Governo estuda cartão eletrónico para apoiar carenciados. Reduz fraudes (e pode beneficiar comércio local)

Portugal está a avaliar adotar uma solução de apoio alimentar a pessoas carenciadas através de cartões eletrónicos ou vouchers.

De acordo com o Dinheiro Vivo, que avança a notícia este sábado, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social está a estudar a criação de um mecanismo de apoio através de cartão eletrónico ou e-voucher está a ser avaliada, mas não há datas para avançar, porque é preciso negociar as regras com a Comissão Europeia.

Os e-vouchers permitem acesso a produtos ou serviços pré-definidos, através de um valor numerário, um bem ou quantidade desse bem ou uma combinação. Este método permite restringir o tipo de produtos a adquirir e podem ser, por exemplo, apenas válidos em espaços comerciais definidos

Os vouchers podem ser em forma de cartão eletrónico – semelhante a um cartão bancário – ou de um código que permite o posterior reembolso do comerciante.

Uma das vantagens desta solução é a redução do risco de fraude. “A avaliação sugere que os vouchers eletrónicos representam menos risco de fraude do que os de papel. Por esta razão, o regime belga de vale-refeição mudou do papel para vouchers eletrónicos. O sistema francês de vouchers em papel foi identificado por partes interessadas como um que carrega riscos particularmente elevados”, refere o relatório “E-vouchers for the most deprived”, publicado em fevereiro.

Outras vantagens passam pela eficiência e a “redução de custos e burocracia para as autoridades contratantes”. O relatório aponta ainda os benefícios para o comércio local.

Atualmente, o Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas é o mecanismo de apoio alimentar e outros bens de consumo básico, sendo cofinanciado em 85% pelo Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas Mais Carenciadas (FEAD).

No ano passado, este apoio chegou a cerca de 120 mil pessoas em Portugal.

Apoio eletrónico noutros países

Este tipo de solução é já utilizada noutros países. Na Bélgica, por exemplo, o Ticket S dirige-se às famílias mais necessitadas, com o objetivo de aumentar o poder de compra, conduzindo à independência financeira. O voucher pode ser usado para comprar produtos alimentares – exceto álcool e tabaco – em mais de 25 mil lojas em todo o país.

Já em Itália, existe a carta acquisti, um e-voucher que arrancou em 2008 para combater a pobreza e a privação material. Destina-se a residentes no país até três anos e a pessoas com mais de 65 anos com graves dificuldades económicas. O cartão permite ter descontos na aquisição de alimentos e de alguns medicamentos e pagar as faturas do gás e da eletricidade.

Na Lituânia, as famílias em risco podem receber até 50% dos benefícios sociais sob a forma de cartão eletrónico, que apenas pode ser usado para comprar produtos vendidos nos supermercados, com exceção de tabaco, álcool e bilhetes de lotaria.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …