/

Cirurgião brasileiro também já foi suspeito da morte do namorado da mãe

Fernando Frazão / ABr

Denis Furtado, o Dr. Bumbum

O cirurgião brasileiro, conhecido como “Doutor Bumbum”, e a mãe também já foram suspeitos do assassinato do namorado da progenitora, assassinado a tiro em 1997.

Denis Furtado, de 45 anos, e a mãe Maria de Fátima, de 66, foram presos esta quinta-feira, durante uma visita ao escritório do advogado do médico, na Barra da Tijuca, e entretanto levados para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica.

O médico, conhecido como Doutor Bumbum, estava fugido à polícia desde domingo passado, dia em que faleceu uma paciente que tinha realizado uma cirurgia de aumento dos glúteos, na casa particular do cirurgião.

Furtado e a mãe estão a ser presos indiciados por homicídio qualificado da bancária Lilian Calixto, assim como por associação criminosa.

No entanto, sabe-se agora que esta dupla também já foi suspeita de outro homicídio, em 1997, quando o namorado da mãe foi assassinado a tiro. Segundo um inquérito analisado pelo G1, um detetive pediu o indiciamento de mãe e filho pela morte de José Roberto Camillo Monteiro.

De acordo com o portal, apesar dos indícios, a investigação não prosseguiu. No Tribunal de Justiça do Estado do Rio, o processo consta como arquivado, a pedido do Ministério Público, em 4 de agosto de 2017, mais de 20 anos depois do assassinato – prazo em que o crime prescreve.

O homicídio teria acontecido em 12 de março daquele ano, numa casa no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro. José Roberto foi encontrado com um tiro na cabeça, deitado na cama do quarto que dividia com Maria de Fátima.

Denis, que na altura tinha 24 anos, e um filho de José Roberto com outra mulher também moravam nessa mesma residência.

Segundo os dados apurados pelo G1, no documento, o detetive José Carlos Faria da Costa constata contradições nos depoimentos de Denis e Maria de Fátima, e pede o indiciamento dos dois pelo homicídio. O texto é assinado mais de dois anos depois do crime, a 27 de outubro de 1999.

  ZAP // Ciberia

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.