Cientistas já sabem o que eram as “Montanhas de Fogo” da Lua

(dr) David R. Scott / NASA

O astronauta Jim Irwin, piloto da missão Apollo 15, junto a um rover lunar

O astronauta Jim Irwin, piloto da missão Apollo 15, junto a um rover lunar

As “montanhas de fogo” que apareciam em erupção na superfície da Lua, semelhantes às que ocorrem na Islândia, eram muito provavelmente alimentadas por monóxido de carbono, revela um novo estudo divulgado esta semana.

Uma equipa de investigadores franceses e norte-americanos aplicou novas técnicas de análise fisico-química às pedras vulcânicas trazidas da Lua nos anos 70 pelos astronautas das missões Apollo 15 e Apollo 17.

Da nova análise às pedras lunares resulta a conclusão, segundo o estudo publicado esta segunda-feira na Nature Geoscience, de que as misteriosas “montanhas de fogo” da Lua eram provocadas por enormes quantidades de monóxido de carbono em erupção.

” As pedras vulcânicas trazidas da Lua parecem ser resultantes de erupções vulcânicas nas quais um jacto de lava é expelido do subsolo lunar através de um canal de ventilação”, diz Bruno Scaillet, investigador da Université d’Orléans, em França, e principal autor do estudo, citado pela Discovery News.

“O processo é algo parecido com agitarmos uma lata de refrigerante gasoso, e a seguir tirar a tampa”, acrescenta Scaillet.

howardignatius / Flickr

Vapor de água em erupção, a 70 m de altura, num geyser no sudoeste da islândia

O vapor de água em erupção eleva-se a 70 m de altura num geyser no sudoeste da islândia

Na Terra, o gás que propulsiona as “montanhas de fogo” de locais como a Islândia ou o Havai é normalmente dióxido de carbono ou vapor de água.

As novas análises permitiram detectar a presença de quantidades assinaláveis de monóxido de carbono nas pedras lunares.

O estudo mostrou ainda que as pedras lunares apresentam concentrações de carbono e água que decrescenm em direcção ao seu núcleo.

Este é um indicador de que as pedras passaram por desgaseificação, um processo físico da liberação lenta de gases presos em materiais congelados, absorventes ou adsorventes.

“Sempre se pensou que as montanhas de fogo da Lua pudessem ser hidrogénio, ou monóxido de carbono, em vez de CO2”, explica o Bruno Scaillet, “mas agora temos a prova de que é o monóxido de carbono”.

Um pequeno passo para o cientista, mais um saltinho para a Ciência.

AJB, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …