Cientistas descobriram uma forma de podermos comer carne sem matar animais

Dave Wild / Flickr

-

Investigadores desenvolveram um sistema de produção de carne a partir de um conjunto de determinadas células estaminais dos animais.

Uma equipa de investigadores desenvolveu em laboratório um sistema de produção de carne a partir de células estaminais dos animais que podem ser colhidas entre nove e 21 dias.

Segundo o The Huffington Post, esta nova técnica poderá vir a ser uma grande ajuda para revolucionar o setor e impedir o abate em larga escala de animais.

Para desenvolver este sistema único, os cientistas utilizaram células estaminais dos respetivos animais que são capazes de se renovar sozinhas.

De seguida, a este conjunto de células foi então adicionado algum oxigénio e determinados nutrientes, tais como açúcares e minerais.

“É um processo sustentável e também não é cruel para os animais”, afirma Uma S. Valeti, cardiologista e co-fundador da empresa Memphis Meats.

Esta carne feita em laboratório não carrega os habituais perigos para a saúde como, por exemplo, contaminação de bactérias ou uma elevada quantidade de gordura saturada.

“Estamos a desenvolver um tipo de carne que é mais segura, saudável e sustentável“, reafirma.

O projeto, que recentemente conseguiu investimento através de um fundo de capital de risco, quer começar por produzir carne de vaca, porco e frango, as três de maior consumo a nível mundial e que geram maior impacto a nível ambiental e de saúde.

A equipa já começou os testes com a carne de vaca e, neste momento, os investigadores estão bastante otimistas.

“O nosso objetivo é que esta carne esteja nos restaurantes daqui a três anos e no mercado daqui a cinco ou até mais cedo”, explica Valeti.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

    • Sr. Miguel, lamento desiludi-lo, existe uma coisa que se chama Zoophilia…
      Poder pode continuar, mas sem efeito, porque desde à muitos séculos atrás que o animal bípede, “homo sapies”, sobrevive através da caça, actualmente compra a terceiros o seu alimento.
      Se tivesse dito que é contra a matança e criação descontrolada e desumana, aí já falava melhor.

  1. Para que servem então as vacas, os porcos e as galinhas NORMAIS?
    Quem vai estar disponível para tratar dos animais que, domésticos, depende do “homem”?
    Quem vai cortar as ervas do campo que agora são consumidas pelos animais?
    Se não forem cortadas vão secar e arder no verão!
    Fico contente de já ter 55 anos e essas modernices já não me afectarem. Mas tenho um conselho:
    Quem quiser viver amontoado nas cidades, a comer comida de plástico, agarrado aos gadgets, leia “A cidade e as serras” de Eça de Queiroz e se não mudar de ideias… Mude-se para Marte.
    Se não gostam, não estraguem.
    Obrigado

  2. Continuem a investir em comida de plástico e a espécie humana ainda vai desaparecer primeiro do que algumas das outras espécies. Com tanta modernice acaba por ser pior ainda a emenda do que o soneto!

  3. Esta carne tal como todas as invenções trazem-nos ainda mais doenças. Quem luta contra a natureza sai sempre perdendo

  4. Esta produção de “carne” já está em estudo há vários anos.
    Dizem os entendidos que terá as mesmas características que a carne animal. Que não fará mal à saúde, mas sim que terá melhores qualidades alimentares e não terá tantos problemas como a carne animal.
    Bem. A acreditarmos nestes senhores, por um lado, e em resposta à questão “do que faria aos pastos”, etc. direi que não se acabariam os pastos de um dia para o outro como também não se acabaria com o gado de um dia para outro.
    Se esta descoberta fosse uma solução para a alimentação e a ser verdade que não teria prejuízo par a saúde, ganharíamos a médio / longo prazo, uma batalha contra a poluição que é causada pela respiração, só dos animais criados para alimentação ( carne, ovos, leite ). Segundo estudos recentes, esses animais, na sua respiração, produzem mais CO2 que todas as outras fontes de poluição em conjunto.
    Mas como já estamos habituados a este tipo de estudos e “estudos” ficamos sempre de pé atrás.

    Vejam a noticia no link abaixo:
    http://www.dn.pt/ciencia/biosfera/interior/vacas-e-ovelhas-poluem-mais-do-que-os-carros-1262025.html

  5. Eu pergundo ao José… Onde é que vão buscar esses números percentuais da produção de CO2 onde o gado já existe na terra há muito mais tempo que os transportes???? Ainda o homem não pensava em transportes motorizados e já havia gado a pastar!!!!
    Francamente… estes tipos dos nºs.

