Coletes amarelos. Oposição quer eleições antecipadas em França

Stephane Mahe / EPA

O presidente francês, Emmanuel Macron

Marine Le Pen, líder da União Nacional e principal figura da extrema direita francesa, e Jean-Luc Mélenchon, líder da França Insubmissa, pedem eleições antecipadas devido à “gravidade da crise política”.

Marine Le Pen pediu, em declarações à France 3, “a dissolução da Assembleia Nacional” e a “convocação de novas eleições legislativas” e disse que a única forma de “sair por cima” da crise política é “voltar às urnas”. Mélenchon diz que apresentou uma moção de censura para dissolver a Assembleia Nacional e desafia os restantes grupos parlamentares a aderirem à iniciativa.

Espero que os socialistas apoiem a moção de censura, mas gostaria de contar com o maior número de grupos parlamentares possível”, apelou Mélenchon. O líder da França Insubmissa admitiu que os partidos à esquerda do En Marche de Macron não estão de acordo em muitas matérias, mas, na questão de censurar o governo, deviam estar unidos. A líder da socialista, Valérie Rabault, disse que iria consultar o seu grupo sobre o assunto.

O presidente d’Os Republicanos, Laurent Wauquiez, pediu ao executivo no domingo para “restabelecer a ordem” depois dos confrontos e desafiou o executivo de Macron a “dar a palavra aos franceses” num referendo.

No balanço final dos confrontos de sábado em Paris, as autoridades francesas apontam para 133 feridos e 412 detenções durante as manifestações dos “coletes amarelos”.

O movimento de “coletes amarelos” nasceu espontaneamente em protesto contra a taxação de combustíveis. As ações de contestação estão a causar grande embaraço ao Governo francês, tendo corrido mundo as imagens de confrontos entre manifestantes vestindo coletes amarelos e a polícia na emblemática avenida dos Campos Elíseos.

A reação de Macron

O Presidente francês, Emmanuel Macron, solicitou ao primeiro-ministro, Edouard Philippe, que receba os líderes dos partidos com assento parlamentar e os representantes dos manifestantes, depois dos episódios de violência registados à margem do protesto dos coletes amarelos.

Segundo informação da Presidência, a iniciativa, cuja data não foi divulgada, responde à “preocupação constante pelo diálogo” do executivo.

Durante uma reunião de emergência no domingo, no Eliseu, o chefe de Estado também notou a necessidade de que uma “reflexão seja conduzida pelo ministro do Interior para a adaptação do dispositivo de manutenção da ordem no futuro”.

O gabinete de Macron tinha já informado que o Presidente não iria falar no domingo publicamente sobre os protestos dos coletes amarelos, franceses de rendimentos baixos, que se têm concentrado nas ruas de França para exigir alterações nas políticas.

Depois de violentos desacatos no sábado, nomeadamente em Paris e o registo de vandalismo do Arco do Triunfo, foi marcada uma reunião de emergência, horas depois do regresso de Macron da cimeira de líderes do G20, em Buenos Aires.

No domingo, o governo admitiu declarar o estado de emergência – que é declarado em “em casos de perigo iminente, como resultado de quebras na ordem pública ou no caso de ameaças, pela sua natureza e gravidade”. É uma ferramenta de último recurso e pode ser declarada num período máximo de 12 dias, podendo ser prolongado pelo Presidente.

A medida vem reforçar os poderes do Governo e do Presidente da República, podendo, entre outras medidas, impor uma hora de recolher obrigatório, proibir o ajuntamento de pessoas, encerras espaços públicos.

ZAP ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Parece o "Batmóvel", é movido a energia solar e pode ser produzido em massa

A Aptera Motors está a preparar-se para lançar o primeiro automóvel movido a energia solar a ser produzido em massa até ao final do ano. A Aptera Motors, uma empresa norte-americana, apresentou recentemente o primeiro carro …

George Floyd. Minneapolis ia contratar influencers para combater desinformação durante julgamento de Derek Chauvin

A cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, planeava contratar seis influencers para ajudar a partilhar informações durante o julgamento de Derek Chauvin, o ex-polícia acusado de assassinar George Floyd. De acordo com a CNN, o plano …

Imagens revelam que a Coreia do Norte oculta local onde armazena armas nucleares. EUA planeiam agir

As imagens de satélite mostram que a Coreia do Norte tomou medidas para ocultar uma instalação, que as agências de inteligência dos EUA acreditam estar a ser usada para armazenar armas nucleares. A situação fez …

Antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi recebeu envelope com duas balas

O antigo chefe do governo italiano Matteo Renzi recebeu, esta quarta-feira, um envelope com duas balas no interior, uma ameaça imediatamente denunciada por toda a classe política. O envelope foi entregue diretamente na sede do Senado, …

Polícia do Capitólio alerta para ameaça de nova invasão já esta quinta-feira

A polícia do Capitólio, responsável pela segurança do Congresso dos Estados Unidos, alertou para a ameaça de uma milícia invadir a sede do Congresso na quinta-feira, com ligações a uma teoria de conspiração. A agência …

Oito feridos em esfaqueamento na Suécia. Polícia fala em terrorismo

Um homem esfaqueou, esta quarta-feira, um grupo de pessoas na vila de Vetlanda, na Suécia. Há pelo menos oito feridos, que foram transportados para o hospital, e as autoridades policiais suspeitam de um “ataque terrorista”. O …

China testa moeda digital nacional nas principais cidades

A mudança para a moeda digital dá aos governos mais controle sobre o seu dinheiro. É o que procura a China, onde o Executivo está a testar a eCNY, lançada em 2020, em cidades como …

TdC dá luz verde a Linha Rosa e prolongamento da Amarela do Metro do Porto

O Tribunal de Contas (TdC) deu luz verde às empreitadas de construção da Linha Rosa do Metro do Porto e de prolongamento da linha Amarela até Vila d’ Este, em Gaia, disse esta quarta-feira à …

Presidência Trump deixou democracia dos EUA ao nível do Panamá e da Roménia

Um novo recuo de direitos políticos e liberdades no final da presidência de Donald Trump deixou os Estados Unidos ao nível da Roménia e do Panamá, segundo a organização não-governamental Freedom House. No último ano da …

Na visita histórica ao Iraque, Papa vai encontrar cidades devastadas pelo Daesh

O Papa Francisco chega ao Iraque, esta sexta-feira, onde vai visitar várias cidades que foram destruídas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI). A maioria da população cristã concentra-se no norte do país. "Estamos a correr contra o …