Comer carne vermelha (mesmo moderadamente) aumenta risco de cancro do intestino

O maior estudo alguma vez realizado no Reino Unido sugere que devemos reduzir (ainda mais) o consumo de carne vermelha.

Um estudo financiado pela Cancer Research UK e desenvolvido pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, encontrou ainda mais evidências que sustentam que o consumo de carnes vermelhas contribui para um aumento do risco de desenvolvimento de cancro no intestino.

O aviso já havia sido feito pelo serviço nacional de saúde britânico: qualquer pessoa que coma mais de 90 gramas de carne vermelha ou processada por dia deve tentar reduzir para 70 gramas ou menos.

As 90 gramas referidas é o equivalente a “cerca de três fatias finas de carne bovina, cordeiro ou porco, em que cada fatia é aproximadamente do tamanho de metade de um pedaço de pão fatiado”. No caso da carne processada, estão em causa alimentos como salsichas, bacon e presunto.

O estudo, desenvolvido ao longo de cinco anos, com base nos hábitos alimentares de meio milhão de pessoas, alerta que o consumo diário de 90 gramas diárias de carnes vermelhas ou processadas aumenta o risco de desenvolvimento da doença.

Segundo a Visão, os cientistas descobriram também que quem consumia, em média, 76 gramas por dia de carne vermelha ou processada tinha um risco 20% mais alto de desenvolver esse tipo de cancro em relação a quem limitava o consumo a 21 gramas diárias.

Além disso, o risco aumentava em mais de 20% por cada fatia de fiambre ou bacon consumida (cerca de 25 gramas) pelos participantes e em mais de 19% por cada fatia grossa de rosbife e costeletas de veado (cerca de 50 gramas) consumidas, destaca o Público.

Depois de analisarem os dados, os cientistas chegaram à conclusão que, por cada dez mil pessoas que comeram 21 gramas por dia de carnes vermelhas ou processadas, 40 foram diagnosticadas com cancro do intestino. Tendo em conta os que comeram 76 gramas diárias, o número aumentou para 48.

A investigação concluiu também que os maiores consumidores de álcool também aumentaram o risco de 24%. Pelo contrário, comer alimentos com fibra ao pequeno-almoço (cereais e pão) tinha um efeito protetor – descobertas que surgem no seguimento de um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS), que sustenta que o consumo de fibra tem um efeito atenuador da doença cardíaca.

Tim Key, coautor da investigação, esclareceu ao The Guardian que os cientistas não estão a “dizer que a recomendação atual do Governo está errada”.

“Sabemos que a carne vermelha é importante para obter ferro. Estes dados estão é a reforçar o conselho dado pelas autoridades de saúde para não se ingerirem grandes quantidades de carne vermelha e processada”, afirmou. O estudo foi publicado esta quarta-feira no International Journal of Epidemiology.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu não como carne nenhuma, sou vegana,,consumo muito verde escuro,já fiz exames e não deu falta de ferro não,,,mas mesmo que ficasse doente eu não comeria,,, não acho justo um animalzinho inocente morrer,somente pela minha saúde,,, não eu não aceito isto por mim não mereço sacrifício nenhum de ninguém,, Grassas ao bom Deus mais de 30 ANOS sem carne e estou bem, só muito magra rsrsrsrs

    • “Grassas ao bom Deus mais de 30 ANOS sem carne e estou bem, só muito magra”
      Mas a amiga não está bem! Se estivesse bem, escreveria melhor e não dava “grassas” ao seu Deus.

      Pessoalmente também não como carne. Mas também não como vegetais. Apenas bebo. E sou feliz e também estou muito magro.

RESPONDER

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa. O primeiro-ministro recomenda também aos emigrantes que não venham …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …

Em tempos de crise, os emprestados podem ser a solução do Benfica

Bruno Varela, Cristián Lema, Filip Krovinovic, Gedson Fernandes e Diogo Gonçalves são hipóteses que Bruno Lage tem a seu dispor para regressar dos empréstimos. A suspensão das competições desportivas deixa muitos clubes entre a espada e …