Desapareceu o cientista que criou bebés geneticamente modificados

Alex Hofford / EPA

He Jiankui apresentou o seu trabalho durante a conferência

O cientista He Jiankui, que alegou ter criado os primeiros bebés geneticamente modificados, está em paradeiro incerto. No fim-de-semana surgiram boatos de que tinha sido detido pelas autoridades chinesas, mas a Universidade onde trabalha não confirma a detenção, nem revela onde é que ele se encontra.

Um porta-voz da Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul em Shenzhen, na China, onde o cientista é professor associado, rejeitou os boatos que surgiram no fim-de-semana de que He Jiankui teria sido detido, e de que poderia estar em prisão domiciliária.

Em declarações ao jornal South China Morning Post, este porta-voz recusa, contudo, revelar detalhes sobre o paradeiro de Jiankui. “Neste momento, não podemos responder a quaisquer perguntas sobre este assunto, mas se tivermos informações, faremos actualizações através dos nossos canais oficiais”, limitou-se a dizer.

O cientista não é visto desde a conferência sobre genética em Hong Kong, onde apresentou as primeiras explicações públicas sobre a sua investigação, depois de ter revelado num vídeo no YouTube que tinha criado os dois primeiros bebés geneticamente modificados.

Jiankui revelou como deu origem a duas gémeas resistentes ao VIH, desactivando um gene que codifica uma proteína que permite que o vírus entre nas células, salientando que se encontram num estado “normal e saudável”.

Na mesma conferência, também acrescentou que há um terceiro bebé que pode nascer igualmente alvo de embriões geneticamente modificados.

O anúncio de Jiankui originou grande polémica em todo o mundo, e já há quem lhe chame o “Frankenstein chinês”. Tem sido arduamente criticado pela comunidade científica que considera que ele passou uma barreira ética inaceitável.

Depois de ter recebido milhões de euros de fundos públicos chineses para investigação, o jovem cientista parece ter-se tornado persona non grata, estando a ser investigado pela Universidade onde trabalha e pelo Ministério da Ciência e da Tecnologia da China.

“De boas intenções está o inferno cheio”

Jiankui recorreu a uma técnica de edição genética conhecida por CRISPR-Cas9 e que tem sido usada na China em diversas experiências com animais.

Em 2016, cientistas chineses editaram embriões de macacos para introduzir genes associados ao autismo, numa investigação em que procuravam descobrir uma cura para esta doença.

Um ano antes, o Instituto de Genómica de Pequim anunciou a criação de mini-porcos que poderiam ser “personalizados” com cores diferentes, através da mesma técnica CRISPR.

Cientistas chineses também criaram cães super-fortes, desligando o gene miostatina que tem como função moderar o crescimento das fibras musculares. E noutra investigação, clonaram um cão no âmbito de pesquisas sobre aterosclerose, um tipo particular de arteriosclerose que aumenta “a probabilidade de ocorrência de um evento cardiovascular”, como refere a Federação Portuguesa de Cardiologia.

Este tipo de investigação é autorizada na China, mas Jiankui abriu uma caixa de Pandora quando aplicou a CRISPR em humanos, ultrapassando uma barreira ética que pode acarretar sérios riscos.

“De boas intenções está o inferno cheio”, lembra o professor de Sociologia na Universidade da Califórnia, nos EUA, John Evans, num artigo de opinião, frisando que uma coisa é usar a edição genética para evitar doenças, outra é recorrer a ela para criar “humanos melhorados”.

Este especialista na temática da edição genética em humanos de um ponto de vista sociológico, fala dos riscos de criar “uma espécie humana melhorada”, lembrando que esta ideia de haver pessoas com “traços superiores” deu origem ao Holocausto, onde os Nazis determinaram que os grupos étnicos “inferiores” deveriam ser exterminados.

O desenvolvimento genético pode ajudar a criar uma nova ideia de que é possível transformar indivíduos “inaptos” em seres geneticamente superiores, sustenta Evans.

“Depois de descobrir como alterar um gene, pode-se alterar qualquer gene, independentemente da sua função”, acrescenta o professor, notando que será “muito difícil dizer que mudar outros traços que não são mortais, como a surdez, não é igualmente aceitável”. Pode também mudar-se a “falta de inteligência “normal” ou uma dita “falta de inteligência superior”, frisa.

