/

Cavaco Silva critica geringonça por não levar a cabo “uma reforma significativa”

3

Miguel A. Lopes / Lusa

O ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O ex-Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, diz que é incapaz de “apontar uma reforma significativa levada a cabo pelo governo da geringonça”.

Aníbal Cavaco Silva participou esta noite de terça-feira numa iniciativa online da Juventude Social-Democrata (JSD) da Maia, denominada “Conversas com Norte”. O ex-Presidente da República criticou não só a esquerda parlamentar, mas mais precisamente o governo de geringonça por não levar a cabo uma reforma significativa.

Citado pela Rádio Renascença, Cavaco Silva disse que “os outros governos não sociais-democratas” raramente foram “governos com uma perspetiva reformista”. E vai mais longe: “Não sou capaz de apontar uma reforma significativa levada a cabo pelo governo da geringonça”.

Cavaco Silva disse ainda que Portugal corre o risco de se transformar na “lanterna vermelha” da União Europeia no que diz respeito ao nível de desenvolvimento. Apelou aos jovens do partido que coloquem um ponto final nesta trajetória que “está a conduzir Portugal para lanterna vermelha ao nível de desenvolvimento, nos 19 países da união monetária”.

“Quando era primeiro-ministro, éramos o 11.º país em matéria de desenvolvimento. Agora, só temos atrás de nós a Grécia e a Letónia”, acrescentou

  ZAP //

3 Comments

  1. Este gajo é mesmo um “artista”!…
    Alguém relembre a múmia manhosa que, em 1995 – o último ano do seu mandato como PM de Portugal – a UE (então CEE) só tinha 12 países membros!!
    .
    Por falar em reformas, ele e os amigos fizeram boas “reformas” – principalmente para os seus bolsos, claro!

  2. Coitado do Cavaco tinha uma reforma que mal chegava para a bucha! Mas depois veio a saber-se que, por ter passado uns meses no Banco de Portugal, auferia uma pensão milionária!!!!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE