/

O “primeiro amarelo” para Costa e o “CDS superou todos os objectivos”

Rodrigo Antunes / Lusa

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos

“O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas”. É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa “viu o seu primeiro cartão amarelo”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Na reacção aos resultados das eleições autárquicas deste domingo, Rodrigues dos Santos começou por falar do “cenário particularmente difícil” e “inédito na história” do CDS “depois do pior resultado de sempre em legislativas”.

Mas depois realçou que “o CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas”, notando que as seis Câmaras que já eram dominadas pelo partido foram reconquistadas “com maioria absoluta”.

“Já duplicámos o número de Câmaras que o CDS governa com o PSD”, apontou ainda Rodrigues dos Santos, notando que estas autárquicas assinalam uma viragem do país à direita.

“O CDS está vivo, a crescer, e recomenda-se”, sublinhou também.

Apontando ao futuro, o líder do CDS fala de construir “uma alternativa política de centro-direita para derrubar o socialismo”.

“Estas eleições são o tiro de partido para isso mesmo”, vincou, deixando a António Costa o recado de que viu hoje “o seu primeiro cartão amarelo”.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.