Este problema é evidenciado por muitos cientistas que já temem que as implicações éticas inerentes à edição genética que Jiankui trouxe à tona, venham a ter consequências tragicamente negativas na investigação neste sector.

Aquilo que é consensual na comunidade científica, é que é preciso criar “um muro” concreto que defina uma fronteira entre o que é aceitável e o que não é no campo da edição genética.

SV, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Ele só foi ingénuo em ter revelado as suas experências. Acham mesmo que não as haverá “aos montes”, só ainda escondidas, por esse mundo fora?

    • Ora nem mais. Isto não me choca mesmo nada já…Há de tudo, até mesmo quimeras (inclusive metade humano, metade animal…) tudo com o pretexto de “defesa nacional”,tentam também criar supersoldados. Isto é só a ponta do iceberg…
      Quem quiser saber mais, procure pelo testemunho de “whistleblower Emery Smith”. Cuidado,podem rebentar a vossa bolha confortável e correm o risco de nunca mais ver o mundo da mesma maneira.

  2. Desde a ovelha Dolly muito avançou. Depois de carregar no botão a bomba explode. Há-de sempre haver curiosos que exploram e experimentam o desconhecido. Estas experiências até já são tardias, dado o ano da experiência da ovelha.

RESPONDER

"Imagine there is no corruption". Há uma campanha contra a corrupção em Portugal nas ruas de Nova Iorque

Um professor português da Universidade de Columbia, nos EUA, tem em marcha uma campanha contra a corrupção em Portugal, com várias acções nas ruas de Nova Iorque. De guitarra em punho e a cantar "Imagine there …

Morreu Sean Connery, Sir James Bond

O actor escocês Sean Connery morreu, neste sábado, aos 90 anos de idade, conforme avança a BBC. As causas da morte não são ainda conhecidas. Sean Connery tornou-se conhecido como "James Bond", tendo sido o primeiro …

"Uma das actividades de maior risco é ir ao restaurante"

Medidas como a proibição de circulação entre concelhos e o recolher obrigatório "são mais simbólicas do que eficazes e efectivas" no combate à covid-19, defende o médico e investigador Carlos Martins, considerando que seria mais …

Vieira da Silva escolhido para conselheiro da CE na presidência portuguesa da UE

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, foi escolhido como conselheiro especial da Comissão Europeia para preparar o trabalho na área dos direitos sociais durante a presidência portuguesa …

Supremo dá razão a juiz afastado por ter "mau feitio"

O juiz desembargador Eurico Reis viu o Supremo Tribunal de Justiça dar-lhe razão, anulando o concurso interno no Tribunal da Relação de Lisboa onde foi afastado por, alegadamente, ter "mau feitio". O Supremo anula, assim, a …

Marcelo, Governo e oposição em queda (mas Costa é aprovado por eleitores de PSD e Bloco)

O arrastar da pandemia e o agravar do número de casos de infectados por covid-19 em Portugal, está a desgastar a imagem do primeiro-ministro que está em queda nas sondagens. Mas a oposição não está …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: o Pepe tem um GPS inconclusivo?

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/pacos-de-ferreira-3-2-fc-porto-o-musical Paços de Ferreira. Cidade quase deserta nos últimos dias, com as pessoas a cumprirem as regras. Paços de Ferreira. A cidade que recebeu um campeão quase deserto, com os jogadores a não cumprirem as regras. Ao …

Os cães vão para o céu? Lápides mostram que animais de estimação se tornaram família após a II Guerra

Os donos de animais de estimação no século XVIII amavam-nos profundamente, mas os donos contemporâneos são mais propensos a acreditar numa vida após a morte, onde verão os seus animais de estimação falecidos mais uma …

Governo decide hoje novas medidas para controlar a pandemia. Partidos estão divididos

O Conselho de Ministros reúne-se este sábado para decretar “ações imediatas” de controlo da pandemia, um dia depois de o primeiro-ministro ter recebido os partidos com assento parlamentar com vista a um consenso sobre estas …

Secretas e PJ investigam QAnon (que acusa autoridades de esconderem provas sobre rede pedófila)

Os Serviços de Informação e a Polícia Judiciária (PJ) estão a investigar as ligações de seguidores do movimento conspiracionista QAnon aos denominados "Movimentos pela Verdade" e a elementos do Chega. A notícia é avançada pela revista …