Cientistas editam o ADN de embrião humano saudável

Yorgos Nikas, Wellcome Images / Flickr

Embrião humano com 6 dias

Embrião humano com 6 dias

O biólogo do desenvolvimento Fredrik Lanner, do Instituto Karolinska, em Estocolmo, admitiu publicamente que a sua equipa está a editar genes em embriões humanos saudáveis.

O cientista utiliza embriões que sobram de fertilização in vitro e é o primeiro a admitir publicamente que está a usar tecnologia em embriões humanos viáveis, sem ter autorização para tal.

Lanner recorre à técnica CRISPR, que permite melhorar o genoma humano, criando uma imunidade a certas doenças ou condições.

Com esta técnica, os especialistas “cortam” pedaços do ADN, eliminando doenças genéticas nos embriões antes de eles se tornarem bebés – como o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH).

Fredrik Lanner pretende descobrir novos tratamentos de infertilidade e aprender mais sobre as células estaminais embrionárias, que dão origem a qualquer célula do corpo humano.

“Se pudermos entender como é que essas células são reguladas no embrião, esse conhecimento vai ajudar-nos a tratar pacientes com diabetes, Parkinson e outras doenças”, afirmou Lanner.

Desde que a técnica CRISPR foi inventada, tem havido um debate intenso sobre se o ADN de embriões humanos viáveis deve ou não ser alterado.

Entre várias outras preocupações, os críticos estão preocupados que a técnica resulte, acidentalmente, em embriões humanos “alterados” num avançado estágio de desenvolvimento fetal.

A fim de amenizar essas preocupações, Lanner destacou que o seu grupo de investigação nunca deixa os embriões ultrapassarem os 14 dias de desenvolvimento.

Segundo os especialistas e defensores da técnica, várias doenças genéticas poderiam ser “retiradas” dos bebés antes de nascerem, salvando-os de qualquer condição debilitante ao longo da vida.

No ano passado, uma equipa de cientistas chineses conseguiu alterar o genoma num embrião humano, retirando um gene causador de uma doença sanguínea fatal.

No entanto, muitos membros da comunidade científica mostraram grande preocupação com os perigos levantados pela possibilidade de se poderem vir a “fabricar” bebés em função de determinados requisitos ou características.

BZR, ZAP / Hypescience

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …