Caçador furtivo de rinocerontes morto por elefantes e comido por leões

Um suposto caçador furtivo de rinocerontes foi morto por um elefante e os seus restos mortais foram provavelmente devorados por um grupo de leões, revelaram as autoridades do Parque Nacional Kruger, na África do Sul.

Segundo avançou no domingo a NPR, os guardas florestais receberam, na semana passada, um telefonema da família do suspeito caçador, informando que os cúmplices do seu parente disseram que o mesmo foi morto por um elefante na terça-feira passada, enquanto caçavam rinocerontes no parque nacional.

De acordo com o agente da polícia Leonard Hlathi, o elefante atacou o suposto caçador “de repente” e os seus cúmplices alegaram ter levado o seu corpo para uma estrada, antes de deixarem o parque.

As autoridades começaram as buscas para encontrar os restos mortais do homem, mas ainda não conseguiram localizar o corpo. “Indicações encontradas na cena sugerem que um grupo de leões devorou os restos mortais, deixando apenas um crânio humano e um par de calças”, indica um comunicado emitido pelos responsáveis do parque nacional.

Desde que a notícia foi divulgada, os comentários não tardaram. “É o Círculo da Vida”, comentou um utilizador no Twitter.

Glenn Phillips, diretor do parque, emitiu condolências à família do falecido. “Entrar no Kruger National Park ilegalmente e a pé não é sábio, tem muitos perigos e este incidente é prova disso”, disse num comunicado.

A polícia está a investigar o incidente. Os outros quatro supostos caçadores furtivos foram presos e comparecerão ao tribunal.

Esta não é a primeira vez que animais matam um caçador na África do Sul. No ano passado, outro foi atacado e devorado por leões, na província de Limpopo.

O número de rinocerontes explorados na África do Sul tem diminuído desde 2014, mas a demanda pelo chifre do animal, no entanto, permanece forte, de acordo com a Reuters. Mais de 500 rinocerontes foram caçados devido aos seus chifres nos primeiros oito meses do ano passado.

O Parque Nacional Kruger, a maior reserva de caça da África do Sul, cobre milhares de quilómetros quadrados ao longo da fronteira nordeste do país. Até o final do ano passado, o parque tinha cerca de cinco mil rinocerontes, menos quatro mil que em 2014, segundo estimativas do governo. A caça furtiva e a seca contribuíram para essa diminuição.

Em 2018, a ministra de Assuntos Ambientais da África do Sul, Edna Molewa, classificou a caça de rinocerontes como “um crime nacional prioritário”. Em comunicado, disse que mais de 500 caçadores furtivos e traficantes foram presos em 2017, com a maioria das detenções a ocorrer dentro ou ao redor do Parque Nacional Kruger.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Uma excelente notícia para variar um pouco!Menos um inútil numa sociedade cheia de inúteis é sempre uma boa notícia!

RESPONDER

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários

A Parpública SGPS emprestou dois milhões de euros ao Hospital da Cruz Vermelha, nomeadamente para fazer pagamento de salários. A Parpública SGPS, holding tutelada pelo Ministério das Finanças, libertou dois milhões de euros para permitir ao …

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …