Cientistas acreditam ser possível manter o ar limpo após a pandemia

A restrição na circulação de veículos pesados ​​devido ao confinamento e às medidas para combate da pandemia melhorou a qualidade do ar. Uma equipa de investigadores norte-americanos acredita que será possível manter o ar limpo depois do regresso à normalidade.

Segundo noticiou o Explorist na terça-feira, um estudo desenvolvido por investigadores da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos (EUA), apontou para uma série de estratégias que podem manter a qualidade do ar e reduzir drasticamente as emissões de gases de efeito estufa e a poluição atmosférica até 2050.

“Não é necessário uma pandemia global para criar um ar mais limpo e vidas mais saudáveis. As pessoas beneficiam diretamente da ação climática, a escala local e regional. Os benefícios de saúde pública são imediatos e de longo prazo, e podemos salvar milhares de milhões de dólares a cada ano”, disse Yifang Zhu, um dos autores do estudo e professor da Faculdade de Saúde Pública da UCLA.

Para controlar o aumento global da temperatura de dois graus Celsius até 2100, o Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas adverte que as emissões causadas por humanos precisam ser reduzidas para quase zero, e quaisquer outras emissões têm que ser capturadas e armazenadas – emissões líquidas zero ou neutralidade de carbono.

Contudo, como lembrou o Explorist, alcançar essa meta a nível global não será uma tarefa fácil, mas é possível na Califórnia. Seguindo essa linha, os cientistas criaram o primeiro roteiro para o estado, através de políticas e tecnologias já existentes.

“Nada do que estamos a sugerir é ficção científica, mas será necessário muito mais do que aquilo que estamos a fazer agora”, referiu o co-autor do estudo, Tony Wang, engenheiro do Conselho de Recursos Aéreos da Califórnia.

Em colaboração com o Instituto Conjunto da UCLA para Ciência e Engenharia do Sistema Terrestre Regional, os investigadores criaram um modelo que analisa as mudanças na qualidade do ar num cenário de emissões líquidas zero. Combinaram depois o modelo com dados epidemiológicos, estimando o impacto de um ar mais limpo na saúde pública.

Os resultados sugerem que quase 14 mil mortes prematuras poderiam ser evitadas a cada ano na Califórnia até 2050.

Os cientistas descobriram também que atingir emissões líquidas zero poderia reduzir os sintomas respiratórios agudos em 8,4 milhões de adultos; diminuir o agravamento da asma em um milhão de crianças; diminuir o número de dias de trabalho perdidos em 1,4 milhões e baixar os internamentos por complicações cardiovasculares em 4.500.

“Ficamos contentes ao constatar que, reduzindo essas emissões, são conseguidos níveis desproporcionalmente mais altos de benefícios da qualidade do ar para as comunidades desfavorecidas”, indicou Yifang Zhu.

E acrescentou: “Diferentemente do que está a acontecer na atual crise de covid-19, atingir emissões líquidas zero após a pandemia beneficiaria a economia”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há 49 escolas com surtos ativos de covid-19

Cerca de meia centena de escolas têm surtos ativos de covid-19, avançou esta quarta-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, que fez um balanço positivo das primeiras semanas de aulas. "Neste momento, estão ativos 49 surtos …

Índia pode atingir os 600 milhões de casos de covid-19 em fevereiro, dizem especialistas

Mais de 600 milhões de indianos, mais da metade da população do país, provavelmente serão infetados com o novo coronavírus até fevereiro de 2021, segundo um painel de especialistas que aconselha o Governo do país. Segundo …

Ficheiro apreendido a Rui Pinto tinha número de telemóvel da procuradora

Um ficheiro de um dos dispositivos apreendidos ao criador do ‘Football Leaks’, Rui Pinto, contém o número de telemóvel da procuradora do Ministério Público (MP) envolvida no julgamento, Marta Viegas, confirmou a própria na 15.ª …

Rio anuncia vota contra no OE. "O PSD é mais responsável na oposição do que o PS no Governo"

O presidente do PSD anunciou esta quarta-feira o voto contra do partido na proposta de Orçamento do Estado para 2021, dizendo que esse é “o único voto coerente” e porque outra votação nem sequer “evitaria …

"A pandemia derrubou-me." "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, abandona a política

O ex-presidente uruguaio José "Pepe" Mujica disse que continuará a ser "conselheiro" dos companheiros de partido. José "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, renunciou esta terça-feira ao seu lugar no Senado e abandonou definitivamente a política ativa. …

Milhares de reclusos na Nigéria fugiram depois de invasões a prisões

De acordo com as autoridades nigerianas, cerca de 2000 presos fugiram de prisões na Nigéria, após os locais terem sido invadidos por multidões. Foi imposto um recolher obrigatório em resposta à agitação resultante de duas …

Manuel Maria Carrilho absolvido pela terceira vez do crime de violência doméstica

O ex-ministro Manuel Maria Carrilho foi esta quarta-feira novamente absolvido do caso de violência doméstica em que era suspeito de ter agredido a apresentadora de televisão Bárbara Guimarães. Em comunicado Manuel Maria Carrilho explica que o …

Maiores construtoras portuguesas juntam-se contra a "armada espanhola"

As duas maiores construtoras portuguesas, Mota-Engil e Teixeira Duarte, aliaram-se num consórcio, no âmbito de um concurso público lançado pela Infraestruturas de Portugal (IP), para tentar derrotar a concorrência espanhola. Habitualmente concorrentes na disputa pelas grandes …

Novo recorde: SNS24 recebeu mais de 23 mil chamadas só esta segunda-feira

O centro de contactos SNS24 bateu um novo recorde de atendimentos no dia 19 de outubro, com 23.373 chamadas atendidas, revelaram os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) ao Público. Os picos de chamadas …

Israel descobre túnel escavado desde a Faixa de Gaza

"O túnel, com várias dezenas de metros de comprimento, foi escavado em Khan Younès, no sul da Faixa de Gaza, e entra no território israelita", afirmou o porta-voz do exército, Jonathan Conricus, durante uma conferência …