  6. Bem as estatísticas são importantes tal como a procura de métodos alternativos, mas a verdade é que a evolução tecnológica que sempre esteve á frente da evolução social nunca procurou realmente solucionar os problemas pois esteve sempre de mãos dadas com a industria em geral com o único objectivo de procurar lucros cada vez maiores e mais fáceis, como tal esta noticia se por um lado me anima por outro deixa-me preocupado.
    Será ideal assim que se consiga ter o método refinado, a produção em massa para todo o planeta ??
    Sem no entanto se realizar um estudo empírico controlado em local a definir ??
    Creio que só depois sim, depois de comprovados estes argumentos de uma prática mais “humana”, mais saudável e menos carregada de gorduras e oxalá com menos conteúdo de compostos químicos é que poderíamos embarcar nessa aventura.
    Mas infelizmente é a industria que dita a forma como vivemos, pensamos, vestimos e é o governo dos países que cabe regulamentar e fazer cumprir o que a industria deseja num matrimonio de vontades e desejos em uma sociedade cada vez mais aberta aos problemas do mundo vista por milhões nos smartphones e pcs onde estas noticias apenas nos distraem dos videos engraçados dos gatos no youtube e dos meus excelentes posts no facebook.
    Não se iludam se a industria desejar que este projecto avance nada o irá impedir !!!!

    Por último gostaria de mencionar que sim de facto isto é anti natura para o homo sapiens de uns bons anos atrás, mas esta produção em massa de animais e seu consequente abate de forma pouco “humana” certamente não atrai e tem afastado cada vez mais os consumidores que receiam uma produção desenfreada e com pouco controlo e que querem ter uma maior “certeza” sobre aquilo que consomem e dessa forma a industria traz-nos uma alternativa o consumo de carne de laboratório !! Bom eu encontro-me dividido pois pese embora eu goste da minha carne criada da forma mais natural possível também desejo o fim do formato actual !!!

RESPONDER

Portugal é o segundo país da Europa onde mais se anda de carro

Portugal foi o segundo país da União Europeia onde mais se circulou de carro, em 2017, revela o Eurostat. Apenas a Lituânia ficou à frente. Deixar o carro na garagem e usar meios de transporte alternativos …

Empresas ficam sujeitas à arbitragem em litígios de consumo até cinco mil euros

Todas as empresas estão, a partir desta segunda-feira, obrigadas a sujeitar-se à arbitragem ou à mediação nos conflitos de consumo até cinco mil euros. A lei 63/2019, publicada a de 16 de agosto, alterou a Lei …

Farmacêutica Purdue Pharma vai declarar falência

A gigante farmacêutica Purdue Pharma pediu proteção contra credores, sucumbido à pressão dos mais de 2600 processos judiciais de que é alvo, na sequência da crise dos opióides, nos Estados Unidos. A farmacêutica com sede em …

Aliança convida partidos “sem cartão dourado” para 36 debates no Youtube

No dia em que os três canais generalistas irão passar em direto o debate entre Rui Rio e António Costa, o partido de Pedro Santana Lopes lançou um convite a todos os partidos sem …

Metro do Porto e Carris reforçam fiscalização

Com a entrada em vigor dos novos passes, Metro do Porto e Carris estão a reforçar a fiscalização para tentarem baixar os números de fraude e garantir que têm o devido retorno financeiro por aderirem …

Bloco de Esquerda quer aumento gradual das pensões mínimas até ao salário mínimo

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, propôs esta segunda-feira o aumento das pensões mais baixas até ao valor do salário mínimo e defendeu que o rendimento dos filhos não deve contar na atribuição …

Associação Berardo vai contestar arresto de obras de arte

A Associação Coleção Berardo (ACB), proprietária das obras de arte do empresário José Berardo, vai contestar de esta segunda-feira a uma semana o arresto de cerca de 2.200 peças, disse à agência Lusa fonte próxima …

Netanyahu quer anexar "todos os colonatos" na Cisjordânia ocupada

Benjamin Netanyahu afirma que quer "estender a soberania a todos os colonatos", incluindo alguns que sejam importantes para a herança de Israel. Eleições são esta terça-feira. O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, prometeu esta segunda-feira anexar “todos …

Trump rejeita nova acusação de abuso sexual contra Brett Kavanaugh

O Presidente norte-americano considera que a nova acusação de abuso sexual contra o juiz do Supremo Tribunal dos Estados Unidos é "mentira". Os democratas, por sua vez, pedem que Brett Kavanaugh seja destituído do cargo. De acordo …

Câmara de Cascais quer investir seis milhões de euros no forte onde Salazar caiu da cadeira

A autarquia de Cascais apresentou ao Estado um projeto que passa por dar novo uso ao Forte de Santo António da Barra durante 50 anos. Foi lá que Salazar caiu da cadeira, em 1968. A câmara …