Casinos elogiam legalização do jogo online mas querem exclusividade

triinq / Flickr

O presidente da Associação Portuguesa de Casinos elogiou a decisão do Governo de legalizar o jogo online, adiantando que a organização ainda vai concertar uma reação, mas lembrou que defende, há vários anos, a exclusividade da concessão.

“É bom que o jogo online seja regulamentado e que passe a ser um jogo legal. A forma como vai ser feito pode ser mais ou menos agradável”, afirmou Jorge Armindo, em declarações à agência Lusa esta sexta-feira.

Sublinhando que a Associação Portuguesa de Casinos ainda vai analisar a legislação em causa, para tomar uma posição concertada, Jorge Armindo argumentou que há muitos anos que reclama a exclusividade dos jogos de fortuna e azar.

“A nossa posição tem sido acesa no direito dos concessionários à exclusividade do jogo online, aliás, em consonância com a concessão que nos foi atribuída em 2001 e pela qual, na altura, pagámos largos milhões de euros”, recordou Jorge Armindo.

No entanto, ressalvou, “a conjuntura hoje é diferente da que existia em 2001, [pelo que] vamos ter de analisar com muita atenção aquilo que se nos apresentou ontem e que nós desconhecíamos”.

Governo quer jogo online sem exclusivos

O Governo aprovou esta quinta-feira uma proposta de “regime aberto, por licença, sem concessão de exclusivos” para os jogos online, que seguirá para Assembleia da República na forma de um pedido de autorização legislativa.

Em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, disse que “o pedido vai já acompanhado dos diplomas que o Governo pretende ver autorizados” e manifestou-se convicto de que a regulamentação dos jogos online ficará concluída “este ano”.

De acordo com Adolfo Mesquita Nunes, “no caso do jogo online, o Governo optou por um modelo aberto, sem concessão de exclusivos”, seguindo “as boas práticas europeias, as recomendações da Comissão Europeia e do Direito comparado”. A autorização de exploração será “concedida mediante a atribuição de uma licença a quem preencher determinados requisitos técnicos, financeiros e de idoneidade previamente definidos”.

A Lusa contactou também a Santa Casa da Misericórdia, que tem a exclusividade da exploração de jogos sociais, mas os responsáveis da instituição escusaram-se a fazer quaisquer comentários.

O secretário de Estado do Turismo referiu na quinta-feira que “a Santa Casa da Misericórdia continua a explorar jogos sociais do Estado e as apostas mútuas, nos mesmos termos em que o tem feito até agora”, acrescentando que “as apostas desportivas à cota de base territorial serão concedidas à Santa Casa, aproveitando a experiência que esta entidade já possui”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Colaborador de Macron investigado por agredir manifestante

A justiça francesa anunciou a abertura de uma investigação preliminar após a transmissão de imagens de um colaborador do Presidente Emmanuel Macron a agredir um manifestante no 1º de maio. A investigação também tem como alvo …

Mbappé vai doar todo o dinheiro que ganhou no Mundial

O jogador francês Kylian Mbappé prometeu oferecer os ganhos financeiros obtidos no Mundial 2018. E vai mesmo cumprir com a sua promessa. Kylian Mbappé prometeu e vai cumprir. O jogador da seleção francesa vai oferecer a totalidade …

MP abre inquérito sobre alegadas irregularidades na reconstrução de casas de Pedrógão

O Ministério Público abriu um inquérito para investigar alegadas irregularidades na reconstrução de casas afetadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, em junho de 2017, disse à agência Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR). "Confirma-se a …

Bruxelas quer passageiros portugueses a pagar taxa aeroportuária em Lisboa

A Comissão Europeia considera que ao cobrar esta taxa apenas a não residentes, Portugal está a discriminar em função da nacionalidade. A Comissão Europeia enviou, esta sexta-feira, um parecer fundamentando a Portugal reclamando que a taxa …

Justiça espanhola recusa extradição de Puigdemont apenas por peculato

O Tribunal Supremo espanhol decidiu cancelar o mandado europeu de detenção do ex-presidente do Governo catalão, recusando-se a julgar o independentista em fuga apenas pelo alegado delito de peculato e não pelo de rebelião. O juiz …

Militante envolvido na falsificação de fichas do PS nomeado para administrador de saúde

Um dos novos administradores que o Governo nomeou para o Centro de Medicina de Reabilitação da Região Centro, António João Paredes, é um militante que esteve envolvido no processo de fichas falsas do PS de …

Francisco J. Marques constituído arguido no caso dos e-mails

Francisco J. Marques foi interrogado pela PJ a em março deste ano, na qualidade de arguido, no âmbito do chamado caso dos e-mails, relacionado com a divulgação, no Porto Canal, de correio eletrónico do Benfica. O …

Facebook vai banir notícias falsas e violência (mas não a negação do Holocausto)

O Facebook vai remover informações falsas publicadas na rede social que possam contribuir para atos de violência iminente, anunciou a empresa, que já testou a medida no Sri Lanka, recentemente abalado pelos conflitos inter-religiosos. “Estamos a …

João Benedito formaliza candidatura à presidência do Sporting

O antigo guarda-redes e ex-capitão da equipa de futsal do Sporting apresentou, esta quinta-feira, a sua candidatura às eleições do Sporting. João Benedito, o mais recente candidato à presidência do Sporting, apareceu juntamente com a sua …

China lança centro de investigação para clonar primatas

A China lançou um centro de investigação para clonar primatas, na cidade de Xangai, que permitirá avançar no diagnóstico e tratamento de doenças celebrais, informou esta quinta-feira a imprensa local. O centro, que faz parte de …