CGD assegura ter contratos de todos os créditos e legitimidade para os recuperar

António Cotrim / Lusa

Florbela Lima da Ernest & Young durante a sua audição

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) garantiu esta quarta-feira ter contratos de todos os créditos e legitimidade para os recuperar, numa referência aos contratos de quatro dos 25 créditos mais problemáticos identificados numa auditoria da EY.

“A CGD confirma a formalização contratual respeitante aos quatro créditos mencionados como parte do ‘top’ 25 do relatório de auditoria da EY”, esclareceu fonte oficial da CGD. O esclarecimento surge na sequência da audição na terça-feira da EY na comissão parlamentar de inquérito à gestão do banco público.

“A CGD esclarece ainda que das 60 operações referidas na audição, apenas 24 tinham exposição à data de dezembro de 2015, confirmando a CGD que tem os documentos contratuais que identificam e legitimam integralmente a sua posição e direitos“, informa a mesma fonte.

Na terça-feira, a auditora EY admitiu que não lhe foi disponibilizada documentação relativa a contratos de quatro dos 25 créditos mais problemáticos identificados na auditoria que realizou à CGD.

Nessa ocasião, a deputada do CDS-PP Cecília Meireles questionou Florbela Lima, ‘partner’ da EY: “Alguma informação tem de haver para se saber que existem devedores. O que pergunto é se há contratos assinados ou não há contratos assinados?”.

“Relativamente a contratos, pareceres, despachos, no fundo a informação mínima crítica considerada por nós relevante para fazer a análise (…), ela não nos foi disponibilizada”, referiu Florbela Lima.

Cecília Meireles apelou a Florbela Lima para que percebesse a “estranheza”, uma vez que sem contratos, “no limite, esta pessoa pode nem ser devedora”. “Eu não estou a dizer que não existe contrato, estou a dizer que o contrato não nos foi disponibilizado”, ressalvou a responsável da auditora EY.

Florbela Lima referiu ainda que a documentação trazida da Caixa foi a “original, à data”, e que “a informação não estava lá”, perante uma pergunta da deputada centrista sobre se o banco público não mantinha a informação noutro suporte.

“Independentemente de o Ministério Público precisar desta informação, eu presumo que a Caixa continue a tentar recuperar os créditos. Como é que o pode fazer sem suporte documental?”, perguntou Cecília Meireles. “Essa informação não estava disponível na Caixa Geral de Depósitos e não nos foi disponibilizada”, insistiu a ‘partner’ da EY, incluindo, “em particular”, a que estava no Ministério Público.

Para Cecília Meireles, “o facto de [o contrato] não ter sido disponibilizado é um indício bastante forte de que ele não existe”.

No esclarecimento, a mesma fonte oficial reitera que “das 60 operações que vêm de há muitos anos, em dezembro de 2015, data em que termina o período de análise da EY, já só estão vivas 24 operações“, pois “as restantes já estavam resolvidas”.

“Das 24, a Caixa tem contratos de todas elas, sendo que, por essa ordem, tem também os contratos das quatro operações referidas pela EY do ‘top’ 25 dos maiores credores”, reafirma o banco público.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …

Reportado o primeiro caso de parkinsonismo após infeção de covid-19

Um homem de 45 anos de Israel revelou sintomas da doença de Parkinson (parkinsonismo) logo depois de ter sido infetado com a covid-19. Tal como frisa o portal IFL Science, os vírus foram já muitas …