Combustíveis económicos chegam quinta-feira

Os postos de abastecimento vão passar a vender combustíveis simples, ou seja, gasóleo e gasolina sem aditivos e por isso mais económicos a partir da próxima quinta, sem que se saiba ainda qual será a poupança para os consumidores.

Contactadas pela Lusa, as petrolíferas a operar em Portugal escusam-se a explicar como é que vão por em prática a lei nº. 6/2015, publicada no dia 16 de Janeiro, e que obriga todos os postos de combustível do território continental a disponibilizar combustíveis simples, mas dizem que o diploma, aprovado por unanimidade, será cumprido.

Também a Apetro, Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, que representa petrolíferas como a Galp, a BP, a Repsol ou a Cepsa, se recusou a falar da legislação na semana anterior à sua entrada em vigor, recordando apenas o seu “desacordo”.

Aquando da discussão da proposta legislativa, a Apetro alertou para o facto de a redução de preços não ser a apregoada, dada a impossibilidade de as petrolíferas praticarem preços próximos dos postos das grandes superfícies, uma vez que são modelos de negócio diferentes, com níveis de serviço distintos.

A uma semana da entrada em vigor da lei, desconhece-se os preços ou a estratégica comercial que as marcas vão seguir para fazer cumprir a lei, sendo que em muitos postos algumas mangueiras dos produtos ‘premium’ – os mais aditivados e mais caros – estão há vários dias fora de serviço para serem substituídos pelos combustíveis simples, constatou a Lusa.

Fonte oficial da Galp limitou-se a dizer que a petrolífera “vai respeitar a lei” nos seus 715 postos de abastecimento em Portugal.

Já em Fevereiro, o presidente da empresa, Ferreira de Oliveira, dizia ter “a equipa a trabalhar” para cumprir a legislação, admitindo a possibilidade de contestar o diploma nos tribunais.

“Temos que tirar a nossa gama de produtos para por lá uma gama que o Governo nos impõe num mercado que está totalmente livre“, disse o presidente da petrolífera, adiantando que a Galp trocará os seus produtos aditivados pelos simples, uma vez que as actuais circunstâncias impedem o investimento em mais tanques e bombas.

Também a BP garantiu que está preparada para cumprir a lei, a partir de 16 de Abril, nos seus 350 postos de abastecimento em Portugal.

“No decorrer deste processo, estamos comprometidos em manter a qualidade reconhecida dos nossos produtos. Neste momento, no âmbito da estratégia comercial não é possível dar mais informação”, adiantou fonte oficial da BP à Lusa.

A Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis, que terá a missão de fiscalizar o cumprimento do novo diploma, explicou que a lei dos combustíveis simples não coloca quaisquer restrições à comercialização de combustíveis aditivados.

Contudo, e como forma de salvaguardar o direito de informação aos consumidores, os postos estão obrigados a indicar o tipo de aditivos incorporados nos combustíveis.

Os postos estão ainda obrigados a identificar claramente as mangueiras que fornecem os designados combustíveis simples, por forma a possibilitar ao consumidor optar por este combustível, em princípio mais barato do que os aditivados.

Em Dezembro, quando o decreto-lei foi aprovado, o ministro da Energia, Jorge Moreira da Silva, defendeu que a nova legislação “reforça a liberdade de escolha dos consumidores e leva mais longe o objectivo de coesão territorial, permitindo aos consumidores distinguirem de forma clara entre a gasolina e o gasóleo rodoviários simples e a gasolina e o gasóleo rodoviários submetidos a processos de aditivação suplementar, possibilitando uma escolha consciente e informada sobre o que estão de facto a comprar”.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Combustíveis low cost onde???, ao preço que os vão comercializar, mais valia estarem calados e deixarem de fazer figura de parvos, entre uns e outros deixem estar o que está, 00.03€!? é mesmo a fazer pouco dos Portugueses, nunca pensei dizer ao mundo que tenho vergonha de ser Português.

RESPONDER

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …