Afinal, cancro e doenças cardíacas podem ser contagiosos através da microbiota

Na escola, aprendemos que só podemos apanhar certas doenças, como a gripe, através de outras pessoas. Porém, um novo estudo defende que muitas “doenças não transmissíveis”, como a maioria dos cancros e doenças cardíacas, às vezes, podem ser transmissíveis.

Cada um de nós é um zoológico ambulante, de acordo com o Gizmodo, e estamos cheios de bactérias, vírus e outras criaturas invisíveis que dependem do nosso corpo para se sustentar. Estas criaturas coexistem connosco sem causar nenhum dano e muitas até são benéficas.

Nos últimos anos, começamos a desvendar as formas complexas como o microbioma pode afetar o nosso corpo, especialmente desequilibrado. Estudos já vincularam uma variedade de condições crónicas não transmissíveis, como obesidade e doenças cardiovasculares, a um microbioma fora de sintonia.

Ainda estamos nos estágios iniciais de compreensão do microbioma. Mas, num novo artigo publicado na semana passada na revista científica Science, os autores argumentam que há evidências suficientes para começar a testar a teoria de que muitas doenças não transmissíveis podem ser transmissíveis através do microbioma.

Há já evidências precoces da transmissão do microbioma entre humanos, por exemplo, entre a mãe e um filho no útero ou nas bactérias fecais de outras pessoas que acabam nos nossos alimentos e água.

De acordo com os investigadores, doenças geralmente consideradas não transmissíveis podem passar entre os pacientes através de micróbios intestinais. Por outro lado, é difícil de provar que as bactérias intestinais transferidas entre os pacientes podem desencadear doenças não transmissíveis.

Segundo Brett Finlay, co-autor do artigo e microbiologista da Universidade da Colúmbia Britânica, as bactérias no intestino ajudam a digerir os alimentos, extrair nutrientes e fortalecer o sistema imunológico. O intestino e o que lá vive são moldados pelo local onde vivemos, os alimentos que comemos e a forma como interagimos com o meio ambiente. As pessoas com quem interagimos também desempenham um papel. Aliás, o estudo indica que os cônjuges têm microorganismos intestinais semelhantes a irmãos que morem longe.

Mesmo que exista um microbioma “arriscado” para a doença de Alzheimer, ninguém com esse microbioma não vai acordar com demência na manhã seguinte. Muitas condições crónicas demoram anos, ou até décadas, a surgir, mesmo em pessoas com alto risco – e nem todos ficam doentes. Finlay também observou que não estamos a falar de um único germe mau, mas sim de um microbioma que se pode ter desequilibrado de várias formas.

Por outro lado, Finlay afirmou que se a teoria apresentada no artigo estiver correta, abriria uma nova porta para a investigação de doenças que os cientistas possam estudar.

Em declarações à Discover Magazine, as melhores estratégias preventivas para doenças não transmissíveis são dieta e exercício. “E o que mais [dieta e exercício] fazem? Mudam drasticamente os seus micróbios”, explicou o cientista.

Ainda assim, Finlay acredita que a teoria precisa de mais trabalho e seria antiético trocar o microbioma causador de doenças entre humanos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. pelo lado positivo, se conseguirmos mudar o microbioma conseguimos curar, especialmente doenças que dele tanto dependem como as DII, crohn,colites etc

RESPONDER

Um planeta pode ter sido "roubado" do Sistema Solar

Uma nova análise de astrónomos da Universidade Stony Brook, em Nova Iorque, revelou que as estrelas "roubam" planetas umas às outras - e isso também poderá ter acontecido no nosso próprio Sistema Solar. Quase tudo o …

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …