Cápsula “agarra” as bactérias do intestino (e pode mudar as colonoscopias como as conhecemos)

As bactérias presentes no trato gastrointestinal de uma pessoa podem revelar muito sobre a sua saúde. Uma cápsula recém-desenvolvida poderia fornecer ainda mais informações, reunindo bactérias de locais específicos dentro desse trato.

Normalmente, os médicos analisam as fezes de um paciente para ver que tipo de bactérias vivem no seu sistema digestivo. Porém, não há forma de saber se esses micróbios vieram do intestino, estômago, reto ou de qualquer outro lugar. É aí que a cápsula administrada por via oral pode ajudar.

Criado pela Purdue University de Indiana, nos Estados Unidos, a cápsula consiste principalmente em hidrogel absorvente contido numa concha de resina. A química da tampa dessa concha pode ser ajustada para que, quando exposta ao pH de uma parte específica do trato gastrointestinal, se dissolva.

Quando a tampa se dissolve, o hidrogel atrai o fluido digestivo que contém bactérias. O gel expande-se conforme o faz e sela o orifício onde estava a tampa, “prendendo” as bactérias e evitando que mais sejam absorvidas.

A cápsula selada continua a viajar pelo resto do sistema digestivo, eventualmente saindo com as fezes. Em seguida, é recuperada e o gel é retirado e analisado para ver que bactérias estão presentes.

Cada cápsula é usada apenas uma vez e deve custar cerca de um dólar a ser fabricada.

Segundo os cientistas, este método é uma melhoria em relação às colonoscopias tradicionais, uma vez que nenhuma delas consegue examinar bactérias além de tirar fotografias. “Se uma colonoscopia ou pílula fotográfica deteta sangue, não é possível colher amostras dessa área para investigar mais”, disse Rahim Rahimi, líder do estudo, em comunicado. “Poderia apenas obter amostras de bactérias da matéria fecal de uma pessoa, mas as bactérias podem variar muito em todo o trato gastrointestinal. A nossa abordagem pode ser complementar. ”

Os planos exigem que a tecnologia seja testada em porcos, antes de passar para testes em humanos.

“Esta abordagem está a oferecer novas oportunidades para estudar que tipo de bactérias estão presente no intestino”, disse Rahimi. “Isso ajudaria a descobrir como manipular estas bactérias para combater doenças.”

Caso seja aprovado para uso médico, este novo dispositivo pode servir como um suplemento às colonoscopias. Por exemplo, um médico pode identificar um potencial problema de saúde durante a realização de um exame de rotina, tirar algumas fotografias e, em seguida, usar este novo dispositivo para verificar o que está a acontecer ao nível microbiano.

Este estudo foi publicado recentemente na revista científica RSC Advances.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …

Simone Biles: "Deveria ter desistido muito antes dos Jogos Olímpicos"

"Uma mulher preta tem que ser a melhor, as pessoas tentam menosprezar", lamentou a multi-campeã olímpica de ginástica. Simone Biles não conquistou qualquer medalha de ouro nos Jogos Olímpicos deste ano mas foi a atleta mais …

Mãe e filho de 2 anos morrem à porta do estádio. Jogo decorreu normalmente

Queda aconteceu pouco antes de começar um jogo da Major League Baseball, em San Diego. O desporto passou para segundo plano na tarde deste domingo, pouco antes de um jogo de beisebol, nos Estados Unidos da …

"Blá blá blá". Greta Thunberg acusa líderes mundiais de não cumprirem com as promessas climáticas

Ativista considera que os anúncios feitos pelos líderes mundiais não passam de bonitas intenções que, na prática, não se traduzem em ações com verdadeiro impacto na luta contra as alterações climáticas. Greta Thunberg acusou os líderes …

Mulher com síndrome de Down perde ação judicial contra a lei do aborto no Reino Unido

Na semana passada, uma mulher com síndrome de Down perdeu uma ação judicial contra o governo britânico por causa de uma lei que permite o aborto até ao fim da gestação de fetos que poderão …

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …