Historiador defende que Bussaco era marcador de navegação para os fenícios

A serra do Bussaco funcionou como “marcador de cabotagem” para os navegadores fenícios que fundaram colónias na foz do Mondego (Ereira) e na ria de Aveiro (Ílhavo), defende o historiador Nuno Alegre, no seu novo livro.

Intitulado “Bussaco versus Buçaco”, o novo livro do historiador e hoteleiro do Luso será lançado em 15 de junho, numa sessão ‘online’ através da plataforma Zoom.

Na obra, Nuno Alegre procura responder à dúvida sobre a grafia correta da serra que alberga a Mata Nacional e depois dá um salto no tempo, documentando a construção e evolução do Palace Hotel e do Alegre Hotel, recorrendo a fotografias e textos originais da época de construção, reunidos ao longo de anos.

Bussaco ou Buçaco? O historiador conclui que podem ser usadas as duas designações, remontando à presença de fenícios e romanos nos campos férteis do Vouga e Mondego, em 100 a.C.

No livro, terminado durante o período de confinamento, Alegre manifesta a sua inclinação para a origem fenícia da palavra, argumentando que a serra era um marco para os navegadores, por ser visível a partir da costa.

“Ainda hoje é possível ver o topo da serra a partir da costa”, argumenta o historiador e hoteleiro, que apresenta no livro cálculos matemáticos feitos com recurso a instrumentos de navegação, que supostamente demonstram que Ereira, Ílhavo e Bussaco formam um arco geográfico perfeito.

Neste contexto, o historiador avança a hipótese de a palavra fenícia Baqqac (Busca) ser a origem da designação Bussaco. Reconhece também que existem vestígios romanos em que Bussaco aparece grafado com uma cedilha.

No seu primeiro livro, “De Luso”, Nuno Alegre avançou a hipótese de na povoação vizinha da Vacariça ter existido uma enorme fundição de ferro, da fase final do domínio romano, em transição para o período visigótico.

Essa hipótese acabaria por ser reconhecida como sustentada pelo Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), que declarou a zona da fundição como lugar de interesse arqueológico, o que levou à alteração do PDM da Mealhada.

Alegre defendia também que os romanos foram os precursores da tradição termalista do Luso, cujas águas acabaram por trazer notoriedade à vila.

Entre todos os hotéis que se instalaram no eixo Bussaco-Luso, destaca-se o Palace, que ocupa o antigo pavilhão de caça do último rei português, em plena mata de 105 hectares, candidata a Património Mundial da UNESCO.

Na vila do Luso, para além do Grande Hotel, o historiador traça a história do Alegre Hotel, propriedade da sua família, um dos mais antigos hotéis portugueses em funcionamento permanente.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. ZAP:

    Sobre Bussaco-Buçaco pronunciaram-se já as autoridades linguísticas há muito tempo (1946 e 1966) e nem o infeliz último acordo ortográfico alterou as coisas.
    Penso, portanto, que além de publicitar gratuitamente o livro com o respectivo título – de que o autor tem toda a liberdade de interrogar-se sobre a grafia correcta – o artigo deveria respeitar as regras, como frequentemente argumenta quando os leitores levantam dúvidas.

    Veja-se:
    https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/serra-do-bucaco/12216
    https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/novamente-a-grafia-de-bucaco/33903

    Infelizmente a “bíblia” do Zap – o Priberam – não tem a palavra nas definições, embora escreva com “ç” na definição de ‘dazilírio’.

    • Caro leitor,
      Obrigado pelo seu reparo.
      Tal como consta na segunda das referências que indicou, “em síntese, a forma correta atual é Buçaco, mas, para fins comerciais, turísticos ou no âmbito da cultura local, é possível usar a forma usada do século XVII em diante, Bussaco”.
      Além disso, o próprio historiador acerca do qual versa esta notícia “conclui que podem ser usadas as duas designações”.
      Assim, não vemos que seja óbvia a necessidade de “corrigir” o termo usado no nosso título, nem que o mesmo esteja a ferir as regras com que nos guiamos.

RESPONDER

A atmosfera deste exoplaneta "infernal" está cheia de metal

Uma equipa de astrónomos observou um dos exoplanetas mais quentes já encontrados e conseguiu identificar, pelo menos, sete metais a flutuar na sua atmosfera. O WASP-121b, localizado a 850 anos-luz da Terra, orbita a sua estrela …

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …