Já há mais britânicos contra o Brexit do que a favor

Sean Dempsey / EPA

A três meses da data prevista para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem conclui que a maioria da população britânica é a favor da permanência na UE.

De acordo com a sondagem realizada pela empresa YouGov junto de 25 mil eleitores, se agora fosse realizado um referendo, 46% votariam a favor da permanência, 39% a favor da saída e os restantes não saberiam, não votariam ou simplesmente não quiseram responder a essa questão.

Quando estes últimos são retirados da amostra, a proporção passa para 54% a favor da permanência na UE e 46% a defender o Brexit, adianta a agência Reuters.

O inquérito, encomendado pela campanha People’s Vote – que defende um novo referendo -, mostra a polarização dos eleitores britânicos em relação ao Brexit, já visível em outras sondagens realizados nos últimos meses, com uma tendência ténue a favor da permanência na UE – ao contrário do referendo de 2016, que deu a vitória à saída do Reino Unido da UE, com 52% dos votos.

Embora a primeira-ministra Theresa May seja contra um novo referendo, 41% dos britânicos não concordam e querem ter uma nova palavra a dizer. Apenas 36% acreditam que o Brexit deve ser votado no Parlamento e, se os indecisos forem removidos da amostra, a divisão é de 53% contra 47%.

Theresa May não tem conseguido obter a aprovação dos deputados para aprovar o acordo sobre o Brexit no Parlamento, o que levanta questões sobre a possibilidade de fechar um acordo e sobre as consequências e riscos que isso poderá trazer.

May alerta para “território desconhecido”

A primeira-ministra britânica advertiu no domingo que o Reino Unido entrará num “território desconhecido” se o parlamento recusar este mês o acordo do Brexit a que chegou com a União Europeia.

A chefe do Governo confirmou numa entrevista que tenciona submeter o acordo a votação durante a terceira semana de janeiro, uma votação que em dezembro tinha adiado devido à falta de maioria parlamentar que o apoie.

“Se o acordo não for aprovado vamos entrar num território desconhecido. Não acredito que alguém possa dizer exatamente o que ocorreria, em termos da reação que veríamos no parlamento”, defendeu a primeira-ministra.

May insistiu que espera nos próximos dias obter novas garantias pela parte da UE que outorguem “confiança” aos críticos do pacto de que o mecanismo de salvaguarda para evitar uma fronteira da Irlanda do Norte não se converta em permanente.

A primeira-ministra britânica insistiu que é contrária à convocatória de um segundo referendo, defendendo que seria uma “falta de respeito” face ao resultado da consulta de junho de 2016, na qual 51,9% dos votantes optaram pela saída da UE.

May também sublinhou que não há tempo para organizar um referendo antes de 29 de março e que por isso essa opção obrigaria a adiar o Brexit.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Sem contrato com Estado, CP só tem dinheiro até junho

A CP - Comboios de Portugal enfrenta dificuldades de liquidez, não só por causa do impacto económico da pandemia, mas também porque o Estado ainda não pagou a respetiva compensação anual pelo serviço público prestado. De …

Encontradas ruínas de uma cidade chinesa construída há 5.300 anos

As ruínas de uma antiga cidade chinesa com 5.300 anos foram encontradas por uma equipa de investigadores. A descoberta revela um planeamento urbano sem precedentes. Uma equipa de investigadores encontrou as ruínas de uma antiga cidade …

Twitter coloca alerta de "verificação de factos" em publicações de Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos rejeitou na terça-feira a interferência do Twitter na "liberdade de expressão" que a rede social exerceu diretamente contra um texto publicado, através do novo processo de verificação de mensagens. "O Twitter …

PSP detém dois polícias suspeitos de integrar grupo criminoso violento

Dois polícias foram detidos numa operação que a PSP está a realizar, esta quarta-feira, em várias zonas do país, em particular em Lisboa e em Setúbal, no âmbito de uma investigação sobre um grupo criminoso …

Queda de 7% do PIB e desemprego nos 10%. As previsões do Governo divulgadas aos partidos

Queda de 7% no PIB, défice de 6,5% e taxa de desemprego a atingir os 10%. Estas são as previsões macroeconómicas do Governo, que continuou esta terça-feira a ronda com os partidos com assento Parlamentar. …

Proteína "antienvelhecimento" que atrasa crescimento celular é fundamental na longevidade

Uma equipa de cientistas identificou uma nova proteína antienvelhecimento, que controla o metabolismo das outras proteínas, um processo implicado no envelhecimento e na doença. Os seres humanos estão a viver mais do que nunca. No entanto, …

Em protesto, as farmácias vão fechar 23 minutos. Infarmed avisa que podem sofrer sanções

As farmácias estão vinculadas a obrigações legais e incorrem em sanções, avisou terça-feira a Infarmed, em resposta à Associação Nacional das Farmácias (ANF) que anunciou para esta quarta-feira uma paragem simbólica dos serviços farmacêuticos. “Inerente ao …

"Falta de confiança". Pedro Rodrigues demite-se de coordenador da bancada do PSD em rutura com Rio

O deputado do PSD Pedro Rodrigues demitiu-se esta terça-feira do cargo de coordenador da bancada na Comissão de Trabalho e Segurança Social, invocando "falta de confiança" do presidente do partido e do grupo parlamentar, Rui …

Morreu o antigo jogador do Sporting Maurício Hanuch. Tinha 43 anos

O argentino Maurício Hanuch, ex-futebolista do Sporting, morreu esta terça-feira, aos 43 anos, vítima de doença prolongada. Numa nota divulgada no seu site site, os leões manifestam o seu pesar pela morte do antigo jogador, Maurício …

Cientistas conseguiram controlar as decisões de macacos através de estimulação cerebral

Ondas ultrassónicas de alta frequência, destinadas a regiões cerebrais específicas, podem mesmo influenciar o comportamento dos macacos. O cérebro é um órgão muito difícil de tratar. Além de a grande maioria dos medicamentos ter vários efeitos …