Comer batata frita duplica o risco de morrer

Quem come batatas fritas mais de duas vezes por semana corre um risco de morrer duas vezes maior do que quem consome menor quantidade deste alimento, de acordo com um novo estudo científico.

Calma. Isto não quer dizer que a batata frita pode matar. Os autores do estudo, publicado no American Journal of Clinical Nutrition apenas demonstraram que o consumo frequente do alimento pode estar relacionado com a má qualidade da alimentação em geral.

No âmbito desta investigação, durante oito anos, a equipa científica rastreou os hábitos alimentares de 4.440 pessoas, com idades entre 45 e 79 anos.

Foi analisada a quantidade de batatas que consumiam, independentemente do modo de preparação, a partir de um questionário sobre a frequência com que ingeriam certos alimentos. A frequência podia variar entre uma vez por mês, duas a três vezes mensais, duas vezes por semana ou mais de três vezes semanais.

De todos os participantes do estudo, 236 morreram durante o levantamento.

Os investigadores não encontraram uma relação directa entre o consumo de batatas fritas e as mortes, mas perceberam que o consumo mais frequente aumenta o risco de morrer.

“A batata frita é um alimento que fornece muitas calorias, sódio e, algumas vezes, gorduras trans e poucos nutrientes”, refere no Yahoo! Beauty a nutricionista norte-americana Jessica Cording, que não participou no estudo.

A especialista explica ainda que outros factores podem ter contribuído para estes resultados, nomeadamente a quantidade de batatas fritas que a pessoa consumia e como era a sua alimentação diária.

Comer algumas batatas acompanhadas de uma salada, por exemplo, tem efeitos diferentes se compararmos a uma refeição composta por grandes porções de batatas fritas acompanhada de um hambúrguer.

“Parece que as pessoas que consumiram batatas fritas pelo menos duas vezes por semana eram mais propensas a ter uma alimentação pouco saudável“, explica por sua vez a especialista em dieta e nutrição Beth Warren, em declarações ao The Daily Mail.

Para Jessica Cording, as pessoas não precisam de evitar as batatas fritas completamente, podendo apreciá-las de vez em quando (uma vez por mês, por exemplo), desde que se siga um estilo de vida saudável, alimentando-se bem e com exercício regular.

Uma boa alternativa é preparar as batatas fritas em casa, assadas no forno. As batatas, mesmo as doces, podem ser feitas cortando-as às rodelas e temperando-as com azeite e um pouco de sal. Depois é só levá-las ao forno até ficarem douradas e crocantes.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O que definem por “risco de morrer” ? É que a meu ver o risco de morrer é de 100% em qualquer pessoa já que não existe imortalidade, e não estou a ver esse risco passar para 200%. Gostava que esclarecessem melhor este risco de morrer, como probabilidade de morrer de XXXXX (ataque cardíaco, condições provocadas por diabetes, AVC, etc) a uma idade XX anos mais jovem que outra pessoa que não consuma com tanta regularidade. Tornar-se ia mais fácil de entender.

  2. O risco existe sempre – basta estar vivo!
    A probabilidade é que pode mudar em função de factores genéticos, hábitos alimentares e modo de vida.

RESPONDER

Encontrada a primeira prova de experimentação cirúrgica num animal

O crânio de uma vaca do período Neolítico é agora considerado como a primeira evidência de experimentação cirúrgica num animal. Há mais de 30 anos, foi encontrado o crânio de uma vaca num sítio arqueológico do …

Estoril vs Benfica | Salvio em cima do gongo

O Benfica arrancou um suado triunfo por 2-1 na visita ao Estoril Praia. A formação benfiquista marcou primeiro, foi superior no primeiro tempo, mas no segundo, os “canarinhos” deram a volta ao texto e justificaram …

Cientistas criam "tatuagem biomédica" para detetar vários tipos de cancro

Cientistas suíços desenvolveram uma "tatuagem biomédica" que escurece quando deteta mudanças no corpo que podem indicar a presença de cancro. Os investigadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), na Suíça, desenvolveram uma "tatuagem biomédica" …

Vinho tinto e frutos vermelhos podem prevenir doenças mentais

As substâncias presentes nos frutos vermelhos e no vinho tinto podem contribuir para a prevenção da depressão e doenças neurodegenerativas. Investigadores do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis) descobriram que as substâncias …

Karl Lagerfeld: "Se não querem que vos baixem as calças, não sejam modelos"

O designer não ficou calado e fez declarações sobre queixas de assédio sexual na indústria do cinema e da moda à revista francesa Número Magazine. Karl Lagerfeld, designer de moda e responsável pela Fendi e Chanel, …

Descobertas acidentalmente ossadas humanas com mil anos enterradas duas vezes

Uma equipa de investigadores do Instituto Politécnico Nacional do México descobriu restos mortais de antigos indígenas que datam do ano de 1100 d.C.. Fósseis humanos com cerca de mil anos foram encontrados na praia de El …

Vem aí chuva de poeiras vindas do Norte de África

Este fim de semana, o sul de Portugal pode enfrentar uma chuva carregada de poeiras vindas do Norte de África. O IPMA explica que se trata apenas de uma deposição. Uma chuva de poeiras pode atingir …

Marcelo deverá vetar mudança de género aos 16 anos

O Presidente da República deverá vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos, por questionar não ser necessário um relatório médico. Marcelo Rebelo de Sousa deverá vetar a lei …

Nacionalidade automática para filhos de imigrantes há 2 anos em Portugal

Os filhos de imigrantes que vivam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, a não ser que declarem que não querem ser portugueses. Esta alteração vai "inverter a atual regra" e irá encurtar …

Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da "sala de situação" é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada. O cenário internacional tem sido marcado pela …