Só com uma semana de treino, cães farejadores detetam coronavírus com taxa de sucesso de 94%

Estudos em todo o mundo estão a explorar a possibilidade de treinar cães para conseguirem detetar sinais do novo coronavírus. Na Universidade de Hanover, na Alemanha, uma equipa descobriu que, com pouco treino, cães farejadores conseguiam identificar amostras positivas com alto grau de precisão.

A incrível sensibilidade dos narizes dos cães tem feito com que sejam usados para todo o tipo de fins, incluindo a deteção de cancro, malária e dispositivos explosivos.

Ao expor os animais a amostras numa sala e ensinando-os a distinguir entre os que estão infetados e os que não estão, a esperança é que os cães possam tornar-se uma poderosa ferramenta de triagem em espaços públicos para ajudar a travar a propagação da pandemia de covid-19.

Os cientistas da Universidade de Hanover, na Alemanha, estavam a investigar essa possibilidade com oito cães farejadores especializados.

De acordo com o New Atlas, a equipa passou uma semana a treinar os animais para distinfir entre amostras infetadas com SARS-CoV-2, a estirpe de coronavírus que causa a doença covid-19, e um grupo de controlo não infetado.

Foram recolhidas 1.012 amostras de saliva e traqueobrônquicas e os cães estavam encarregues de identificar as amostras que estavam infetadas com SARS-CoV-2. As amostras foram distribuídas aleatoriamente, de modo a que nem os investigadores nem os treinadores de cães soubesse quais eram as amostras positivas.

Os cães identificaram corretamente 157 amostras positivas e 792 amostras negativas, identificando incorretamente 33 negativos e rejeitando incorretamente 30 positivos.

A equipa concluiu que isso gera uma sensibilidade média (deteção de positivos) de 83%, uma especificidade média (deteção de negativos) de 96% e a taxa média geral de deteção de 94%.

“Os resultados do estudo são incrivelmente emocionantes”, disse Holger Volk, autor do estudo, em comunicado. “Criámos uma base sólida para estudos futuros para investigar o cheiro dos cães e se também podem ser usados para diferenciar momentos diferentes de doenças ou fenótipos clínicos”.

Este estudo foi publicado esta semana na revista científica BMC Infectious Diseases.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Então e os gatos?! Pois é… Falam muito dos gatos… aqui mesmo pelo ZAP há um enorme lobby felino… mas o que é certo é que os cães é que trabalham em prol da humanidade.

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …