Cinema Londres dá lugar a uma loja chinesa

pbase / SXC

-

O cinema Londres, em Lisboa, encerrado em 2013 pela exibidora Socorama, dará lugar a uma loja chinesa de retalho, depois de se terem esgotado as hipóteses de reaproveitamento para fins culturais, disse à Lusa o representante do proprietário.

Um ano depois de ter fechado portas, por causa de um processo de falência da Socorama, o espaço do cinema Londres será alvo de obras de remodelação para a instalação de um estabelecimento comercial com sócios chineses, num contrato por dez anos.

O representante do proprietário do antigo cinema explicou à agência Lusa que o contrato para a loja chinesa só avançou “depois de dez meses de conversações goradas” com vários organismos e pessoas ligadas à cultura para que o Londres tivesse ainda um aproveitamento de carácter cultural.

Em causa terá estado o elevado custo das obras profundas que o espaço precisa, onde funcionaram duas salas de projecção e zona de restauração.

“Quando a administração da Socorama tomou a decisão de vender o recheio, tirou cadeiras, ecrãs, projectores, instalação eléctrica e o espaço ficou num estado terrível”, afirmou aquela fonte.

Sem adiantar data de abertura do espaço comercial, porque as obras ainda não foram feitas, o representante do proprietário referiu que o valor da renda está abaixo do que é praticado nesta zona da cidade (“menos de seis euros por metro quadrado”).

Contactado pela agência Lusa no final de Dezembro, o administrador da Socorama, João Paulo Abreu, afirmou que o Londres tinha fechado “definitivamente como cinema”, explicando na altura que a decisão estava relacionada com o arrendamento do espaço e com a actualização do valor das rendas..

Em declarações à agência Lusa no início deste mês, o presidente da junta de freguesia do Areeiro, Fernando Brancaamp, lamentava que o antigo cinema desaparecesse do bairro, mas desconhecia oficialmente se daria lugar a uma loja.

Nas últimas semanas foram lançadas duas petições em defesa do cinema, mas nenhuma deverá ter efeito, uma vez que o contrato está assinado.

Uma das delas foi lançada pelo movimento MaisLisboa, que propõe a criação de um modelo cooperativo com a sociedade civil para gerir o espaço.

A outra petição foi lançada pelo Movimento de Comerciantes da Avenida Guerra Junqueiro, Praça de Londres e Avenida de Roma, apelando à existência de um pólo cultural no bairro.

O representante do proprietário do Londres afirmou que “os comerciantes acordaram tarde” ao alegarem que “não sabiam” que havia hipótese de realizar um negócio.

Considerado uma das últimas salas em Lisboa a existir fora de centros comerciais, o cinema Londres foi inaugurado a 30 de Janeiro de 1972, com o filme “Morrer de amar”, de André Cayatte.

Com mais de mil metros quadrados de área, o Londres chegou a ser uma sala de bowling e uma discoteca.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …

Os furacões podem provocar atividade sísmica tal como um terramoto

Uma equipa de cientistas descobriu um novo fenómeno geofísico no qual furacões ou fortes tempestades podem produzir vibrações no fundo do oceano tão fortes quanto um terramoto de magnitude 3.5. "As tempestades, furacões ou ciclones extratropicais …

Quem anda mais devagar pode envelhecer mais rapidamente

A velocidade a que caminham as pessoas aos 45 anos pode ser um indicador de como é que o cérebro e o corpo envelhecem, revela um novo estudo levado a cabo por uma equipa de …