Jerónimo avisa portugueses: Solto, com maioria absoluta, PS vai seguir com política de direita

Miguel A. Lopes/ Lusa

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa

O líder comunista descreveu esta terça-feira um PS embriagado pelas sondagens positivas e com uma génese, que contempla, segundo Jerónimo de Sousa, a “política de direita”, num míni-comício junto à Ria de Aveiro, no centro da cidade.

“O PS não mudou de génese e, com essa consciência, começou esta campanha eleitoral pensando na maioria absoluta, embriagando-se sempre com as sondagens”.

“Começou a considerar que aqueles que, como nós, tinham dado uma contribuição decisiva para os avanços, são muito excessivos, reivindicam muito, propõem muita coisa. Não pode ser, isso é o passo maior que a perna, é dar tudo a todos – os mesmos argumentos do Governo anterior”, lastimou o líder comunista.

O secretário-geral do PCP citou a título de exemplo a entrada em vigor, terça-feira, da nova legislação laboral, já com as alterações introduzidas pelo Governo socialista, após acordo em concertação social, “com o apoio do patronato e a bênção de PSD e CDS”.

“No quadro desta nova solução, é preciso que entendamos que o PS não mudou, não mudou de programa, de objetivos. O PS tem, na sua génese, traços de política de direita que os trabalhadores e o povo portugueses sentiram no passado recente”, acusou.

Jerónimo de Sousa voltou a atacar a possibilidade de os socialistas poderem atingir a maioria absoluta nas eleições de domingo.

“Vai o PS ficar por aqui? É mau sinal que pretenda uma maioria absoluta. Pode-se dizer que é um direito legítimo, mas quer maioria absoluta para quê? Para ficar de mãos livres, para não ter de se sujeitar à composição real da Assembleia da República. Não tenhamos ilusões: solto, o PS voltará a ser o que sempre foi e nunca deixou de ser, mas, não precisando da conjuntura, irá prosseguir essa mesma política de direita”, sentenciou.

Para o líder comunista, o Governo do PS “sabe e tem a consciência de que foram os trabalhadores que determinaram esta solução política [atual, de acordos à esquerda no parlamento], pela luta que travaram durante quatro anos contra o Governo anterior”.

“Quando se pensava que o PS estava neste carreiro de avanço de direitos e regalias, verificamos que se andou para trás e muito”, lamentou, referindo-se novamente às alterações ao Código do Trabalho, as quais foram alvo de pedido de fiscalização sucessiva da constitucionalidade por parte precisamente de PCP, BE e “Os Verdes”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Jerónimo não é o PPD nem o CDS que te preocupa é o PS, Se um dia o PS desaparecer vais quem? Bem vi a tua posição na A.R. até te juntavas á Direita só desejo é que o teu PCP passem a ir de Táxi porque voto meu nenhum dos que tem o rabiosque na A.R. está lá com o meu dos que vota mas não tenho representante na A.R.

RESPONDER

Bruxelas vai rever regras de uso de telemóvel em roaming

A Comissão Europeia vai rever as regras sobre o roaming do telemóvel, ajustando as tarifas máximas e aumentando a transparência, tendo em vista que o regulamento em vigor caduca a 30 de junho de 2022. Segundo …

Amnistia Internacional retira estatuto de prisioneiro de consciência a Navalny

A Amnistia Internacional anunciou que não pode considerar o principal opositor russo um "prisioneiro de consciência" devido a algumas declarações nacionalistas e xenófobas feitas por si no passado. Esta informação foi revelada, na terça-feira, pelo jornalista …

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …