/

Burlas com SMS custam um milhão de euros por ano aos consumidores

Jonathan Caves / Flickr

As burlas com SMS custam um milhão de euros por ano aos consumidores, de acordo com cálculos feitos pelo Portal da Queixa. O número de denúncias tem aumentado ao longo dos anos.

O número de queixas por burlas com SMS tem crescido de vento em popa. Em 2019, o Portal da Queixa recebeu 5.580 relatos de consumidores que viram desaparecer dinheiro da sua conta. A tendência é que o número de queixas continua a crescer – pelo menos é o que os dados mostram.

Estas burlas consistem em SMS em nome de um banco, cadeia de supermercados ou fornecedor de energia, por exemplo, em que é pedida uma atualização de dados ou em que é prometido um prémio.

De acordo com o Diário de Notícias, só este ano, já há 1.118 casos de burlas deste tipo. O Portal da Queixa calcula que este tipo de crime tenha um custo de 1 milhão de euros por ano aos consumidores. No entanto, o valor poderá ser ainda maior, já que os cálculos só foram feitos com base nas queixas recebidas.

“Nos últimos cinco anos verificámos um aumento do número de casos relatados“, disse Pedro Lourenço, CEO do Portal da Queixa.

“Muitos consumidores utilizam hoje em dia ferramentas que não conheciam há cinco anos, que acreditam ser essenciais para se sentirem integrados na sociedade digital, ficando assim vulneráveis a novos esquemas de burla“, acrescentou. “A tendência é este tipo de burlas continuar a crescer nos próximos anos. E só poderá parar com uma estratégia global”.

Pedro Lourenço realça ainda que muitas destas burlas são levadas a cabo por organizações criminosas localizadas fora de Portugal. Além disso, apela aos lesados para que apresentem queixa na polícia para a abertura de processos de investigação criminal.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.