sobre os efeitos destas refeições em animais mostraram “efeitos profundos na saúde” e os investigadores consideram que, se mais estudos replicarem estas conclusões, pode haver causa suficiente para que estas diretrizes sejam atualizadas.

“É preciso mais investigação em humanos para perceber as razões por trás destes resultados, mas tudo parece indicar que o tempo de sono afeta a nossa capacidade de metabolizar alimentos”, diz Dora Romaguera, que liderou a pesquisa.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Este casaco foi desenhado para nos ajudar a dormir em qualquer lado

A britânica Vollebak lançou um casaco, inspirado nos astronautas, que facilita a ideia de poder dormir, literalmente, em qualquer lado. A pensar em todas aquelas pessoas que gostam de fazer uma sesta ou outra, independentemente do …

DJ Juice WRLD morre aos 21 anos

A estrela do hip-hop norte-americano Juice WRLD faleceu este domingo (8), depois de sofrer convulsões no Aeroporto de Midway, em Chicago, avança o TMZ. O rapper tinha feito 21 anos a 2 de dezembro. De acordo …

"A Favorita" arrebata prémios do cinema europeu

O filme "A Favorita", do realizador grego Yorgos Lanthimos, arrecadou oito prémios da Academia de Cinema Europeu, numa cerimónia realizada em Berlim. "A Favorita" conquistou, entre outros, os prémios de Melhor Filme Europeu, Melhor Comédia, Realização …

Belenenses 1-1 Porto | "Dragão" escorrega e deixa fugir líder

O FC Porto não foi além de um empate na visita ao Jamor, ante o Belenenses. André Santos abriu as “hostilidades” e Alex Telles, na marcação de uma grande penalidade, fixou o resultado final. Com esta …

Caligrafia desleixada de Isabel I denuncia-a como a tradutora anónima de um livro romano

A rainha Isabel I de Inglaterra foi identificada como a tradutora anónima do livro "Anais" de Tácito. As idiossincrasias da sua caligrafia acabaram por ser fundamentais para a descoberta. Na análise a uma tradução de século …

Hashtags políticas como #MeToo tornam as pessoas menos propensas a acreditar em notícias

Tendem a passarem despercebidas, mas as hashtags são mais importantes do que julgamos. A questão que se impõe é: serão benéficas para a saúde democrática da Internet? Uma hashtag (#) é uma marca funcional, amplamente usada …

Sporting 1-0 Moreirense | "Leão" resolve à cabeçada

O Sporting regressou às vitórias na Liga NOS, embora não sem sentir algumas dificuldades, em especial no ataque. Os "leões" bateram o Moreirense por 1-0, numa partida em que remataram muito (28, máximo na Liga até …

Orçamento do Estado. "Sentido de voto do BE está completamente em aberto"

A coordenadora do BE afirmou, este domingo, que o sentido de voto do partido sobre o Orçamento do Estado para 2020 está "completamente em aberto", desejando que o Governo socialista atenda às reivindicações bloquistas. "Fizemos uma …

João Cotrim Figueiredo eleito presidente da Iniciativa Liberal com 96% dos votos

João Cotrim Figueiredo foi eleito, este domingo, presidente da Comissão Executiva da Iniciativa Liberal, uma candidatura única que recolheu 96% dos votos na III Convenção Nacional do partido. A III Convenção Nacional do partido decorre hoje …

Inteligência artificial decifra manuscrito que pode mudar história da Austrália

A Terra Australis Incognita, hoje conhecida como Austrália, foi descrita por um jesuíta espanhol quase cem anos antes da descoberta em 1770 pelo marinheiro britânico James Cook, segundo um manuscrito decifrado através de inteligência artificial. A …