Cientistas conseguem enviar senhas seguras através do corpo humano

Mark Stone / University of Washington

As senhas passam através do corpo graças a um sistema de transmissão de baixa frequência

As senhas passam através do corpo graças a um sistema de transmissão de baixa frequência

Investigadores de engenharia e computação da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, conseguiram uma proeza digna dos filmes de agentes secretos: enviar senhas através do corpo humano – e com segurança suficiente para que nenhum hacker intercepte o processo.

Ao contrário do que ocorre quando partilhamos ou escrevemos passwords usando a rede Wi-Fi ou tecnologias sem fios como o Bluetooth, as senhas enviadas pelo corpo humano não podem ser interceptadas por hackers que estejam a escutar os sinais transmitidos.

Com este novo sistema, a informação ou dados biométricos a enviar passam através do corpo humano graças a um sistema de transmissão de baixa frequência, que pode ser gerado pelos vulgares sensores de impressão digital e touchpads presentes actualmente em vários gadgets.

O processo cria um código binário, que transmite dados em uma velocidade de 25 a 50 bits por segundo.

“Os sensores digitais têm sido bastante usados como dispositivos de entrada. O interessante é que mostrámos, pela primeira vez, que estes sensores podem servir para enviar informações que estão fechadas no próprio corpo do utilizador”, explicou Shyam Gollakota, um dos autores do estudo.

Vikram Iyer / University of Washington

As possíveis aplicações incluem o envio de senhas para portas inteligentes e sensores de glucose para diabéticos

As possíveis aplicações incluem o envio de senhas para portas inteligentes e sensores de glucose para diabéticos

Este tipo de transmissão oferece um método muito mais seguro de enviar informações autenticadas entre dispositivos, já que o sistema consegue criar um link seguro entre a superfície tocada e o dedo do utilizador.

“Digamos que eu queira abrir uma porta utilizando um cadeado eletrónico inteligente”, exemplifica Mehrdad Hessar, coautor do trabalho.

“Basta tocar ao mesmo tempo na maçaneta e no sensor de impressões digitais do meu telefone, para transmitir as minhas credenciais através do corpo – e a porta abre-se, sem ter que enviar qualquer tipo de informação pelo ar”, explica.

Até agora, a equipa testou a nova técnica em sensores de impressões digitais presentes em dispositivos como o iPhone.

Os testes foram realizados com a ajuda de 10 pessoas diferentes, com variados pesos e alturas, e em todas as ocasiões o resultado foi bastante positivo. O sistema funciona aliás mesmo quando a pessoa está em movimento, ou a mexer os braços.

O tempo de ter que tomar nota das passwords está a acabar. Melhor dizendo, o tempo de quê??

Canaltech / Washington.edu

PARTILHAR

RESPONDER

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …

"A bola apenas bateu no peito". VAR admite erro no penálti do Portimonense-FC Porto

O vídeo-arbitro do encontro entre Portimonense e FC Porto, Vasco Santos, admitiu esta quarta-feira que não existiu razão para assinalar grande penalidade a favor do clube portista. "No momento em que o árbitro apita fiquei com …

Na Índia, usar cigarros eletrónicos já pode dar prisão

O Governo indiano anunciou esta quinta-feira a proibição de cigarros eletrónicos no país, de 1,3 mil milhões de pessoas, numa ação que pretende ser a favor da saúde e contra os vícios. "A decisão foi tomada …

Iñaki Urdangarín pode sair da prisão dois dias por semana

Detido na cadeia de Brieva, Ávila, há 15 meses, Iñaki Urdangarín, cunhado do rei de Espanha, soube esta terça-feira que poderá sair da prisão duas vezes por semana para fazer voluntariado numa instituição que ajuda …

Criança com anemia aplástica grave submetida a transplante inédito em Portugal

Um menino de quatro anos com anemia aplástica grave foi submetido a um transplante com células estaminais de sangue do próprio cordão umbilical, um tratamento inédito em Portugal realizado no Instituto Português de Oncologia (IPO) …

Renováveis baixaram fatura da luz em 2,4 mil milhões na última década

A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis permitiu ao sistema elétrico português acumular uma poupança de 2,4 mil milhões de euros ao longo dos últimos 10 anos. Esta é a principal conclusão de um …

Constitucional chumba barrigas de aluguer pela segunda vez

O Tribunal Constitucional chumbou, esta quarta-feira, pela segunda vez, o diploma do Parlamento sobre gestação de substituição, depois de um chumbo no ano passado. O BE apresentou uma proposta em que se previa "que a gestante …

Furacão Humberto ganha força a caminho das Bermudas

O furacão Humberto aumentou de intensidade nas últimas horas e atingiu a categoria 3 a caminho das Bermudas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC) nesta quarta-feira. O terceiro furacão da temporada no Atlântico, …

Brasil é o país lusófono com mais refugiados. Já Portugal tem as maiores remessas dos emigrantes

Um relatório das Nações Unidas (ONU) revelou que o Brasil é o país lusófono que acolhe mais refugiados, Portugal é o que recebe mais remessas dos emigrantes e Moçambique teve o maior aumento de estrangeiros …