Cientistas usam satélites para encontrar parasitas

d.r. Stuart Hay / anu.edu.au

O professor Archie Clements, da Australian National University

Uma equipa de investigação está a recorrer a dados recolhidos por satélite para identificar parasitas causadores de doenças mortais.

Esta inusitada pesquisa está a decorrer na Universidade Nacional da Austrália e envolve uma equipa multifacetada, constituída por profissionais de diversas áreas, que cruzam informações relevantes, obtidas através de satélite, para prever os padrões de certas doenças causadas por parasitas, como é o caso da malária.

“Algumas doenças são altamente sensíveis aos seus ambientes, especialmente as doenças parasitárias. Com sensores remotos, podem-se identificar locais onde a doença floresce”, esclarece o líder do projecto, o professor Archie Clements, da Universidade Nacional da Austrália, em declarações divulgadas no site da instituição.

Os detalhes obtidos via satélite, nomeadamente alusivos à temperatura, à precipitação, à vegetação e ao uso do terreno, são cruzados com dados de saúde num sistema de informação geográfica (GIS).

“O resultado são mapas que ficam acessíveis aos países com capacidade limitada para gerirem dados de doença, moldados às suas necessidades locais”, explica o professor que é director da Escola de Pesquisa da Saúde da População.

Archie Clements nota ainda que este tipo de informação “é útil para os tomadores de decisões, ajudando-os a garantir recursos escassos para onde são mais precisos”.

As doenças parasitárias afectam milhões de pessoas todos os anos, nomeadamente nos países mais pobres do mundo. E são precisamente estes que podem beneficiar com o peculiar sistema de detecção de doenças provocadas por parasitas.

Os investigadores do projecto salientam o desejo de causarem “um impacto significativo no mundo real e salvar muitas vidas”, conforme atesta Archie Clements.

Até agora, a equipa já fez reconhecimentos da malária no Butão, em Vanuatu e nas Ilhas Salomão e espera estender o mapeamento para países maiores.

Também foram feitas previsões para doenças como as lombrigas em países como a China e as Filipinas.

SV, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Notícia de última hora: A Universidade Nacional da Austrália acaba de comunicar uma concentração muito anormal de parasitas. Esta concentração afecta milhões de Portugueses todos os dias. As autoridades dão indicação para a população se afastar do local e evitar contacto com os infectados.
    As coordenadas deste surto de parasitas são:
    Latitude: 38°42’45.29″N – Longitude: 9° 9’14.22″W

Golo polémico de Bernardo Silva: "As pessoas deveriam conhecer as leis do futebol"

Rodri estava em posição irregular quando o seu companheiro de equipa colocou a bola na frente. Mas como houve interferência de um defesa na jogada... A explicação e o "recado" de Robbie Savage. O Manchester City …

Um megassatélite em órbita de Ceres daria "um ótimo lar" para seres humanos

Enquanto Elon Musk, CEO da SpaceX, olha para Marte, o físico e astrobiólogo Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, está de olho no planeta anão Ceres. Seres humanos a viver noutros planetas do Sistema …

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …