Calendário solidário. Atletas da UMinho despem-se em nome do problema do alojamento estudantil

(dr) Nuno Gonçalves / Associação Académica da Universidade do Minho

Alunos e antigos alunos, na sua esmagadora maioria atletas, posaram nus para o calendário solidário da Universidade do Minho (UMinho), que visa alertar para as dificuldades de alojamento da comunidade estudantil.

Tal como nas quatro edições anteriores, o dinheiro da venda do calendário solidário para 2020 reverte para o Fundo Social de Emergência (FSE) da UMinho. O FSE é uma prestação pecuniária atribuída a fundo perdido, isenta de quaisquer taxas, que se destina a colmatar situações pontuais decorrentes de contingências ou dificuldades económico-sociais do estudante, com impacto negativo no seu normal aproveitamento escolar. Complementa os apoios previstos pelo sistema de Ação Social para o Ensino Superior.

No conjunto das quatro primeiras edições do calendário solidário, somando os donativos (entre os quais 5000 dólares da Federação Internacional de Judo) e o apuro das vendas, foram depositados cerca de 20 mil euros na conta do Fundo Social de Emergência.

O calendário para 2020 põe a tónica nos problemas de alojamento que se deparam à comunidade estudantil, fruto da escassez da oferta e dos altos preços praticados.

A Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), promotora da iniciativa, refere que “o conceito de desabrigo perpassa toda a iniciativa do calendário solidário”.
Atletas de andebol, futsal e voleibol entre os modelos

Os modelos retratados estão desabrigados, assim como os estudantes que têm dificuldades em encontrar casa. Mas não só estes: os estudantes que o fundo solidário social tem apoiado, ano após ano, viveram também as suas formas de desabrigo”, sublinha, em comunicado, a AAUM.

Entre os modelos que posaram para a objetiva do fotógrafo Nuno Gonçalves, contam-se Diogo Branquinho, atleta de andebol do FC Porto, Ricardo Aido, médico da Seleção Nacional de Voleibol, e os atletas do Sporting de Braga Nílson Miguel (futsal) e Maria João (voleibol).

Há, ainda, uma “equipa” da Ordem Profética, que deu corpo a uma foto que reencena a Última Ceia. Uma foto que, como sublinhou o fotógrafo Nuno Gonçalves, também se integra no espírito do desabrigo, já que foi tirada ao ar livre e num dia de chuva.

O problema da habitação é um problema grave, que deve ser olhado com extrema preocupação. É uma responsabilidade de todos, garantir que os estudantes possam ter as melhores condições para ter acesso a ensino de qualidade, pois este é um factor decisivo para o desenvolvimento do nosso país”, afirma Ricardo Machado, que figura na foto que reencenou a ‘Última Ceia’, citado pela TVI24.

Os modelos são, na sua esmagadora maioria, alunos e antigos alunos da UMinho, mas também há representantes das academias do Porto e de Aveiro. No total, são oito homens e 21 mulheres, entre as quais uma grávida.

O calendário custa cinco euros e está à venda na sede da AAUM, gabinetes de apoio ao aluno e pavilhões desportivos da Universidade do Minho e nas lojas do Sporting Clube de Braga.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Chega apresenta oito candidatos para o distrito do Porto. Ventura acredita que vai ter "grande resultado"

O líder do Chega anunciou este sábado oito candidatos às próximas eleições autárquicas no distrito do Porto, onde André Ventura acredita que o partido vai ter "um grande resultado". "Fizemos esta deslocação ao Porto para anunciar …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

"Novas dificuldades e entropias". Autarcas independentes exigem extinção imediata da CNE

Os presidentes de Câmara e representantes de movimentos independentes decidiram este sábado dar um novo prazo aos partidos para que estes possam alterar a lei eleitoral autárquica. Porém, exigem a extinção imediata da Comissão Nacional …

Estudo mostra que as ovelhas preferem acasalar com machos subordinados

Um novo estudo descobriu que, ao contrário do que se podia pensar, as ovelhas preferem acasalar com machos que estão mais abaixo na hierarquia. Atualmente, a vida sexual da maioria das ovelhas é controlada pela indústria …

“Vamos iniciar uma nova etapa". Madeira vai testar toda a população (gratuitamente)

O Governo da Madeira vai desencadear uma campanha de testagem massiva da população da região, ainda sem data, que será gratuita, para aferir da evolução da pandemia da covid-19 no arquipélago, anunciou este sábado o …

O armazenamento de energia "sem massa" está a chegar

Uma equipa de cientistas da Chalmers University of Technology, na Suécia, produziu uma bateria estrutural com um desempenho dez vezes melhor do que todas as versões anteriores. A descoberta abre caminho ao armazenamento de energia …

Ataque terrorista a cidade na Nigéria atinge organizações humanitárias e instalações da ONU

Jihadistas alegadamente ligados ao Estado Islâmico atacaram este sábado as instalações de várias organizações humanitárias e das Nações Unidas na cidade nigeriana de Damasak, e ainda estão no local, afirmaram fontes das organizações não-governamentais (ONG). O …

Os humanos foram "superpredadores" durante dois milhões de anos

Uma nova investigação revelou que os humanos foram um predador de ponta durante cerca de dois milhões de anos. Só a extinção da megafauna e o declínio das fontes de alimentos de origem animal no …

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …