EUA alertam que a China tem planos para conquistar Taiwan até 2027

Wu Hong / EPA

Soldados do Exército Popular de Libertação da China

Num discurso no Congresso, Mark Milley, Presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA, alertou que a China quer invadir e controlar Taiwan nos próximos seis anos e que isso poderá trazer grandes problemas para o Exército dos EUA.

Mark Milley sublinhou, perante o Comitê de Serviços Armados da Câmara de Representantes dos EUA, que a China estava a preparar-se para conquistar Taiwan nos próximos seis anos. A hipótese tem por base comentários que o líder chinês, Xi Jinping, fez ao Exército de Libertação Popular.

O general destacou que a China criou “um exército extraordinariamente capaz” ao longo das últimas décadas e após o investimento em novas armas, o que pode dificultar a intervenção americana num possível conflito.



Assim, Milley, citado pelo USNI News, advertiu que as forças militares chinesas poderiam superar as forças americanas, inclusive nas áreas de guerra cibernética, armamento espacial e guerra submarina. Outros sistemas emergentes da capacidade militar chinesa incluem mísseis, armas robóticas avançadas e sistemas de computador de alta potência.

Deste modo, o general não descarta as avaliações feitas por dois almirantes do Comando do Indo-Pacífico de que a China poderia atacar Taiwan nos próximos seis anos ou até mais cedo.

“A capacidade da China de invadir e conquistar a ilha de Taiwan está a ser acelerada para 2027, daqui a seis anos”, alertou.

Esta situação pode trazer sérios problemas aos EUA. Milley referiu que o orçamento de defesa dos Estados Unidos, para o ano de 2022, é de 753 mil milhões de dólares, mas alguns republicanos consideram que o valor é insuficiente para conter o crescente poder militar da China.

O alto comandante concorda com esta perspetiva e avisa que uma guerra com a China “seria um enorme e caro empreendimento em termos de todas as medidas, e eu estaria preocupado com a capacidade de sustentar um conflito de longo prazo”.

Ainda assim, o Exército norte-americano pretende gastar cerca de 5 mil milhões de dólares para apoiar as forças e alianças sob a Iniciativa de Dissuasão do Pacífico.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O retorno de Taiwan à China continental é quase um facto consumado.

    A teimosia dos EUA em manter aquela “colónia” sob seu controlo e sobre a qual não tem qualquer direito, só lhes irá trazer “amargos de boca” já que a China superiorizou-se em praticamente todos os ramos militares e em capacidade bélica efectiva!

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …