Cientistas estão a “transformar” vacas em zebras para salvar o ambiente

Kojima et al. / PLOS ONE

Pode parecer um visual estranho, mas um novo estudo de investigadores japoneses mostra que talvez valha a pena pintar vacas, fazendo com que se pareçam com zebras.

Estudos anteriores mostraram que as riscas a preto e branco podem proteger zebras, outros animais e seres humanos de picadas de moscas, bem como outras criaturas sugadoras de sangue.

Experiências demonstraram mesmo que estas moscas tendem a evitar superfícies listradas a preto e branco, enquanto outros estudos sugerem que as listras podem causar um tipo de camuflagem de movimento direcionada à visão dos insetos, confundindo-as da mesma forma que ilusões de ótica como a A Ilusão de Barberpole e o Efeito da Roda de Vagão nos confundem.

Agora, um estudo, publicado este mês na revista especializada PLOS ONE, procurou descobrir se isto também pode ser aplicado a vacas. Os invetsigadores japoneses pintaram riscas ao estilo zebra num grupo de vacas, riscas pretas (em corpos pretos) noutro e deixaram outras vacas sem pintura como vacas de controlo.

Os cientistas observaram as vacas e procuraram comportamentos repelentes à mosca (arremessos de cabeça, batidas nos ouvidos, batidas nas pernas, espasmos na pele e movimentos da cauda) e o número de moscas pousando em seus corpos foi contado.

Verificou-se que mais de 50% das vacas-zebra tinham menos moscas sugadoras de sangue nos seus corpos do que as do grupo de controlo, sem diferenças significativas entre as vacas com listras pretas e os controlos. Os investigadores também se aperceberam de uma diminuição de 20% no comportamento de repelir moscas nas vacas-zebra. Menos moscas pousavam nelas e as vacas eram menos incomodados por elas.

A equipa acredita que, se os resultados puderem ser replicados, faixas artificiais poderão ser usadas como uma maneira de combater moscas sugadoras do que o uso de pesticidas tradicionais. Além de serem mais baratas, recorda o IFLScience, as faixas artificiais são atóxicas e saudáveis ​​para o gado, além de serem melhores para o meio ambiente.

“Moscas sugadoras são pragas graves de gado que causam perdas económicas na produção animal”, de acordo com os autores. “Descobrimos que pintar riscas tipo zebra em vacas pode diminuir a incidência de moscas sugadoras a pousar em indivíduos em 50%. Este trabalho fornece uma alternativa ao uso de pesticidas convencionais para mitigar ataques de moscas no gado, melhorando o bem-estar animal e a saúde humana, além de ajudar a resolver o problema da resistência a pesticidas no ambiente”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. As desculpas que se dão para mentir. E ainda a mesclagem utilizada para justificar a aberração. Depois admirem-se das consequências…

  2. O estudo foi feito por invetsigadores, porque este tipo de pessoas são ‘in’, isto é, estão na crista da onda, são ‘vet’, ou seja, são especializados em medicina veterinária, e são ‘sigadores’, que são sugadores, tal como as moscas de que fala o artigo, que após desempenhar a sua função chupista, soltam um sonoro ‘SIGA!!!’ e partem para outra.
    Se tiverem mais alguma dúvida, podem perguntar, que se um dia eu aqui retornar, respondo.

  3. …..tem piada que, há pouco tempo, num zoo, alguém lembrou-se de pintar de zebra, uma manada de zebras para enganar turistas. E o “golpe” não resultou porque os verdadeiros burros esqueceram-se de avisar os “primos”, para estarem calados!!

RESPONDER

A cura para todos os tipos de cancro pode estar no nosso sistema imunitário

Em laboratório, uma equipa de cientistas da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, conseguiu usar células do nosso próprio corpo para matar células cancerígenas. O nosso sistema imunitário é a defesa natural do nosso organismo contra …

Foi um asteróide (e nada mais do que um asteróide) que dizimou os dinossauros

Uma equipa internacional de cientistas acaba de reafirmar que foi um asteróide - e nada mais do que este corpo rochoso - que dizimou os dinossauros da face da Terra há cerca de 66 milhões …

Descoberta classe de objetos bizarros perto do enorme buraco negro da Via Láctea

Astrónomos da Iniciativa Órbitas do Centro Galáctico da UCLA (Universidade da Califórnia) descobriram uma nova classe de objetos bizarros no centro da Via Láctea, não muito longe do buraco negro supermassivo chamado Sagitário A*. "Estes objetos …

David Lynch lança curta-metragem no Netflix em dia de aniversário

O realizador norte-americano lançou no Netflix, esta segunda-feira, uma curta-metragem de 17 minutos. David Lynch lançou, esta segunda-feira, no dia do seu 74.º aniversário, uma curta-metragem de 17 minutos no Netflix, escreve o jornal Público. "What Did …

Dois homens confessam ter roubado (e depois devolvido) quadro de Klimt

A dupla de assaltantes disse que tinha roubado a pintura, em fevereiro de 1997, e que a devolveu "como um presente para a cidade". Dois homens confessaram ter roubado, e logo depois devolvido, a pintura de …

Ozzy Osbourne revela que tem Parkinson

O músico britânico, de 71 anos, revelou, esta terça-feira, que foi diagnosticado com a doença de Parkinson. De acordo com o The Guardian, Ozzy Osbourne fez esta revelação durante uma entrevista no programa Good Morning America, …

Jorja Smith regressa ao NOS Alive em 2020

A cantora britânica é a mais recente confirmação do NOS Alive 2020. O Passeio Marítimo de Algés volta assim a receber Jorja Smith pelo segundo ano consecutivo. “A artista que fez história com um dos concertos …

Confirmada a autenticidade de um raro auto-retrato de Van Gogh

Os principais especialistas holandeses da obra de Van Gogh concluíram que um auto-retrato de 1889 foi realmente pintado pelo artista. A notícia é avançada pelo jornal local holandês Dutch News, que recorda que a autenticidade desta …

Serviço de streaming Disney+ chega a Portugal no verão

O serviço de streaming da Disney chega à Europa a 24 de março. Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria e Suíça serão os primeiros países a receber o Disney+. Em Portugal, a plataforma …

Tal como os cães, lobos bebés também brincam ao "busca" (e surpreendem os cientistas)

Brincar ao "busca" com o seu cão não é tão fácil como parece. É uma habilidade tão avançada que muitos cientistas acreditam que só terá aparecido após milhares de anos de domesticação. No entanto, isto pode …