Cientistas criam bateria dobrável inspirada na coluna vertebral

Uma equipa de cientistas norte-americanos desenvolveu o protótipo de uma bateria de ião lítio recarregável, dobrável, inspirada na forma da coluna humana.

A tecnologia móvel está em constante evolução. Se há uns anos os smartphones não passavam de utopias, nos dias de hoje temos super computadores no bolso. Mas um dos problemas dos smartphones é a sua bateria, ou seja, a sua autonomia.

Neste momento há processadores super rápidos, smartphones com 8GB de memória RAM e ecrãs curvos. Contudo, muitos amantes da tecnologia estão há muito tempo ansiosamente à espera do próximo passo.

Acredita-se que este passo possa vir a ser equipamentos dobráveis – smartphones que rapidamente mudam de forma. A Samsung, ou até a Lenovo, estão alegadamente a trabalhar nesta tecnologia, que é uma forma de tornar os terminais mais úteis e versáteis.

Se há uns anos tudo isto não passava de um sonho, agora cada vez mais esse sonho está perto da realidade. Já há ecrã dobráveis à venda no mercado, mesmo que estejam ainda a ser comercializados em pequena escala.

Um dos problemas de um smartphone dobrável são os seus componentes. Não é propriamente simples criar uma motherboard flexível. Mas pior do que isso, o grande problema é que é quase impossível neste momento termos uma bateria dobrável.

Todavia, um novo estudo, publicado na terça feira na revista Advanced Materials, dá-nos a esperança de que brevemente tudo mude. Segundo a pesquisa, cientistas da Columbia University, em Nova Iorque, desenvolveram um protótipo de uma bateria de ião lítio que pode ser dobrada e que não perde qualidade – ou, no pior dos cenários, não explodirá.

Yuan Yang / Columbia University

A nova bateria de ião lítio dobrável tem um design idêntico ao das vértebras humanas. É dividida em vários sectores ligados entre si mas independentes, e consegue neste momento uma carga de até 85% da energia de uma bateria normal.

“A densidade energética do nosso protótipo é uma das maiores até agora registadas”, diz o Yuan Yang, líder da equipa de engenheiros que desenvolveu a inovadora bateria, citado pelo site da Columbia University.

“Desenvolvemos uma solução simples e escalável para uma bateria flexível, com excelentes propriedades electroquímicas. Este é um candidato muito promissor a ser a primeira de uma nova geração de baterias de ião lítio”, acrescentou o investigador.

Ainda não há data marcada para ver produtos deste género no mercado, mas ao que tudo indica, a tecnologia está a evoluir a passos largos, e não faltará muito até que tal aconteça.

ZAP // 4gnews / New Atlas

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …