Comemorações do 10 de Junho em Bruxelas canceladas devido à covid-19

José Sena Goulão / Lusa

As comemorações do 10 de Junho em Bruxelas foram canceladas por decisão do chefe de Estado, em acordo com o Governo, devido à situação sanitária local.

Em resposta a uma questão enviada por escrito pela agência Lusa, a assessoria de comunicação social da Presidência da República confirmou o cancelamento das comemorações do Dia de Portugal junto dos portugueses residentes na Bélgica, que tinham sido anunciadas em março.

“O Presidente da República, em acordo com o Governo, decidiu cancelar as celebrações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas previstas para Bruxelas face à situação sanitária na capital da Europa”, lê-se na resposta enviada à agência Lusa.

Com esta decisão, o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas será apenas celebrado na Madeira, sem comemorações no estrangeiro pelo segundo ano consecutivo.

A 24 de março, a Presidência da República anunciou que as comemorações do 10 de Junho iriam realizar-se na Região Autónoma da Madeira, como estava previsto para 2020, mas que acabou por não acontecer devido à pandemia de covid-19, e na Bélgica.

Segundo a nota então divulgada no site oficial da Presidência da República, as comemorações teriam lugar “no Funchal e, depois, em Bruxelas, junto da comunidade portuguesa na Bélgica”.

Em 2020, devido à pandemia da covid-19, o chefe de Estado cancelou as comemorações do Dia de Portugal que estavam previstas para a Madeira e a África do Sul e optou por assinalar a data com uma “cerimónia simbólica” no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, apenas com os dois oradores e seis convidados.

No seu primeiro ano de mandato, Marcelo Rebelo de Sousa lançou com o primeiro-ministro, António Costa, um modelo original de celebração do 10 de Junho, com cerimónias em território nacional e junto de comunidades emigrantes no estrangeiro com a participação de ambos

Em 2016, as comemorações realizaram-se em Lisboa e Paris, em 2017 começaram no Porto e prosseguiram no Rio de Janeiro e em São Paulo, no Brasil, em 2018 foram entre Ponta Delgada, nos Açores, e a Costa Leste dos Estados Unidos da América, e em 2019 tiveram início em Portalegre e terminaram em Cabo Verde, na Praia e no Mindelo.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.