/

Há um comboio a “rasgar” o lago cor-de-rosa da Sibéria

A água cor-de-rosa do Lago Burlinskoye, na Sibéria, impressiona turistas vindos de todo o mundo. Alguns deixam-se encantar por um misterioso comboio que desliza sobre a superfície.

 

No verão, perto da fronteira com o Cazaquistão, o Lago Burlinskoye passa por uma transformação e adquire um tom intenso de cor-de-rosa.

Apesar do acesso difícil, a paisagem atrai turistas dos quatro cantos do mundo. Muitos visitam o lago siberiano pelo poder das suas águas medicinais; outros, no entanto, visitam-no com o propósito de ver o comboio que desliza diretamente sobre a sua superfície.

De acordo com o The Drive, o comboio desce as margens sobre os trilhos colocados durante a era soviética, que permanecem intactos abaixo da superfície. O Lago Burlinskoye é conhecido pela sua salinidade, quase tão alta quanto a do Mar Morto – o que torna muito curioso o facto de os carris ainda não se terem degradado.

Aliás, em vez de inibir as operações ferroviárias, o sal é, na verdade, a razão pela qual o comboio desliza pelo lago.

Vadim Makhorov, um fotógrafo de viagens, explicou que o comboio está equipado com ferramentas de colheita de sedimentos. É, portanto, uma parte fundamental de uma enorme operação de colheita de sal que data de 1768.

Agora, a colheita mecanizada reúne cerca de 65 mil toneladas do mineral por ano, o suficiente para cobrir toda a ingestão alimentar da Humanidade durante três ou quatro dias.

A tonalidade mais intensa do Burlinskoye é registada no final de julho e início de agosto. Para visitar o lago cor-de-rosa, é necessário viajar para Slavgorod (3.241 quilómetros a leste de Moscovo), na região de Altai, e seguir cerca de 18 quilómetros em direção ao noroeste, até chegar à vila de Bursol.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.