Cientistas restauram parte da consciência de homem em coma há 15 anos

Um homem de 35 anos em estado vegetativo desde os 20, devido a um acidente de automóvel, recuperou sinais de consciência e movimentos após o implante no peito de um estimulador de um nervo cerebral, foi hoje divulgado.

Ao fim de um mês de estimulação do nervo vago, a atenção, os movimentos e a atividade cerebral do doente melhoraram significativamente, segundo um estudo publicado na  Current Biology, que salienta que a pessoa “entrou no estado de consciência mínima“.

O homem, que se encontrava em estado vegetativo – isto é, vivo mas sem consciência de si e do que o rodeia – começou a responder a ordens simples, como seguir com os olhos um objeto e virar a cabeça quando alguém lhe dizia para o fazer, e aumentou a capacidade para manter-se acordado quando ouvia o terapeuta a ler um livro.

Investigadores do Instituto de Ciências Cognitivas Marc Jeannerod, em Lyon, França, observaram ainda respostas do paciente a ‘ameaças’, tais como reagir com surpresa, abrindo os olhos, quando a cabeça de alguém se aproximava de repente da sua cara.

Registos da atividade cerebral também revelaram melhorias, como aumento da conetividade funcional e da ação metabólica nas regiões do córtex e subcórtex (responsáveis pela memória, atenção, consciência, linguagem e perceção).

Para os autores do estudo, a técnica de estimulação nervosa, que já é usada no tratamento da epilepsia e da depressão, desafia a convicção generalizada de que distúrbios da consciência que durem mais de um ano são irreversíveis.

O nervo vago, que liga o cérebro a outras partes do corpo, como pulmões, coração, estômago e intestino delgado, desempenha um papel importante no despertar e no estado de alerta.

Para testar a capacidade do estimulador na recuperação da consciência, a equipa de investigadores e de médicos escolheu um caso difícil para ter a certeza de que quaisquer melhorias ocorridas não tinham acontecido por acaso.

“A plasticidade e a reparação do cérebro são ainda possíveis mesmo quando a esperança parece ter desaparecido”, afirmou a autora principal do estudo, Angela Sirigu, investigadora do Instituto de Ciências Cognitivas Marc Jeannerod, citada num comunicado da Cell Press, que edita a Current Biology.

Os investigadores tencionam agora usar a mesma técnica em mais doentes para confirmarem os seus benefícios terapêuticos – o que poderá fazer regressar à “vida” algumas das centenas de milhares de pessoas que se encontram actualmente em estado vegetativo em todo o mundo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …