Carreiras longas no Estado vão ser menos penalizadas no acesso à reforma

Os funcionários públicos vão poder reduzir em quatro meses a idade legal de acesso à reforma por cada ano de carreira contributiva além dos 40 anos, mas desta redução não pode resultar o acesso à pensão antes dos 65 anos.

A medida consta da versão preliminar do Decreto-Lei de Execução Orçamental (DLEO), a que a Lusa teve acesso, segundo a qual, na data em que o trabalhador “perfizer 65 anos, a idade normal de acesso à pensão é reduzida em quatro meses por cada ano completo que o tempo de serviço exceda 40 anos de carreira, não podendo a redução resultar no acesso à pensão antes daquela idade”.

O projeto do DLEO – que aguarda ainda aprovação em Conselho de Ministros – prevê ainda que a aposentação se pode verificar, “independente de qualquer outro requisito, quando o subscritor contar 15 anos de serviço e a idade normal de acesso à pensão de velhice que sucessivamente estiver estabelecida no regime geral da segurança social”.

Sem alterações ficam as condições de acesso à pensão antecipada, que no caso dos funcionários públicos é possível a partir dos 55 anos de idade e 30 de carreira contributiva, estando sujeita às penalizações previstas, ou seja, ao fator de sustentabilidade e ao corte de 0,5% por cada mês de antecipação face à idade legal da reforma.

Assim, e se a atual alteração prevista no DLEO for aprovada, um funcionário público com 43 anos de descontos terá como idade legal de reforma os 65 anos e cinco meses e não os 66 anos e cinco meses em vigor uma vez que ‘ganha’ um ano pelo facto de ter mais três de descontos que os 40 exigidos.

O documento prevê também que a aposentação voluntária (quando não dependa da verificação de incapacidade) “fixa-se com base na lei em vigor à data em que seja recebido o pedido de aposentação pela Caixa Geral de aposentações” e na situação “existente à data em que o mesmo seja despachado”.

Desta forma são relevantes para o cálculo da pensão as regras existentes à data do pedido e a situação do requerente (idade e tempo de serviço) à data do despacho.

Esta disposição já tinha sido anunciada pelo Governo depois de, em fevereiro último, o Tribunal Constitucional se ter pronunciado pela inconstitucionalidade de uma norma introduzida pelo anterior Governo que, em 2013, veio determinar que as pensões eram calculadas com base nas regras em vigor à data do deferimento do pedido e não no momento da sua entrada.

Esta mudança ao Estatuto da Aposentação foi, na altura, justificada pela necessidade de se travarem as “corridas às reformas” de cada vez que eram conhecidas intenções de alterar as regras de acesso à aposentação.

Nesta versão preliminar do Decreto-Lei de Execução orçamental prevê-se ainda que, para efeitos do apuramento da pensão mínima, esta “apenas é elevada para o montante mínimo legalmente previsto quando o aposentado ou reformado não receba pensão ou pensões de valor global igual ou superior à pensão mínima que seria devida com base exclusivamente no tempo de serviço da CGA”.

Tal como já previa o diploma que veio regulamentar as pré-reformas, e que entrou em vigor em 6 de fevereiro deste ano, esta versão preliminar do DLEO também refere que o tempo em que os subscritores da CGA se encontrem na situação de suspensão ou redução do contrato de trabalho por terem celebrado um acordo de pré-reforma “releva para a apresentação nos termos em que tal relevância é estabelecida no regime da segurança social”.

A contagem do tempo pressupõe que, enquanto durar a situação de pré-reforma, o trabalhador e a entidade empregadora mantenham o pagamento das contribuições para a CGA “calculadas à taxa normal, com base no valor atualizado da remuneração relevante para aposentação que serviu de base ao cálculo da prestação de pré-reforma”.

O Decreto-Lei da Execução Orçamental de 2019 ainda não foi aprovado pelo Governo, tendo o Ministério das Finanças indicado à Lusa, que “a proposta de 2019 não deverá trazer alterações significativas face a 2018”.

Nos quatro anos de mandato do atual Governo, 2019 fica como aquele em que o Governo aprovará mais tarde o Decreto-lei de Execução Orçamental, que estabelece as normas de plena execução do Orçamento do Estado, nomeadamente em termos de cativações.

O DLEO entrará em vigor no dia seguinte a o da sua publicação, produzindo efeitos desde a data de entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2019 e até à entrada em vigor do Decreto-Lei de Execução Orçamental para 2020.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Toupeira" do InSight termina a sua viagem em Marte

A sonda de calor desenvolvida e construída pelo Centro Aeroespacial Alemão (DLR) e implantada em Marte pelo lander InSight da NASA terminou a sua parte da missão. Desde 28 de fevereiro de 2019 que a …

Após injetar chá de cogumelos, homem começou a desenvolver fungo no sangue

Um homem preparou um chá de "cogumelos mágicos" e decidiu injetá-lo no corpo. Vários dias depois, acabou nas urgências devido ao crescimento de um fungo na sua circulação sanguínea. De acordo com o Live Science, o …

Ministro da Economia testa positivo ao novo coronavírus

O ministro da Economia e do Estado, Pedro Siza Vieira, testou positivo ao novo coronavírus que causa a covid-19, anunciou o ministério que tutela.  Em comunicado citado pelo jornal digital Observador, o ministério da Economia refere …

"Reis do esperma". Homens vendem e doam espermatozóides nas redes sociais (e a procura é surreal)

São muitos os norte-americanos que têm vendido ou doado o seu esperma nas redes sociais. A procura pelo material tem sido cada vez maior, e os bancos não estão a dar conta desta nova realidade, …

Sporting 2-1 FC Porto | Jovane Cabral entra para virar resultado e levar Sporting à final

O suplente Jovane Cabral ‘bisou’ esta terça-feira na vitória do Sporting frente ao FC Porto, por 2-1, em Leiria, consumando a reviravolta no clássico das meias-finais da Taça da Liga de futebol, depois de Marega …

Entrevista: "Amigos meus falam em dar um tiro na cabeça. Eu espero não fechar, mas..."

As novas medidas de confinamento estão quase a entrar em vigor e vão afetar muito a restauração. Contactámos o proprietário de um dos cafés mais conhecidos no Porto. 38 anos depois de ter começado a …

Escutas, cartas e chantagens. Como o FBI tentou minar reputação de Martin Luther King

Desde a Marcha sobre Washington por Trabalho e Liberdade em 1963 até aos seu assassinato em 1968, o FBI lançou-se numa intensa campanha para desacreditar Martin Luther King Jr., de acordo com o novo documentário …

Costa anunciou campanha de testes rápidos já esta quarta-feira. Escolas dizem nada saber

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta terça-feira, no Parlamento, que arrancará esta quarta-feira uma campanha de testes rápidos nas escolas, mas as instituições de ensino dizem nada saber sobre a iniciativa. O líder do Executivo …

Tando: O drone projetado para ser um segurança voador

Drones voadores já são usados para patrulhar áreas externas, mas não ambientes internos onde o GPS não funciona. Isto pode estar prestes a mudar com o lançamento do sistema Tando. Desenvolvido pela startup israelita Indoor Robotics, …

Jorge Jesus com sintomas de covid-19

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, também está a apresentar sintomas da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. A notícia foi avançada pelo desportivo O Jogo, que dá conta que em causa está uma …