China acusada de produzir instrumentos de tortura para exportação

Thomas Hawk / Flickr

-

A Amnistia Internacional denunciou mais de 130 empresas chinesas por suposto comércio de equipamentos policiais que poderiam ser usados em ações de tortura e abusos de direitos humanos. Entre os instrumentos estão armas de choque, cassetetes com cravos de metal e cadeiras para contenção de suspeitos em interrogatórios.

Segundo a correspondente da BBC em Pequim, Celia Hatton, mais de 130 empresas estão envolvidas no negócio. Uma das empresas denunciadas, por si só, terá lucrado mais de 78 milhões de euros por ano fornecendo cassetetes eléctricos e algemas para dedos para 40 países da África.

Muitos destes produtos poderiam ser usados em acções policiais legítimas, mas terão sido fornecidos a nações com histórico de abusos de direitos humanos.

De acordo com o relatório, “China’s Trade in Tools of Torture and Repression“, estes equipamentos terão sido vendidos também a nações do sudeste da Ásia.

amnesty.org

"China's Trade in Tools of Torture and Repression"

“China’s Trade in Tools of Torture and Repression”

Uma porta-voz do governo chinês disse à Reuters que o relatório da Amnistia é de caracter duvidoso.

“Essa organização internacional é sempre tendenciosa contra a China e duvidamos da autenticidade do relatório que foi divulgado”.

Objectos de tortura

A Amnistia Internacional listou as três principais classes de objecto que classificou como “instrumentos de tortura moderna”.

A primeira é formada basicamente por cassetetes eléctricos que em teoria permitem aplicar choques em áreas sensíveis do corpo, como os genitais, a virilha ou as orelhas, sem deixar marcas das agressões.

A segunda são cassetetes com cravos de metal, fabricados apenas na China, que segundo o relatório seriam exportados para o Camboja e revendidos ao Nepal e à Tailândia.

A última classe é a das algemas de pernas, de pescoço e cadeiras de retenção.

Estes aparelhos são capazes de dificultar a respiração e a circulação sanguínea das vítimas. São alegadamente usados por forças policiais de diversos países, incluindo alguns com histórico de abusos de direitos humanos.

A Amnistia Internacional afirmou que todos estes equipamentos são abusivos e contrários aos padrões internacionais de respeito dos direitos humanos praticados por forças de segurança.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …