Covid-19. Doentes oncológicos conseguem obter os mesmos anticorpos que a população em geral

As pessoas que têm cancro e ficam infetadas com o novo coronavírus produzem anticorpos numa taxa comparável ao resto da população, mas a sua capacidade de o fazer depende do tipo de cancro que têm e dos tratamentos que receberam, de acordo com um novo estudo.

As descobertas, publicadas na revista Nature Cancer, sugerem que os pacientes com cancro também deverão ter resposta positiva às vacinas contra a covid-19.

Astha Thakka, principal autor do estudo, refere que as “descobertas fornecem a garantia de que a maioria das pessoas com cancro são capazes de obter uma resposta de anticorpos semelhante à população em geral. As pessoas com histórico de cancro estão tão protegidas de reinfeção como aquelas sem histórico de doença. Também deverão responder bem às vacinas”.

O estudo envolveu 261 pacientes com cancro, sendo que 77% dos quais foram diagnosticados com tumores sólidos e 23% com tumores hematológicos, ou seja, no sangue.

A taxa geral de soroconversão – produção de anticorpos em resposta à infeção – foi de 92%. No entanto, quando os pacientes com tumores sólidos e sanguíneos foram comparados, os que tinham cancros sanguíneos tiveram uma taxa de soroconversão de apenas 81,7% – significativamente menor do que a taxa de soroconversão de 94,5% em doentes com tumores sólidos.

Segundo, Balazs Halmos, autor do estudo, esta situação tem uma explicação. “Os tratamentos comumente administrados a pacientes com cancro no sangue são conhecidos por suprimir o sistema imunológico, o que pode explicar a menor taxa de anticorpos desenvolvidos nesses pacientes e o aumento do risco de doença covid-19 grave”, frisa.

Neste sentido, é necessário “prestar uma atenção especial aos pacientes com cancro no sangue e pensar em estratégias para garantir que sejam tratados de forma adequada”, refere Sanjay Goel, médico oncologista em Montefiore.

Num artigo publicado no ano passado na Cancer Discovery, Halmos e a sua equipa descobriram que os pacientes com covid-19 e cancro no sangue tinham taxas de mortalidade mais altas em comparação com os pacientes que tinham tumores sólidos. Contudo, a mortalidade estava mais relacionada com a idade e comorbidades do que com a terapia ativa do cancro.

Todos os participantes do estudo testaram positivo à covid-19 através da realização de testes de PCR. Os doentes tinham uma idade média de 64 anos, diz a Eurekalert.

Ana Isabel Moura, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …

Trabalhadores da CP e IP iniciam hoje greve ao trabalho extraordinário e feriados

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) entram este domingo em greve ao trabalho extraordinário e feriados, até 31 de agosto, por aumentos salariais. A greve, convocada pelo Sindicato …

Mesmo longe da Casa Branca, Trump foi o político republicano que mais arrecadou dinheiro em 2021

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump é o político do Partido Republicano que mais arrecadou dinheiro este ano, apesar de ter deixado o cargo a 20 de janeiro, segundo a imprensa local. Os comités políticos …

Marcelo satisfeito com reabertura “sensata”. Alívio das restrições arranca hoje

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arranca este domingo com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 2h00 para restauração …

Restos mortais de morcego-vampiro podem desvendar mistérios sobre a espécie extinta

A descoberta da mandíbula de um morcego que viveu há 100 mil anos pode ajudar a responder a algumas incógnitas sobre a espécie extinta. Os restos mortais foram encontrados numa caverna na Argentina. De acordo com …