Preços dos combustíveis vão continuar a descer, mas Guterres fala em “ganância grotesca”

Embora os preços dos combustíveis tenham descido para valores registados em abril, António Guterres fala numa “ganância grotesca” das petrolíferas.

Os preços dos combustíveis vão continuar a descer, após uma série de subidas que alarmou os consumidores. Baseando-se em dados da Direção-Geral de Energia, o Correio da Manhã escreve que os preços da gasolina e do gasóleo praticados no início de agosto já estão mais baixos do que estavam em abril.

Em abril, a gasolina simples custava 1,989 euros por litro. Esta quinta-feira, o seu preço estava nos 1,889 euros por litro. Por outro lado, o gasóleo está agora nos 1,826 euros por litro, depois de ter estado nos 1,927 euros em abril.

A descida dos preços dos combustíveis acompanha a descida do barril de petróleo, que esta quinta-feira atingiu os 93 dólares.

Ainda assim, o secretário-geral das Nações Unida acusou as empresas petrolíferas e de gás de “ganância grotesca”, que “está a punir as pessoas mais pobres e vulneráveis, enquanto destrói a nossa única casa”.

António Guterres pediu que se imponham mais impostos sobre estes “lucros extraordinários” e que se utilizem os recursos para “apoiar as pessoas mais vulneráveis”.

Nos primeiros seis meses do ano, o Estado arrecadou com o Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) mais de 1,6 mil milhões de euros.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.