/

China está prestes a inaugurar o maior radiotelescópio do mundo para “caçar” extraterrestres

(dr) Liu Xu / Xinhua

O Radiotelescópio FAST (Five Hundred Metre Aperture Spherical Telescope) é o maior do mundo

A China já terminou a construção do radiotelescópio FAST (Five Hundred Metre Aperture Spherical Telescope), devendo o maior telescópio de disco único do mundo ser inaugurado para astrónomos em breve.

Depois de cinco anos de construção e três de testes, o FAST está finalmente pronto. Com um diâmetro de 500 metros e 4.400 painéis de alumínio, o dispositivo localiza-se numa região remota da China, sendo duas vezes mais potente do que o segundo maior do seu tipo, o Observatório Arecibo, em Porto Rico.

Os cientistas têm esperança que o FAST, capaz até de detetar as ondas de rádio mais fracas oriundas de pulsares e galáxias, possa ajudar a descobrir a tão procurada vida alienígena, tal como refere um novo artigo sobre o telescópio publicado a 24 de setembro na revista científica Nature.

Depois de uma série de testes, o telescópio deve receber em breve luz verde do Governo chinês, devendo iniciar atividade em meados de outubro. “Não encontramos nenhum obstáculo para a transição restante”, afirmou Di Li, cientista-chefe do projeto.

“Sinto-me animado e aliviado”, acrescentou, citado pelo portal Futurism.

Durante o período experimental, o FAST conseguiu detetar 100 pulsares. Até 2017, e de acordo com dados da NASA, captou, no total, 2.000 pulsares.

Tendo em conta a sua “impressionante sensibilidade”, o aparelho pode também ajudar a compreender as misteriosas rajadas rápidas de rádio (fast radio bursts ou FRB), podendo fornecer dados sobre a sua origem ou energia, explicou a cientista Laura Spitler, astrónoma do Instituto Max Planck de Radioastronomia, na Alemanha.

Para já, a grande preocupação dos cientistas será conseguir descobrir como é que vão processar a enorme quantidade de dados que o aparelho é capaz de produzir.

  ZAP // HypeScience

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.