Chuva pode em breve tornar-se uma fonte eficaz de energia renovável

Um novo gerador criado por uma equipa de investigadores de Hong Kong é capaz de transformar a chuva numa fonte eficaz de energia renovável.

Usar a chuva como uma fonte de energia renovável não é nada de novo e várias tentativas foram feitas para o conseguir. No entanto, nenhuma das opções se mostrou ser eficaz o suficiente para que pudesse ser utilizada. Agora, essa realidade pode estar prestes a mudar e a chuva pode mesmo tornar-se fundamental para gerar energia “verde”.

Uma equipa de investigadores criou um gerador capaz de produzir uma voltagem surpreendentemente alta a partir da chuva. Para ter uma noção do seu potencial, com uma simples gota de água, ele é acender momentaneamente 100 lâmpadas LED. Tentativas anteriores produziram “milhares” de vez menos densidade instantânea de energia.

De acordo com o Engadget, o gerador é produzido com um material que está praticamente sempre com carga elétrica. Quando uma gota de água cai na superfície de lata, liga os dois elétrodos e cria um circuito fechado. E quando a chuva é intensa, a carga acumula e, eventualmente, atinge um ponto de saturação.

No entanto, o produto ainda está em desenvolvimento e será preciso esperar mais uns tempos até que possa tornar-se num produto final. Esta pode ser uma solução prática e eficaz para países onde chove muito. Além disso, esta tecnologia também pode ser usada em produtos que se molhem regularmente, como guarda-chuvas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …