Cientistas procuram vida extraterrestre no misterioso visitante interestelar

Uma equipa de astrónomos vai analisar um enorme objecto interestelar, com a forma de um gigantesco charuto, em busca de sinais de vida extraterrestre. Há rumores de que pode tratar-se de algum tipo de tecnologia alienígena.

Investigadores do SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence), projecto que se dedica à procura de Inteligência Extraterrestre, vão direccionar um poderoso telescópio para aquele que é definido como o primeiro asteróide interestelar, para tentar encontrar sinais de uma tecnologia alienígena.

O objecto, com formato singular, foi detectado a 19 de Outubro de 2017, quando rumava em direcção ao Sol. As suas propriedades sugerem que teve origem noutra estrela, o que faria dele o primeiro asteróide de fora do Sistema Solar a ser identificado na nossa vizinhança cósmica.

A iniciativa de investigação é patrocinada pelo bilionário Yuri Milner e vai utilizar um radiotelescópio para ouvir os sinais emitidos pelo objecto, conforme reporta a BBC.

Os primeiros esforços da equipa de pesquisa vão começar já nesta quarta-feira, com astrónomos a observarem o asteróide através de quatro bandas diferentes de radiofrequência.

A primeira etapa de observações deverá durar, pelo menos, 10 horas no Observatório de Green Bank, em West Virginia, nos EUA, com o uso do Green Bank Telescope, o maior radiotelescópio orientável do mundo.

Não há consenso quanto à sua origem

As primeiras impressões sobre o asteróide, baptizado Oumuamua, realçam o seu formato estranho, alongado, parecendo-se um pouco a um charuto ou cigarro gigante.

Até agora, não há consenso quanto à origem do objecto que tem cerca de 4 quilómetros de comprimento, segundo a Sky News.

“Investigadores que trabalham com transporte espacial de longa distância já sugeriram, no passado, que os formatos de charuto ou de agulha são as arquitecturas mais prováveis para uma nave espacial interestelar, já que isso ajudaria a minimizar a fricção e os danos dos gases interestelares e da poeira”, apontou em comunicado o projecto do SETI.

“Breakthrough Listen”, o projeto do SETI, é financiado por Milner para pesquisar evidências de inteligência extraterrestre no universo.

“Se uma origem natural é mais provável, não há, actualmente, consenso sobre que origem pode ser essa, e o Breakthrough Listen está bem posicionado para explorar a possibilidade de o Oumuamua ser um artefacto”, acrescenta-se no referido documento.

“A presença do Oumuamua no Sistema Solar dá ao Breakthrough Listen uma oportunidade de fazer descobertas sem precedentes, sobre possíveis transmissores artificiais”, destaca, em declarações na BBC, o director do Centro de Investigação do SETI em Berkeley, Andrew Siemon, que faz parte da iniciativa.

Já o professor Andrew Coates, do Laboratório de Ciência Espacial Mullard, da University College London, no Reino Unido, aponta que, por enquanto, ainda não há provas concretas de que este asteróide possa ajudar a identificar qualquer sinal de vida extraterrestre.

Andrew Coates destaca que há “outras formas melhores de procurar por vida extraterrestre”, como são os casos do “projecto ExoMars, que irá para Marte em 2020, perfurando a superfície para procurar sinais de vida”.

Um mensageiro de longe…

Outros investigadores que já fizeram observações deste asteróide, com telescópios no solo, dizem que, tirando o seu formato distinto, ele lembra muitos objectos naturais encontrados fora do Sistema Solar.

O asteróide tem uma cor avermelhada, que é um indicativo da presença de compostos orgânicos irradiados por raios cósmicos. As medidas sugerem que tem uma estrutura densa, composta de pedra e metal e especula-se que pode conter alguma água congelada.

Apesar de o Oumuamua poder ter-se formado em torno de outra estrela, os cientistas acham que pode ter circulado pela Via Láctea, sem ligação a qualquer sistema estelar, durante centenas de milhões de anos, antes do encontro casual com o nosso Sistema Solar.

O nome do asteróide, Oumuamua, significa “mensageiro” na Língua havaiana.

ZAP // BBC

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Primeiro coisa a descobrir são planetas com vida vegetal e oxigênio na atmosférica.assim podem dizer se tem mais planetas semelhante a terra. Assim podem ter porcentagens a divulgar ao publico se a vidas animal e alienígenas !!! Cada um com seu comentário!!!

EUA. Mulher é detida após tentar construir uma bomba numa loja da Walmart

Uma norte-americana foi detida numa loja da Walmart, na Florida, Estados Unidos (EUA), após tentar construir uma bomba dentro do estabelecimento comercial. A mulher, que tinha uma criança consigo, foi identificada pelo segurança quando andava sem …

Simeone reitera confiança em João Félix. "Acreditamos totalmente nele"

O técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, voltou a falar de João Félix esta sexta-feira, reiterando toda a confiança no avançado de 20 anos. "A Supertaça foi mais um passo de experiência para um rapaz …

Ensino Superior com mais concursos para professores em 2019

As instituições de Ensino Superior abriram, em 2019, mais 948 concursos para a carreira docente do que em 2018, anunciou, esta quinta-feira, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. De acordo com uma nota do …

Paulo Gonçalves. Seguradoras atrasam autópsia e trasladação do corpo para Portugal

Paulo Gonçalves faleceu no domingo, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar. Exigências das seguradoras quanto a despistes toxicológicos ao corpo de Paulo …

Estivadores vão fazer greve em Setúbal e ameaçam fazer o mesmo em Lisboa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) revelou esta sexta-feira que vai entregar já na segunda-feira um pré-aviso de greve no Porto de Setúbal e ameaça fazer o mesmo no Porto de Lisboa. “Os trabalhadores …

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …

Países "lutam" por fundos europeus para neutralizar emissões de carbono

Um novo fundo de 100 mil milhões destinado a neutralizar as emissões de dióxido de carbono na Europa até 2050 está em disputa por vários países. A Comissão Europeia quer implementar um fundo de 100 mil …