Já há mais britânicos contra o Brexit do que a favor

Sean Dempsey / EPA

A três meses da data prevista para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem conclui que a maioria da população britânica é a favor da permanência na UE.

De acordo com a sondagem realizada pela empresa YouGov junto de 25 mil eleitores, se agora fosse realizado um referendo, 46% votariam a favor da permanência, 39% a favor da saída e os restantes não saberiam, não votariam ou simplesmente não quiseram responder a essa questão.

Quando estes últimos são retirados da amostra, a proporção passa para 54% a favor da permanência na UE e 46% a defender o Brexit, adianta a agência Reuters.

O inquérito, encomendado pela campanha People’s Vote – que defende um novo referendo -, mostra a polarização dos eleitores britânicos em relação ao Brexit, já visível em outras sondagens realizados nos últimos meses, com uma tendência ténue a favor da permanência na UE – ao contrário do referendo de 2016, que deu a vitória à saída do Reino Unido da UE, com 52% dos votos.

Embora a primeira-ministra Theresa May seja contra um novo referendo, 41% dos britânicos não concordam e querem ter uma nova palavra a dizer. Apenas 36% acreditam que o Brexit deve ser votado no Parlamento e, se os indecisos forem removidos da amostra, a divisão é de 53% contra 47%.

Theresa May não tem conseguido obter a aprovação dos deputados para aprovar o acordo sobre o Brexit no Parlamento, o que levanta questões sobre a possibilidade de fechar um acordo e sobre as consequências e riscos que isso poderá trazer.

May alerta para “território desconhecido”

A primeira-ministra britânica advertiu no domingo que o Reino Unido entrará num “território desconhecido” se o parlamento recusar este mês o acordo do Brexit a que chegou com a União Europeia.

A chefe do Governo confirmou numa entrevista que tenciona submeter o acordo a votação durante a terceira semana de janeiro, uma votação que em dezembro tinha adiado devido à falta de maioria parlamentar que o apoie.

“Se o acordo não for aprovado vamos entrar num território desconhecido. Não acredito que alguém possa dizer exatamente o que ocorreria, em termos da reação que veríamos no parlamento”, defendeu a primeira-ministra.

May insistiu que espera nos próximos dias obter novas garantias pela parte da UE que outorguem “confiança” aos críticos do pacto de que o mecanismo de salvaguarda para evitar uma fronteira da Irlanda do Norte não se converta em permanente.

A primeira-ministra britânica insistiu que é contrária à convocatória de um segundo referendo, defendendo que seria uma “falta de respeito” face ao resultado da consulta de junho de 2016, na qual 51,9% dos votantes optaram pela saída da UE.

May também sublinhou que não há tempo para organizar um referendo antes de 29 de março e que por isso essa opção obrigaria a adiar o Brexit.

ZAP ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …

Fé nos números. Foi o voto não religioso que Donald Trump perdeu em 2020 

Em novembro de 2020, Joe Biden foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América. Uma análise revelou recentemente que a derrota de Donald Trump dependeu daqueles que não se identificam com nenhuma religião. Ryan Burge, professor …

Chega apresenta oito candidatos para o distrito do Porto. Ventura acredita que vai ter "grande resultado"

O líder do Chega anunciou este sábado oito candidatos às próximas eleições autárquicas no distrito do Porto, onde André Ventura acredita que o partido vai ter "um grande resultado". "Fizemos esta deslocação ao Porto para anunciar …

Cruz Vermelha estará a contratar enfermeiros por WhatsApp sem confirmar identidade nem validade da cédula

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) estará a contratar enfermeiros através da rede social WhatsApp para reforçar as equipas de enfermagem do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para o processo de vacinação contra a covid-19 no …