Chuva cósmica abranda crescimento de galáxias com buracos negros supermassivos

JPL / NASA

Conceito artístico de um buraco negro supermassivo primitivo, com 13 mil milhões de anos, no coração de uma galáxia rica em estrelas.

Conceito artístico de um buraco negro supermassivo primitivo, com 13 mil milhões de anos, no coração de uma galáxia rica em estrelas.

Astrónomos do MIT descobriram que o crescimento de galáxias que contenham buracos negros ‘supermassivos’, pode ser abrandado pela chuva cósmica, fenómeno que permite que gás quente produza nuvens de gás frio nas galáxias, revelou a NASA.

Segundo uma nota, divulgada pela agência espacial norte-americana, os cientistas analisaram os raios-X de mais de 200 conjuntos de galáxias (série de estrelas) e concluíram que a precipitação gasosa é a chave para perceber como buracos negros (regiões do espaço das quais nada, nem mesmo partículas, podem escapar) gigantes afectam o crescimento das galáxias.

Os astrónomos socorreram-se das observações do telescópio espacial de raios-X Chandra, da NASA.

“Sem estes buracos negros e os jactos de gás, as galáxias centrais dos conjuntos de galáxias poderiam ter muitas mais estrelas do que as que têm actualmente”, sustentou um dos co-autores do estudo, Michael McDonald, do Instituto Tecnológico de Massachusetts, nos Estados Unidos.

McDonald e outros investigadores usaram os dados do Chandra para estimar quanto tempo demorava o gás a arrefecer a distâncias diferentes dos buracos negros estudados.

O estudo, publicado na revista Nature, analisou algumas das maiores galáxias, situadas no centro de conjuntos de galáxias, envolvidas em atmosferas enormes de gás quente, que deveria arrefecer e dar origem à formação de muitas estrelas.

Um estudo de mais de 200 "viveiros" de galáxias, incluindo a Abell 2597 (na foto), realizado com o telescópio Chandra, revelou como uma forma invulgar de radiação cósmica atrasa a formação das estrelas

Um estudo de mais de 200 “viveiros” de galáxias, incluindo a Abell 2597 (na foto), realizado com o telescópio Chandra, revelou como uma forma invulgar de radiação cósmica atrasa a formação das estrelas

Contudo, em determinadas condições, porções de gás podem irradiar a sua energia e formar nuvens frias que se misturam com o gás quente em redor. Algumas destas nuvens formam estrelas, mas outras lançam “chuviscos” de gás frio no buraco negro ‘supermassivo’, desencadeando jactos de partículas energéticas que, ao reaquecerem o gás, impedem a formação de mais estrelas.

Os buracos negros ‘supermassivos’ têm uma massa milhões de vezes superior à do Sol e afectam as suas galáxias.

O ciclo descrito de arrefecimento e aquecimento de gás regula o crescimento das galáxias e tem ocorrido pelo menos nos últimos sete mil milhões de anos (o Universo tem cerca de 14 mil milhões de anos), de acordo com a investigação.

Os astrónomos descobriram, ainda, que o intenso calor nas galáxias centrais, provavelmente proveniente da colisão com um outro conjunto de galáxias, pode “enxaguar” a chuva cósmica à volta do seu buraco negro.

Futuras investigações vão aferir se a chuva cósmica regula a formação de estrelas em pequenas galáxias, incluindo a Via Láctea, onde se situa a Terra.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Estónia só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender

O Banco Central da Estónia, que completou em maio 100 anos desde a sua função, só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender, uma vez que o material não é puro …

Explosão atinge autocarro de turistas perto das Pirâmides de Gizé

Uma explosão atingiu um autocarro de turistas perto das célebres pirâmides de Gizé, no Egito, provocando 17 feridos, entre naturais do Egito e da África do Sul, noticia a agência France-Presse. Um engenho explosivo detonou à …

Alerta de erupção vulcânica. Monte Hakone fechado a turistas

As autoridades japonesas activaram este domingo o alerta por possível erupção vulcânica no monte Hakone, e fecharam todos os acessos à popular paisagem natural, que é visitada anualmente por milhões de turistas. A Agência Meteorológica do …

Vírus gigantes nas águas da Índia podem resolver mistério evolutivo

Uma equipa liderada por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia em Bombaim descobriu mais de 20 novos vírus nas águas da cidade, incluindo versões gigantes destes agentes biológicos que podem ajudar a desvendar questões importantes …

Sondagens dão maioria pró-UE no Parlamento Europeu (mas eurocéticos crescem)

As sondagens para o Parlamento Europeu apontam para uma maioria de partidos pró-União Europeia (UE), apesar de os partidos eurocéticos ganharem terreno em relação à composição que resultou das eleições de 2014. Entre os 751 assentos …

A ciência por detrás de um bom chocolate foi finalmente revelada

O melhor chocolate é uma mistura complexa de ciência e o truque não é novo: esta técnica de mistura tem mais de 140 anos. Uma equipa de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, Reino Unido, …

Cristiano Ronaldo eleito o melhor da liga italiana

Cristiano Ronaldo foi o melhor jogador da Liga Italiana 2018/19. A distinção foi anunciada neste sábado, com a Série A a explicar que a escolha foi feita com base em cálculos dos sites Opta Sports, …

Europeias: PS quer fazer o mesmo na Europa, PSD lembra cataplana de Costa e BE pede para não ficar em casa

No dia em que ficou decidido quem seria o campeão nacional de futebol deste ano, a campanha eleitoral para as europeias abrandou, com os partidos a terminarem as iniciativas pelo final da tarde. O cabeça de …

Descobertas inscrições neolíticas com símbolos da realeza egípcia

Uma missão arqueológica do Ministério de Antiguidades de Egito descobriu perto da cidade de Assuão, no sul do país, as primeiras inscrições reais que remontam ao período neolítico. Este período começou há 12 mil anos e …

Já sabemos qual é o segredo para superar a inveja

De acordo com uma investigação recente, temos mais inveja da experiência de uma determinada pessoa antes de ter acontecido do que depois de já ter passado. O segredo está no tempo. Pesquisas anteriores mostraram que os …