Afinal, cancro e doenças cardíacas podem ser contagiosos através da microbiota

Na escola, aprendemos que só podemos apanhar certas doenças, como a gripe, através de outras pessoas. Porém, um novo estudo defende que muitas “doenças não transmissíveis”, como a maioria dos cancros e doenças cardíacas, às vezes, podem ser transmissíveis.

Cada um de nós é um zoológico ambulante, de acordo com o Gizmodo, e estamos cheios de bactérias, vírus e outras criaturas invisíveis que dependem do nosso corpo para se sustentar. Estas criaturas coexistem connosco sem causar nenhum dano e muitas até são benéficas.

Nos últimos anos, começamos a desvendar as formas complexas como o microbioma pode afetar o nosso corpo, especialmente desequilibrado. Estudos já vincularam uma variedade de condições crónicas não transmissíveis, como obesidade e doenças cardiovasculares, a um microbioma fora de sintonia.

Ainda estamos nos estágios iniciais de compreensão do microbioma. Mas, num novo artigo publicado na semana passada na revista científica Science, os autores argumentam que há evidências suficientes para começar a testar a teoria de que muitas doenças não transmissíveis podem ser transmissíveis através do microbioma.

Há já evidências precoces da transmissão do microbioma entre humanos, por exemplo, entre a mãe e um filho no útero ou nas bactérias fecais de outras pessoas que acabam nos nossos alimentos e água.

De acordo com os investigadores, doenças geralmente consideradas não transmissíveis podem passar entre os pacientes através de micróbios intestinais. Por outro lado, é difícil de provar que as bactérias intestinais transferidas entre os pacientes podem desencadear doenças não transmissíveis.

Segundo Brett Finlay, co-autor do artigo e microbiologista da Universidade da Colúmbia Britânica, as bactérias no intestino ajudam a digerir os alimentos, extrair nutrientes e fortalecer o sistema imunológico. O intestino e o que lá vive são moldados pelo local onde vivemos, os alimentos que comemos e a forma como interagimos com o meio ambiente. As pessoas com quem interagimos também desempenham um papel. Aliás, o estudo indica que os cônjuges têm microorganismos intestinais semelhantes a irmãos que morem longe.

Mesmo que exista um microbioma “arriscado” para a doença de Alzheimer, ninguém com esse microbioma não vai acordar com demência na manhã seguinte. Muitas condições crónicas demoram anos, ou até décadas, a surgir, mesmo em pessoas com alto risco – e nem todos ficam doentes. Finlay também observou que não estamos a falar de um único germe mau, mas sim de um microbioma que se pode ter desequilibrado de várias formas.

Por outro lado, Finlay afirmou que se a teoria apresentada no artigo estiver correta, abriria uma nova porta para a investigação de doenças que os cientistas possam estudar.

Em declarações à Discover Magazine, as melhores estratégias preventivas para doenças não transmissíveis são dieta e exercício. “E o que mais [dieta e exercício] fazem? Mudam drasticamente os seus micróbios”, explicou o cientista.

Ainda assim, Finlay acredita que a teoria precisa de mais trabalho e seria antiético trocar o microbioma causador de doenças entre humanos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. pelo lado positivo, se conseguirmos mudar o microbioma conseguimos curar, especialmente doenças que dele tanto dependem como as DII, crohn,colites etc

Responder a joe Cancelar resposta

Numa verdadeira cena à James Bond, homem foge do FBI numa scooter subaquática

Um americano que estava a ser procurado por um suposto envolvimento num esquema de fraude, foi preso na passada segunda-feira, dia 16, após usar uma "scooter marítima" subaquática para tentar fugir do FBI. Quem assistiu ao …

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …