Provável causa de ovário policístico finalmente é descoberta e a cura está a caminho

A causa mais comum da infertilidade feminina é a síndrome do ovário policístico, que pode ser causada por um desequilíbrio hormonal que acontece enquanto os fetos femininos se desenvolvem na barriga das mães, mas a boa notícia é que um novo tratamento eficiente pode estar a caminho em breve.

Uma entre cinco mulheres no mundo têm esta síndrome, e 75% tem dificuldades a engravidar. Quem tem ovário policístico tem altos níveis de testosterona, quistos no ovário, ciclos menstruais irregulares e dificuldade em regular o açúcar no sangue.

“É de longe o problema hormonal mais comum que afeta mulheres em idade reprodutiva, mas não tem recebido muita atenção”, diz Robert Norman, investigador da Universidade de Adelaide, na Austrália, ao New Scientist.

Os tratamentos atuais ajudam mulheres afetadas pelo problema a conseguirem engravidar, mas a taxa de sucesso deixa muito a desejar: é de menos de 30%.

Uma nova pesquisa conduzida por Paolo Giacobini no Instituto Nacional Francês de Saúde e Pesquisa Médica afirma que a síndrome pode ser causada antes do nascimento pela exposição excessiva a uma hormona chamado anti-Mülleriano.

Os cientistas observaram que as mulheres grávidas com a síndrome têm níveis dessas hormonas 30% maiores do que o normal. Por isso, questionaram-se se este desequilíbrio hormonal na gestação poderia induzir o mesmo problema nas suas filhas.

Para testar esta hipótese, os cientistas injetaram a hormona anti-Mülleriano em cobaias grávidas. Conforme as suas crias fêmeas cresceram, elas apresentaram a síndrome de ovário policístico, incluindo puberdade atrasada, ovulação infrequente, atrasos na reprodução e menos filhos.

O excesso de hormona pareceu causar este efeito ao superestimular células no cérebro que aumentam o nível de testosterona.

A equipa de investiagdores conseguiu reverter o efeito em ratos usando cetrorelix, um medicamento intravenoso usado para controlar hormonas em mulheres. Depois do tratamento com este medicamento, as cobaias pararam de mostrar sintomas da síndrome.

Os investigadores estão a planear um teste clínico com mulheres com a síndrome, que possivelmente começará antes de 2019. “Esta poderia ser a estratégia para regularizar a ovulação e consequentemente melhorar a taxa de gravidez nessas mulheres”, diz Giacobini.

Se a síndrome realmente foi passada de mãe para filha devido às hormonas na barriga da mãe, isso poderia explicar por que é tão difícil encontrar uma explicação genética para o problema.

As descobertas também podem explicar por que mulheres com a síndrome parecem engravidar com mais facilidade por volta dos 40, diz Norman. Essas hormonas são conhecidos por ficarem mais baixas com a idade, geralmente indicando fertilidade reduzida. Quando mulheres com ovário policístico chegam a esta idade, podem ter a fertilidade normalizada – mas esta hipótese ainda precisa de ser testada, alerta Norman.

A descoberta foi publicada na revista científica Nature Medicine na terça-feira.

PARTILHAR

RESPONDER

Villarreal vs Sporting | Expulsão de Jefferson trama leão

O Sporting esteve perto de dar a volta à eliminatória ante o Villarreal, dos 16 avos-de-final da Liga Europa, mas a expulsão de Jefferson no início da segunda parte comprometeu um jogo que a equipa …

Austrália vai autorizar emojis nas matrículas

A partir de março, em Queensland, as matrículas personalizadas poderão usar os famosos emojis. Contudo, pelo menos para já, estão apenas autorizadas as carinhas sorridentes. A novidade acaba de chegar à Austrália, e se para uns …

Ilhas Faroé fecham para "manutenção". Turistas só podem entrar se "vierem ajudar"

As Ilhas Faroé, território autónomo sob a coroa dinamarquesa, isolado no Atlântico Norte entre a Islândia e a Noruega, vão estar fechadas para "manutenção" 26 e 27 de abril. Na ilha vivem 50 mil habitantes e …

Documentário "low cost" afirma que Jesus era, afinal, um filósofo grego

O documentário Bible Conspiracies (Conspirações Bíblicas, em tradução livre), disponível na Amazon Prime desde novembro de 2017, tem dado que falar. Durante o filme, realizado em 2016, são proferidas várias afirmações que contrariam o que …

Choupette já é a gata mais rica do mundo e pode herdar fortuna de Karl Lagerfeld

A gata do estilista Karl Lagerfeld, Choupette, pode ser uma das beneficiárias da sua fortuna de mais de 170 milhões de euros. Não é que o felino precisasse, já que tem, só por si, um …

Gravuras rupestres descobertas na Serra da Gardunha

Um conjunto de rochas com gravuras rupestres foi descoberto na Serra da Gardunha, Fundão, e a primeira análise indica que serão do período entre o Calcolítico e a Idade do Bronze, disse o arqueólogo Martinho …

Cinco telemóveis são apreendidos por dia nas prisões portuguesas

O número de apreensões de telemóveis, drogas e armas brancas nas prisões portuguesas caiu em 2018. Ainda assim, foram confiscados 1934 aparelhos, o que dá uma média superior a cinco por dia. Para os guardas prisionais, …

Estado vai dar incentivo de 250 euros para compra de bicicletas elétricas

Visando impulsionar o uso de veículos mais verdes, o Governo vai conceder um incentivo de 250 euros para a compra de uma bicicleta elétrica. Os detalhes das novas regras deverão ser anunciadas já nos próximos …

Lisboa em primeiro lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir

A capital portuguesa subiu do 10.º para o 1.º lugar no ranking das cidades mais atrativas para investir, da PricewaterhouseCoopers, avança a Visão. Lisboa foi alvo de uma ascensão sem precedentes, subindo do 10.º para o …

O Sol vai brilhar e os termómetros vão chegar aos 26 graus este fim de semana

As temperaturas máximas vão subir e o fim de semana promete ser solarengo, com os termómetros a chegarem aos 26 graus Celsius. A temperatura máxima vai subir nos próximos dias em Portugal continental, com a máxima …