Bruxelas confia na “capacidade política e diplomática” de Portugal na presidência da UE

Álvaro Millán / Flickr

A Comissão Europeia diz estar “muito confiante” na “capacidade política e diplomática” de Portugal para, aquando da liderança da União Europeia, no primeiro semestre de 2021, conseguir avanços em áreas como direitos sociais e recuperação económica.

Apontando que a presidência portuguesa do Conselho da UE será responsável pela implementação dos planos de recuperação nos Estados-membros, o comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, disse à agência Lusa estar “muito confiante na capacidade política e diplomática do primeiro-ministro português, António Costa, neste ponto de vista”.

O responsável afirmou também “partilhar das intenções de António Costa e da presidência portuguesa (da UE) de dar uma grande importância à dimensão social”. “Penso que é importante e necessária”, sublinhou Paolo Gentiloni.

O pilar social europeu deverá ser um dos marcos da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, que terá lugar durante o primeiro semestre de 2021, estando prevista uma cimeira social em maio, no Porto, durante a qual será então adotado o plano de ação.

O objetivo desse plano de ação é, desde logo, criar maior igualdade de oportunidades e de acesso ao mercado de trabalho, nomeadamente em face de severa recessão criada pela pandemia de covid-19.

“Penso que a presidência portuguesa da UE será também confrontada com a necessidade de completar o processo que a presidência alemã está a liderar na implementação das decisões que tomámos nos meses anteriores”, apontou Paolo Gentiloni, numa alusão às medidas de apoio à recuperação da UE após a crise gerada pela pandemia de covid-19. Isto porque “nem tudo estará concluído no início da presidência portuguesa”, acrescentou.

Em julho passado, o Conselho Europeu aprovou um Quadro Financeiro Plurianual para 2021-2027 de 1,074 mil milhões de euros e um Fundo de Recuperação de 750 mil milhões.

Deste fundo faz parte um Mecanismo Europeu de Recuperação e Resiliência, composto por 672,5 mil milhões de euros em subvenções e empréstimos, no âmbito do qual os países têm de apresentar à Comissão Europeia planos nacionais de investimento para aplicar estas verbas comunitárias.

Segundo Paolo Gentiloni, “outra grande questão” da presidência portuguesa da UE “será, então, a aprovação dos planos nacionais de Recuperação e Resiliência”.

“As primeiras aprovações dos planos, ligadas à disponibilização de 10% do financiamento, são baseadas na proposta da Comissão, mas é uma decisão por maioria qualificada do Conselho. O Conselho terá vários planos nacionais para aprovar durante a presidência portuguesa da UE”, contextualizou o responsável na entrevista à Lusa.

De acordo com Paolo Gentiloni, “isto irá requerer uma grande cooperação entre a presidência portuguesa da UE e a Comissão Europeia”.

Nesse âmbito, “estou muito feliz e disponível para o fazer com o primeiro-ministro e o ministro (das Finanças) João Leão e todos os gabinetes portugueses”, concluiu o comissário europeu.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Astrónomos descobrem uma super-Terra perto de uma estrela gelada

Uma equipa de investigadores descobriu uma super-Terra a orbitar GJ 740, uma estrela anã fria localizada a cerca de 36 anos-luz do nosso planeta. Nos últimos anos, os cientistas têm levado a cabo uma busca exaustiva …

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …