Colecção de arte do BES entre as 100 melhores empresariais do mundo

Paulo Albuquerque / Flickr

-

A colecção de arte do Banco Espírito Santo figura entre as 100 melhores coleções empresariais de arte do mundo, segundo um estudo internacional realizado nos últimos cinco anos, por dois especialistas na área.

Intitulado “A Celebration of Corporate Art Programmes Worldwide”, o estudo, que foi agora publicado em livro, tem autoria de Peter Harris e Shirley Reiff Howarth, que analisaram os programas de arte corporativa de mais de 300 empresas espalhadas por cinco continentes.

Os autores, que começaram o levantamento em 2008, seleccionaram as colecções corporativas que mais se destacam no panorama da arte, entre as quais se conta a BESart, que é a única colecção portuguesa representada neste estudo.

No estudo, a propósito da colecção do BES, os autores apontam que a colecção BESart “é verdadeiramente internacional”, e referem ainda outras iniciativas na área, como a edição de um livro, um “website”, e ainda uma galeria de entrada livre, a BESart & Finança, que promove exposições.

Iniciada em 2004, a colecção de fotografia BESart reúne cerca de 1000 obras de mais de 280 artistas contemporâneos, de 38 nacionalidades, estando grande parte do acervo guardado no espaço BES Arte & Finança.

Os trabalhos que integram esta colecção de fotografia têm por base o registo fotográfico em toda sua expressão, desde as instalações de Wolfgang Tillmans e esculturas que incluem a fotografia, como é o caso da obra de Christian Boltanski, aos desenhos e pintura com fotografia presentes nas peças de artistas como John Baldessari.

O BES patrocina ainda o prémio para a fotografia de valor mais elevado no país – o BESphoto – de 40 mil euros, destinado a criadores de língua portuguesa.

O estudo faz um histórico das colecções de arte criadas por empresas, desde o período do Renascimento, quando o banco Monte dei Paschi, em Siena, Itália, iniciou aquela que se pensa ser a primeira colecção de arte corporativa, em 1472.

Entre as empresas representadas neste estudo encontram-se a HSBC, uma multinacional britânica de serviços financeiros, a companhia petrolífera norueguesa Statoil, a companhia coreana de produtos electrónicos Samsung, e a BASF, a maior companhia mundial de produtos químicos, com sede na Alemanha.

Peter Harris, um dos autores, trabalha na área da arte corporativa há mais de 30 anos e tem desempenhado o cargo de presidente dos International Art Consultants, aconselhando empresas de todo o mundo sobre os benefícios e melhores práticas dos programas de arte empresariais.

A outra autora, Shirley Reiff Howarth, desenvolve investigação no campo da arte corporativa há cerca de 30 anos, sendo a editora do directório internacional Corporate Art Collections, publicado desde 1983.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …

Diplomatas chineses e taiwaneses entram em confronto físico nas ilhas Fiji

Diplomatas da China e funcionários do Governo de Taiwan entraram em confronto físico durante uma receção nas ilhas Fiji, que marcou o dia nacional de Taiwan, ilustrando a crescente tensão entre Pequim e Taipé. A luta …