“Coletes amarelos” tiveram empurrão de um pedreiro português

Leandro Nogueira / Facebook

Leandro, o pedreiro português que iniciou a revolta dos coletes amarelos

A revolta dos “Coletes Amarelos” está a inundar França, mas tudo começou em Janeiro. E teve o empurrão de um português: Leandro António Nogueira.

O movimento criado por automobilistas, operários e agricultores não é novo. Nasceu há alguns meses e teve uma mãozinha de um português. Chama-se Leandro António Nogueira, é pedreiro e ajudou a dinamizar este movimento ao criar um grupo no Facebook: “Vous en avez marre? C’est maintenant” (“Está farto? Agora é que é”).

O grupo foi criado em janeiro e a razão do descontentamento era a diminuição do limite de velocidade nas estradas nacionais, de 90 para 80 quilómetros por hora, que iria entrar em vigor em julho.

Há cerca de três semanas, os protestos ganharam um novo fôlego com o novo imposto sobre os combustíveis que o Governo francês queria impor em janeiro por questões energéticas: financiar a luta contra as emissões poluentes. Agora que o Governo cedeu, a luta é contra o empobrecimento e contra as reformas educativas, que levaram três mil estudantes para as ruas de Marselha e Nice.

Atualmente com mais de 68.700 mil membro, o grupo do português foi criado em janeiro com o único propósito de mobilizar cidadãos contra as medidas do Governo francês.

No Facebook, o grupo apresentava-se pacificamente, mas nas ruas o cenário era (e é) bem diferente. “Este grupo pretende manifestar o seu descontentamento perante os governantes e as suas políticas. Sem violência, sem ódio e respeitando cada um. Sejam solidários!!!”

A imprensa francesa adianta ainda que Leandro Nogueira chegou a organizar manifestações. Segundo o Paris Dépêches, “o protesto de sábado, 17 de fevereiro, em frente à câmara municipal, foi ideia de Leandro Antonio Nogueira, um pedreiro português de cerca de trinta anos, que criou o primeiro grupo e rapidamente lançou outros mais locais

Segundo o Jornal de Notícias, Leandro criou mais grupos, relativos a departamentos franceses específicos.

No início do ano, o pedreiro português foi detido, tendo sido posteriormente libertado. Atualmente, reside no departamento francês de Dordogne, na região de Aquitânia, no sul de França e, com base na informação disponível no Facebook, é natural da Póvoa de Varzim.

Desde o início das manifestações em massa, em 17 de novembro, quatro pessoas morreram e centenas ficaram feridas. A violência do protesto dos “Coletes Amarelos” tem obrigado a polícia francesa a atacar os manifestantes com gás lacrimogéneo.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

    • Cá em Portugal é tudo muito calmo. Levam no pêlo e depois ainda vão votar neles ! A raça lusitana já não existe. Agora é tudo pacífico. É come e cala.

  1. Já temos uma pessoa deste gabarito a governar um país…era condutor de autocarros, se não me engano, chama-se Maduro e tem sido um caso de sucesso como presidente da Venezuela! Há que importar o modelo para a Europa, sem dúvida!

RESPONDER

A cidade do futuro está a chegar. Volocopter promete táxis voadores já em 2022

A empresa alemã Volocopter prometeu na Web Summit que os seus táxis aéreos estarão a operar de forma comercial dentro de dois ou três anos. Em declarações ao ZAP, Alexander Zosel, co-fundador da empresa, disse …

João Mário dispensado dos trabalhos da seleção por lesão

O médio, um dos 25 convocados para os duelos de Portugal com Lituânia e Luxemburgo, de apuramento para o Euro 2020, foi dispensado da seleção nacional, esta segunda-feira, devido a problemas físicos. De acordo com uma …

12 mil anos de história genética mostram que todos os caminhos vão (mesmo) dar a Roma

Afinal, pode haver alguma verdade no famoso provérbio que diz que "todos os caminhos vão a Roma". Essa é a conclusão de investigadores que descobriram a rica história genética da área. No auge do Império Romano, …

Nuno Manta Santos anuncia saída do Marítimo

Nuno Manta Santos deixou de ser o treinador do Marítimo, anunciou, esta segunda-feira, o técnico na sua página do Facebook, deixando a equipa insular no 14.º lugar da I Liga portuguesa de futebol. A saída do …

Marcelo nota "salto" nas relações com Itália mas deixa um desafio à comunidade portuguesa

Esta segunda-feira, em Roma, o Presidente da República considerou que houve "um salto humano" nas relações luso-italianas e um "estreitamento" em termos culturais, económicos e políticos, mas pediu à comunidade portuguesa para "ir mais longe". "Agora …

Falta de funcionários. Brandão Rodrigues responsabiliza algumas escolas por atraso no processo

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, lembrou que algumas escolas demoraram a iniciar o processo de contratação de funcionários, garantindo que atualmente há muito mais assistentes e novas formas de colmatar as necessidades dos …

Cientistas inventam novo método para testar neurotoxinas letais sem usar cobaias

Os testes em animais não vão ser mais precisos relativamente a um grupo de neurotoxinas mortais, graças a uma nova investigação da Universidade de Queensland, na Austrália. Por mais benéfica que a Ciência seja para a Humanidade, …

México concede asilo a Morales. Ex-Presidente da Bolívia promete regressar "com mais força"

O ex-Presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou na segunda-feira que está de partida para o México, país que lhe concedeu asilo político, mas prometeu regressar brevemente "com mais força e energia", um dia depois de …

Avós e tios do bebé encontrado no lixo vivem em Portugal

Os avós e os tios do bebé recém-nascido encontrado, na semana passada, num caixote do lixo, em Lisboa, vivem em Portugal e já foram contactados pelo embaixador cabo-verdiano. Em declarações ao jornal Público, o embaixador Eurico …

Aranhas e formigas inspiram metal que não se afunda

Cientistas criaram um metal altamente hidrofóbico que não se consegue afundar. As possíveis aplicações deste material estão a entusiasmar a comunidade científica. A tradição de os humanos se inspirarem nos animais e na natureza para algumas …