Cientistas intrigados com mistério de lago perdido

d.r. Ryan Brennecke / The Bend Bulletin

O lago perdido do Oregon, nos EUA

O lago perdido do Oregon, nos EUA

Chamam-lhe “Lost Lake”, ou lago perdido, e todos os anos é sugado por um buraco de 2 metros na terra, como a água de uma banheira. Os cientistas não conseguem perceber como.

Um vez por ano, um misterioso buraco absorve a água do “lago perdido” do Oregon, nos Estados Unidos, fazendo com que ele desapareça – sem que ninguém saiba onde vai parar.

É um caso estranho, que há séculos intriga os cientistas, e que está agora a chamar a atenção, depois de o The Bend Bulletin, um jornal local, ter publicado um vídeo no YouTube. O vídeo já foi visto mais de 2 milhões de vezes.

De acordo com os especialistas que estudaram o fenómeno, o desaparecimento do lago deverá estar relacionado com a zona vulcânica onde se encontra.

“Não se sabe com rigor para onde a água vai, mas alguns investigadores sugerem que ela cai por tubos de lava e infiltra-se na rocha vulcânica, transformando-se num lago subterrâneo”, explica à BBC a geóloga Jude McHugh, porta-voz do Bosque Nacional de Willamette, parque natural no qual se encontra (às vezes) o lago.

Mas, segundo McHugh, apesar de neste momento o lago estar a desaparecer, a água vai regressar no futuro.

“É um fenómeno comum nesta época do ano, não devemos ficar alarmados”, afirma.

Durante o verão, o local onde habitualmente se encontra o lago transforma-se num prado.

Túneis submarinos e ferro velho

No passado, erupções vulcânicas próximas do local criaram tubos vulcânicos subterrâneos. Quando a larva emerge de um vulcão, a parte que fica no exterior esfria ao entrar em contacto com o ar, explica McHugh.

“A lava quente continua a fluir por debaixo da crosta terrestre, como se fossem túneis submarinos”, diz a geóloga.

Estes túneis transportam a água, como se fossem um sistema de saneamento. “O lago enche-se de água no inverno e depois seca por completo, convertendo-se num pasto.”

Mas a grande pergunta a que ainda ninguém deu resposta é: para onde vai a água do lago?

É aqui que entra a teoria de um lago subterrâneo – que até agora não foi provada.

Segundo Jude McHugh, nos últimos anos houve várias tentativas – não autorizadas – de tapar o buraco com peças de ferro-velho.

O Serviço Florestal encontrou peças de carros, motores e outras sucatas no buraco que, presumivelmente, eram uma tentativa de evitar que o lago escoasse.

McHugh confirma que, ainda que sejam casos isolados, é importante que as pessoas deixem de o fazer.

“Isto é fortemente desaconselhado”, diz McHugh, “se alguém conseguisse tapar o buraco desta forma – o que é muito improvável – provocaria uma inundação do lago e da estrada.”

“Deitar lixo ao lago não é solução, e é importante que as pessoas tomem consciência da importância de respeitar o nosso ecossistema”, alerta a geóloga.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Para acontecer apenas por altura do Verão, é porque tem haver com camadas interiores de gelo e que vão derretendo à medida que a temperatura aumenta. Lava, não acredito nessa teoria, até porque a lava não é nada constante, ao contrário do gelo subterrâneo.

RESPONDER

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …