Bruno deixa de ser sócio (e adepto) do Sporting

Tiago Petinga / Lusa

O presidente do Sporting, destituído em assembleia-geral (AG) no sábado, Bruno de Carvalho, prometeu hoje deixar de ser sócio do clube na sequência daquilo que diz ter sido uma “golpada” que colocou de novo no poder uma “elite bafienta”.

“Podia impugnar esta AG por todas as ilegalidades cometidas: sim. Mas não o vou fazer. Era só o adiar o ter de devolver o Clube a quem nele mesmo manda”, escreveu Bruno de Carvalho num texto publicado esta madrugada na rede social Facebook.

“A minha carta de suspensão vitalícia de sócio segue segunda feira e nunca mais seguirei sequer os eventos desportivos do clube”, prometeu Bruno de Carvalho. “Quem esteve na AG percebeu que os resultados estão ao contrário”, acrescentou o líder destituído dos “leões”.

De acordo com os resultados finais, a destituição do Conselho Diretivo, liderado por Bruno de Carvalho, foi aprovada no sábado com 71,36% de votos favoráveis, contra 28,64% de votos no sentido da sua continuidade.

“Servi o melhor que pude o Sporting CP e sei que fizemos coisas que vão perdurar no tempo”, escreveu, lamentando que as elites continuem a dominar o clube.

“Vejo que afinal o clube que amava, que quis transformar num clube popular, de e para o povo, de e para os adeptos, de e para os sócios… afinal nunca deixou de ser um clube de viscondes com sempre com os mesmos a dominar”, escreveu, elencando depois uma série de adversários.

Para o agora demitido presidente do Sporting, “os sócios vão ser sempre fantoches desta elite que só permite entrar quem se render aos seus interesses”.

“Não consigo mais sentir este clube… Não sou mais do Sporting Clube de Portugal porque fui enganado”, mas “não me quero mais aproximar de uma elite bafienta e mal cheirosa que sempre dominou o Sporting Clube de Portugal!”, acrescentou.

Hoje deixei de ser para sempre sócio e adepto deste clube. A tristeza é tremenda, mas a desilusão matou tudo”, escreveu Bruno de Carvalho.

“Foi uma honra servir os Sportinguistas, mas não sinto qualquer honra de ter servido uma instituição que me fez sair com o rótulo de criminoso e de mandante de ataques terroristas”, considerou ainda.

Numa das mais concorridas assembleias gerais de sempre do Sporting, em que votaram 14.735 sócios, Bruno de Carvalho, que marcou presença e votou pouco depois das 20:00 de sábado, permaneceu no recinto até ao anúncio dos resultados.

A AG foi convocada com o objetivo de decidir o afastamento ou a continuidade de Bruno de Carvalho, figura central de uma crise que se agudizou com a perda do segundo lugar na I Liga de futebol e a invasão de adeptos à Academia do Sporting, em Alcochete.

Bruno de Carvalho, que em fevereiro viu uma larga maioria de sócios legitimar o seu mandato – aprovando alterações aos estatutos e ao regulamento disciplinar, e a continuidade dos órgãos sociais – é o primeiro presidente a enfrentar a possibilidade ser afastado em quase 112 anos de história do clube.

Eleito em 2013 e reconduzido em 2017, Bruno de Carvalho considerou, desde o início, que a AG é ilegal, e garantiu, mais tarde, que não marcaria presença no plenário.  Em vésperas da AG, o presidente ‘leonino’ afirmou que se afastava do cargo se a sua destituição fosse votada de forma fidedigna.

A AG foi convocada por Jaime Marta Soares em 24 de maio, numa altura em que presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) já tinha dito publicamente que se demitira, embora nunca tenha formalizado o pedido.

Além da MAG, o clube ficou também sem quórum no Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD), e o Conselho Diretivo (CD), liderado por Bruno de Carvalho, perdeu seis membros.

A maioria dos pedidos de demissão surgiram logo após 15 de maio, dia em que vários futebolistas do plantel e elementos da equipa técnica e do staff foram agredidos na Academia por cerca de 40 adeptos encapuzados, dos quais 27 foram detidos e ficaram em prisão preventiva.

Estes acontecimentos, levaram os futebolistas Rui Patrício, William Carvalho, Gelson Martins, Bruno Fernandes, Battaglia, Bas Dost, Podence, Ruben Ribeiro e Rafel Leão a rescindirem contrato alegando justa causa.

ZAP // Futebol 365

 

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Ao menos na hora da saída podia ter mostrado dignidade.
    O Sporting ( se resistir ao descalabro financeiro provocado por BdC ), vai renascer, e esquecer que um dia deu poder a mais a uma pessoa meio louca.

  2. “De acordo com os resultados finais, a destituição do Conselho Diretivo, liderado por Bruno de Carvalho, foi aprovada no sábado com 71,36% de votos favoráveis, contra 28,64% de votos no sentido da sua continuidade.”
    Este sujeito, desconhece por completo o significado da palavra DEMOCRACIA. Demonstra bem o que ele amava o Sporting, que dava a vida por ele, blá, blá, blá. Andou a ludibriar sócios e simpatizantes durante anos e muitos ainda o adoram… Inacreditável!

  3. Calma que ele ainda vai voltar com a palavra atrás!
    Não se esqueçam de quem ele é… o troca tintas!
    Hoje diz uma coisa, amanhã diz outra!
    Aguardem-no, ele vai voltar para delicia dos adversários do Sporting e da comunicação social também!

RESPONDER

México processa fabricantes de armas dos EUA para tentar deter comércio ilegal

O Governo do México lançou uma ação civil num tribunal do Massachusetts, nos Estados Unidos (EUA), contra um conjunto de fabricantes por "comércio negligente", visando deter o "tráfico ilegal" de armas através da fronteira, destinadas …

Afinal, Messi não vai renovar com o Barcelona

O internacional argentino não vai renovar contrato com o FC Barcelona, confirmou, esta quinta-feira, o clube catalão. Em comunicado publicado no seu site oficial, o FC Barcelona explica que, "apesar de ter chegado a acordo" com …

A Guerra Fria eclodiu nas piscinas de Tóquio. E promete continuar pelos Olímpicos fora

Após a final dos 200 metros costas, o nadador norte-americano Ryan Murphy sugeriu que acabara de participar numa prova que "provavelmente não foi limpa". O comentário foi interpretado como uma acusação a Evgeny Rylov, medalhado …

Moderna admite a necessidade de terceira dose da vacina este ano

A empresa biotecnológica norte-americana Moderna admitiu esta quinta-feira que será necessária uma terceira dose da sua vacina contra a covid-19 antes do fim do ano, devido ao esperado aumento de contágios causado pela variante Delta …

Marcelo insiste na vacinação dos jovens dos 12 aos 15. "Temos de ter paciência"

O Presidente da República considerou, esta quinta-feira, que as dúvidas relativas à vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos não são "tanto dúvidas de princípio, quanto de momento", afirmando que "tudo tem …

44% dos futebolistas foram alvo de ofensas no Twitter

Estudo envolveu os 400 futebolistas da Premier League que têm conta oficial naquela rede social. Quase metade dos futebolistas da Premier League que têm conta oficial no Twitter recebeu mensagens com conteúdo ofensivo ao longo da …

Juiz condenado por violência doméstica e por negar relações sexuais perde ação no TC

O juiz condenado por violência doméstica e por negar relações sexuais à ex-companheira perdeu o recurso que tinha apresentado no Tribunal Constitucional (TC). De acordo com o jornal Público, em 2017, o Tribunal da Relação de …

Novo estudo deteta centenas de variantes genéticas ligadas à idade da menopausa

Um novo estudo analisou a informação genética de mais de 200 mil mulheres e identificou 290 variantes associadas ao momento da chegada da menopausa. Um estudo publicado esta quarta-feira na revista Nature usou a informação de …

Macron confirma terceira dose para os "mais frágeis e mais velhos"

França tenciona reforçar a vacinação contra a covid-19 com uma terceira dose para os "mais frágeis e os mais velhos", confirmou o Presidente francês, esta quinta-feira. "Sim, uma terceira dose será muito provavelmente necessária, não para …

Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de caução de Luís Filipe Vieira

O juiz Carlos Alexandre aceitou a nova proposta do ex-presidente do Benfica para o pagamento da caução de três milhões de euros, no âmbito da Operação Cartão Vermelho. Segundo avança a rádio TSF, o juiz Carlos …