Provável causa de ovário policístico finalmente é descoberta e a cura está a caminho

A causa mais comum da infertilidade feminina é a síndrome do ovário policístico, que pode ser causada por um desequilíbrio hormonal que acontece enquanto os fetos femininos se desenvolvem na barriga das mães, mas a boa notícia é que um novo tratamento eficiente pode estar a caminho em breve.

Uma entre cinco mulheres no mundo têm esta síndrome, e 75% tem dificuldades a engravidar. Quem tem ovário policístico tem altos níveis de testosterona, quistos no ovário, ciclos menstruais irregulares e dificuldade em regular o açúcar no sangue.

“É de longe o problema hormonal mais comum que afeta mulheres em idade reprodutiva, mas não tem recebido muita atenção”, diz Robert Norman, investigador da Universidade de Adelaide, na Austrália, ao New Scientist.

Os tratamentos atuais ajudam mulheres afetadas pelo problema a conseguirem engravidar, mas a taxa de sucesso deixa muito a desejar: é de menos de 30%.

Uma nova pesquisa conduzida por Paolo Giacobini no Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica afirma que a síndrome pode ser causada antes do nascimento pela exposição excessiva a uma hormona chamado anti-Mülleriano.

Os cientistas observaram que as mulheres grávidas com a síndrome têm níveis dessas hormonas 30% maiores do que o normal. Por isso, questionaram-se se este desequilíbrio hormonal na gestação poderia induzir o mesmo problema nas suas filhas.

Para testar esta hipótese, os cientistas injetaram a hormona anti-Mülleriano em cobaias grávidas. Conforme as suas crias fêmeas cresceram, elas apresentaram a síndrome de ovário policístico, incluindo puberdade atrasada, ovulação infrequente, atrasos na reprodução e menos filhos.

O excesso de hormona pareceu causar este efeito ao superestimular células no cérebro que aumentam o nível de testosterona.

A equipa de investiagdores conseguiu reverter o efeito em ratos usando cetrorelix, um medicamento intravenoso usado para controlar hormonas em mulheres. Depois do tratamento com este medicamento, as cobaias pararam de mostrar sintomas da síndrome.

Os investigadores estão a planear um teste clínico com mulheres com a síndrome, que possivelmente começará antes de 2019. “Esta poderia ser a estratégia para regularizar a ovulação e consequentemente melhorar a taxa de gravidez nessas mulheres”, diz Giacobini.

Se a síndrome realmente foi passada de mãe para filha devido às hormonas na barriga da mãe, isso poderia explicar por que é tão difícil encontrar uma explicação genética para o problema.

As descobertas também podem explicar por que mulheres com a síndrome parecem engravidar com mais facilidade por volta dos 40, diz Norman. Essas hormonas são conhecidos por ficarem mais baixas com a idade, geralmente indicando fertilidade reduzida. Quando mulheres com ovário policístico chegam a esta idade, podem ter a fertilidade normalizada – mas esta hipótese ainda precisa de ser testada, alerta Norman.

A descoberta foi publicada na revista científica Nature Medicine na terça-feira.

PARTILHAR

RESPONDER

Governo aberto para suspender pagamento por conta do IRC

O deputado do PEV José Luís Ferreira afirmou hoje que o Governo demonstrou abertura para suspender este ano o pagamento por conta do IRC e para criar um fundo de tesouraria destinado às pequenas e …

Consumo de vinho aumentou "acentuadamente" durante confinamento

Um estudo europeu divulgado esta segunda-feira concluiu que a frequência do consumo de vinho "aumentou acentuadamente" em Espanha, França, Itália e Portugal com o confinamento e que as principais fontes de abastecimento foram os supermercados …

João Félix lesiona-se a poucos dias do regresso da La Liga

João Félix contraiu uma lesão no ligamento lateral interno do joelho esquerdo durante um treino, informou esta segunda-feira o Atlético de Madrid. "João Félix sofreu uma entorse do ligamento colateral medial de baixo grau do joelho …

"Agiu com responsabilidade, legalidade e integridade". Boris Johnson segura assessor

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, apoiou este domingo o seu principal conselheiro, Dominic Cummings, acusado de violar as regras de confinamento impostas para combater a pandemia covid-19, assegurando que o assessor agiu legalmente e com …

Dieselgate. Volkswagen condenada a indemnizar cliente

A justiça alemã condenou hoje a Volkswagen a indemnizar em parte um cliente que comprou um automóvel equipado com um motor diesel falsificado, numa sentença que deve influenciar dezenas de milhares de processos cinco anos …

Caso prazo das moratórias não seja alargado "terão de ser criadas outras medidas extraordinárias"

Caso as "as moratórias dos créditos não forem prolongadas, ou o Governo ou a Assembleia da República terão de criar outras medidas extraordinárias para as apoiar", disse a coordenadora do Gabinete de Proteção Financeira (GPF) …

Santuário de Fátima retoma no sábado celebrações com presença de peregrinos

O Santuário de Fátima vai retomar as celebrações com a presença de peregrinos a partir de sábado, garantindo as condições de segurança para o maior número de pessoas. O Santuário de Fátima, no concelho de Ourém, …

Ex-ministro da Saúde da Bolívia em prisão preventiva por suspeitas de corrupção

O ex-ministro da Saúde da Bolívia foi detido, na semana passada, por suspeita de corrupção na compra de ventiladores. O ex-ministro da Saúde da Bolívia, detido na última semana por suspeita de corrupção na compra a …

OMS considera cada vez mais improvável segunda grande vaga

A diretora do departamento de Saúde Pública da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que é "cada vez mais" improvável uma segunda grande vaga do novo coronavírus, mas aconselhou muita prudência. Em entrevista à rádio …

Açores reabrem creches e jardins de infância. Aulas de 11.º e 12.º também em São Miguel

As respostas sociais, encerradas devido à pandemia, reabrem esta segunda-feira no Pico, Faial, Terceira e São Jorge, e na ilha de São Miguel são retomadas as aulas dos 11.º e 12.º anos para alunos inscritos …